quinta-feira, 24 de julho de 2014

O Urban Market & a Praça das Cardosas: Um ano de um "casamento" perfeito.

Há eventos no Porto que vem para ficar. E o Urban Market que acontece habitualmente uma vez por mês na Praça das Cardosas é um desses casos.
Este mercado urbano criou uma sinergia com esta praça. Uma história que vale a pena ser contada.

Tudo começou quando a empresa LUCIOS passou a reabilitar os edifícios muito degradados que se encontravam no quarteirão das traseiras do Palácio das Cardosas e  foi dando uma nova vida àquele lugar...





Já há 2 anos a Portugal Lovers sob o comando da Cintia Woodcock e da Pipa Moredo, duas apaixonadas pela cidade do Porto, tem como objetivo, organizar o Urban Market em lugares muitas vezes escondidos para dar a conhecer não só aos turistas como a muitos habitantes locais, espaços que não são habitualmente frequentados. Trabalhando assim o factor surpresa e apresentando para os seus visitantes, produtos e serviços com conceitos que misturam o moderno com o tradicional, através do designer, do artesanato e do gourmet. Além de muita animação e sempre em conjunto com uma causa social.

E foi assim, que o Urban Market e a LUCIOS deram a conhecer a nova Praça das Cardosas em Julho de 2013...

Pode ver o post sobre esta primeira edição do Urban Market nas Cardosas: AQUI
 Outras edições vieram, e a certeza é que o Urban Market e a Praça das Cardosas foram feitos um para o outro...

Veja o post da 2ª edição: AQUI
O Verão passou, veio o frio e o encanto continuou...

O frio e o charme na edição de Novembro: AQUI

O Natal do Urban Market na Praça das Cardosas foi lindo...


Muitas edições aconteceram e agora está tudo a ser preparado para a comemoração de um ano deste casamento perfeito.
Estive ontem na Praça das Cardosas a acompanhar a Cintia Woodcok e a Pipa Moredo em mais uma reunião de trabalho para os ajustes da edição "Um Ano na Praça das Cardosas" e conversei com alguns dos responsáveis pelos novos espaços comerciais dos edifícios daquele quarteirão e também com a Ondina Machado, a Directora de Marketing da LUCIOS, que me contou da satisfação deste um ano de parceria com o Urban Market que traz um dinamismo muito especial nos fins de semana em que acontecem, e ainda traz também muitas pessoas à praça que acabam por conhecer os andares modelo dos edifícios à venda.

Cintia Woodcock, Ondina Machado e Pipa Moredo num andar modelo da LUCIOS, na Praça das Cardosas


Para a LUCIOS, a Praça das Cardosas segue o conceito de outras pracetas publico-privadas de outras cidades europeias, que são preenchidas periodicamente com alguns eventos .
E o Urban Market que acontece mensalmente, traz uma sinergia especial para a praça...

Portugal Lovers e LUCIOS, uma parceria que deu certo
Espaços comerciais foram surgindo nos edifícios das Cardosas, um deles é a loja Laventura que vende materiais desportivos, nomeadamente para caminhadas/peregrinos, paintball, montanha e outros radicais.
Conversei com o Armando Machado, dono da loja, que me disse que recebe muitos clientes nos dias em que o Urban Market acontece, principalmente turistas que gostam de saber que podem encontrar ali equipamentos para as suas aventuras. Muitos dos peregrinos de Santiago de Compostela passam pelo Porto e lá podem encontrar materiais uteis para a sua longa caminhada.




Na Praça das Cardosas desde Outubro de 2013, o Armando confessa que o Urban Market ajuda a dar a conhecer aos habitantes locais e aos turistas a existência da Laventura, uma loja de artigos tão específicos para algumas modalidades desportivas...

O Armando Machado e as Portugal Lovers
A completar um ano juntamente com o Urban Market na Praças das Cardosas, a Cervejaria O Monge, também é beneficiada com a presença do evento por ali. Porque muitos dos visitantes do mercado acabam por ficar na Cervejaria não só para provar as muitas cervejas artesanais importadas, vindas da Bélgica, República Checa, Estados Unidos e Escócia, mas para almoçar, jantar ou provar algumas tapas.



O Antonio Silva, proprietário d'o Monge, diz inclusive que normalmente não abre aos Domingos, mas nos fins de semana em que acontecem o Urban Market, faz questão de abrir para aproveitar o movimento da praça...


As Portugal Lovers, o Antonio Silva e as cervejas importadas

E o Raul Reis, responsável pelo  Bar Bermelho da Baixa, também diz que só abre aos Domingos quando o Urban Market acontece. 


Para ele, o ideal seria que acontecesse todos os fins de semana. Uma vez que o seu movimento de clientes aumenta consideravelmente, principalmente para consumir a  especialidade da casa: sangria branca com palitinhos...


Ele é um fã do Urban Market na Praça das Cardosas...

A Cintia, a Pipa, o Raul Reis, a sangria e os palitinhos do Bermelho

A todos estes empresários empreendedores, juntam-se os criativos, suas peças fantásticas e tantas outras pessoas que fazem o Urban Market acontecer de maneira tão animada e divertida na Praça das Cardosas ...







 



Se vai estar no Porto no próximo fim de semana, está convidado a participar desta festa de um ano do Urban Market na Praça das Cardosas. Um casamento perfeito, vale a pena visitar...




quarta-feira, 23 de julho de 2014

Conhecer mais o vinho do Porto LBV, Late Bottled Vintage. No Porto Wine Fest

O Porto Wine Fest deste ano, foi novamente uma grande festa à volta do vinho do Porto, às margens do rio Douro, de frente para o Porto.
Como nos outros dois anos que aconteceram este evento, as pessoas adoram estar por lá.
Encontrei vários amigos, leitores do blog e parceiros e todos tem a mesma opinião. É um ambiente que se está bem...



Provar vinhos, comer, ouvir boa música e conviver, foi assim durante 5 dias intensos.
Mas também se aprende muito no Porto Wine Fest. Uma série de aulas práticas, demonstrações de culinária, conversas com quem entende de vinhos, provas comentadas, muita coisa acontece neste evento.

Este ano decidi mostrar um pouco do lado "educativo" do Porto Wine Fest.
Assisti uma prova temática sobre os vinhos do Porto LBV, com o enólogo José Silva...


que através de uma linguagem muito simples e fácil de perceber, transmitiu alguns conhecimentos básicos, outros mais específicos sobre esta categoria especial do vinho do Porto e não só.


Sala cheia, todos atentos...


O José Silva, começa por dar uma rápida explicação sobre as categorias do vinho do Porto.
Os Tawny, são vinhos do Porto tinto com envelhecimento mais rápido, tem uma cor mais clara e que também são classificados como Reserva, 10 anos, 20 anos, 30 anos e 40 anos.
Os Ruby, são também tintos, onde se procura manter uma cor vermelho mais forte, com característica de vinho jovem. Esta categoria ainda pode receber a classificação Reserva, LBV e Vintage.
O Vintage é a categoria superior do vinho do Porto. Um vinho Vintage significa que foi produzido através da colheita de um só ano, e que este ano foi  excepcional para a produção de vinhos do Porto, por uma série de fatores. É o único vinho do Porto que envelhece depois de engarrafado. Tendo sido armazenado em barris/cascos no máximo 2 a 3 anos. Depois de engarrafado o Vintage vai evoluir sempre, inclusive vai mudando a sua cor para  o castanho.
Um vinho do Porto só pode ser declarado Vintage pelo Instituto do Vinho do Porto e do Douro, que o faz através de uma cerimonia, depois  de ter passado por todas as devidas avaliações.
O José Silva, faz questão de ressaltar que o Vintage 2011 é o melhor vinho do Porto de sempre. Devido a sua qualidade excepcional, a garrafa deste vinho, vem a cada ano que passa sendo ainda mais valorizada.

Mas como o assunto desta prova temática são os LBV, ficamos a saber que este vinho, Late Bottled Vintage também é de excelente qualidade, ficando apenas abaixo dos Vintage...


Os LBV, são engarrafados mais tarde do que os Vintage, aproximadamente 6 anos depois da sua colheita também de um só ano. Depois de engarrafados deixam de envelhecer e já estão prontos para serem consumidos. Mas há alguns LBV que contém a descrição: Unfiltered, no seu rótulo. Estes continuam o envelhecimento na garrafa.

Entre uma prova e outra vamos conhecendo características de 6 marcas de LBV dos anos 2008 e 2009...


Com o Porto à nossa frente...


Cada vinho com a sua personalidade e que pode variar muito com o gosto pessoal de cada um e também com o que vai ser acompanhado. Normalmente estes vinhos vão bem com queijos fortes, chocolate e harmonizam também com um bom charuto.

Mas o Jose Silva também passou dicas importantes, principalmente para usufruirmos melhor de tudo que um bom vinho do Porto tem para nos oferecer.

Guardar o vinho por exemplo, é um fator muito importante uma vez que o vinho é sensível à luz e à oscilação de temperatura.
E por falar em temperatura, um vinho do Porto, não deve ser servido quente, porque só vai trazer aroma de álcool no nariz e sabor muito doce à boca.
O vinho do Porto deve ser servido fresco, numa temperatura entre os 14 e 15 graus, assim podemos aproveitar ao máximo o prazer que o vinho tem pra oferecer.



O copo ideal para se beber um vinho do Porto é este...


 porque permite preservar os seus aromas.

Mexer o copo para conseguirmos identificar estes aromas também é importante...


e ainda que para alguns possa parecer estranho, meter o nariz dentro do copo também faz parte deste ritual para podermos ir buscar todos os aromas do vinho...


ao levarmos o vinho à boca, o ideal é fecharmos a boca e fazermos a lingua andar de um lado para o outro com o vinho para que as informações sejam remetidas ao nosso cérebro e assim termos uma melhor percepção dos sabores...


E assim, entre provas e aprendizagem em tom de boas conversas, foi possível conhecer mais sobre o mundo dos vinhos do Porto, nomeadamente dos LBV...


Encerrando com um pedido muito especial do José Silva. e que eu subscrevo:
Para que todos visitem o Douro Vinhateiro, um lugar especial onde se produzem estes vinhos tão especiais.
Eu costumo chamar de o Santuário do Vinho.


Porque o Porto, o seu vinho e o Douro... encantam!


domingo, 20 de julho de 2014

Scary Porto Stories. Andar pelo Porto e levar alguns sustos!

O convite veio da Mariana Sobral, a mentora de um projecto prá lá de diferente: fazer um percurso pela cidade do Porto à noite, para conhecer histórias assustadoras que por aqui aconteceram em outros tempos.
A minha curiosidade foi maior que o meu medo... e lá fui eu enfrentar os terrores do Porto...


Esta ideia diferente surgiu porque a Mariana Sobral, proprietária da Invicta City Tours, pretendia oferecer um "walking" tour que não fosse de encontro ao que comumente se apresenta aos turistas que querem conhecer a cidade.
Começou então, um exaustivo trabalho de pesquisa histórica para conhecer acontecimentos macabros que ficaram na memória da cidade e de pessoas que aqui viveram em alguns séculos passados.
E o interessante, é justamente isto. Todas as histórias contadas são verídicas e impressionam.
Desta vez eu não vou contar nada. Nem uma parte das várias histórias que ouvi, uma vez que perderia todo o suspense para quem tem interesse em participar deste programa.

O certo é que a Mariana, acompanhada de um pequeno grupo de atores, conduz-nos a alguns lugares da Baixa do Porto, e com uma narrativa muito especial vai contando-nos as histórias de pessoas que viveram na cidade e que de alguma forma, foram vítimas de algum acontecimento aterrorizante...




A cada ponto que paramos para ouvir uma das histórias, já lá está uma surpresa a nos aguardar...




para nos assustar e a nos abandonar numa rápida corrida...


Na Estação de São Bento, um dos locais com histórias aterrorizantes escondidas por entre os túneis

Enquanto caminhamos para uma próxima história, vamos observando os detalhes da cidade à noite...



Alguns lugares mais escondidos a condizer com o tema do percurso...


E no fim, um brinde com vinho do Porto e uma confraternização com os que nos "aterrorizaram"...


Uma sugestão super interessante para quem gosta do gênero, vem visitar o Porto e quer conhecer histórias completamente fora do habitual. E para quem vive no Porto, vale  a pena saber alguns acontecimentos trágicos de outros tempos, desta cidade que encanta.
Um passeio aterrorizante mas acima de tudo divertido!


 Mais informações:
www.invictacitytours.com
Facebook/invictacitytours