sexta-feira, 20 de outubro de 2017

História, tradição e gastronomia. Na Terra da Maia, aqui ao lado.

A cidade da Maia, localizada na Área Metropolitana do Porto, é conhecida  pela sua grande zona industrial e onde se encontra o Aeroporto do Porto.
Mas a Maia, é muito mais do que isto. E foi a convite do Visit Maia  que fui desafiada a descobrir os encantos bem aqui ao lado. Lugares com histórias que estão relacionadas com o surgimento do Porto, são motivos suficientes para chamarem a minha atenção.
E que grata surpresa!! Vi coisas lindas, conheci pessoas fantásticas e claro, comi muito bem!
A minha visita, foi conduzida por dois maiatos entusiasmados e apaixonados por sua terra, e quando assim é, descobrem-se histórias e lugares que encantam...


A Terra da Maia, num passado muito longínquo, junto com  outras terras que hoje são conhecidas como Porto, Matosinhos e Vila do Conde,  fazia parte de um grande território entre os rios  Douro e Ave, e esteve intimamente ligada à criação de Portugal. Os irmãos D. Gonçalo Mendes da Maia, e D. Paio Mendes da Maia, este arcebispo de Braga, tiveram grande influência junto a D. Afonso Henriques no processo de independência.


Muito da sua história e das suas tradições é possível conhecer no Museu de História e Etnologia da Terra da Maia, onde se encontram exposições permanentes e temporárias. Lá podem ser vistos   vestígios encontrados por aquelas terras que comprovam terem sido habitadas desde a pré-história.

a tradição do trabalho, muito trabalho também é ressaltada neste museu
Num território onde os monumentos religiosos eram erguidas reforçando a presença da cristandade, podem-se conhecer  mosteiros, capelas e igrejas repletas de trabalhos artísticos impressionantes e construções com diversos estilos arquitetonicos.

Pude recordar com emoção  a minha passagem pela Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho, durante o Caminho Português de Santiago que fiz no ano passado...

Uma publicação partilhada por o Porto encanta | Rita Branco (@oportoencanta) a

A sua fachada em azulejo foi lá colocada já no século XX, mas a igreja de estilo barroco foi contruída em 1738 e possui no seu interior fantástico trabalho em talha dourada...


no altar da direita, encontra-se a imagem de Santiago

Um grande tesouro, encontra-se na pequena Capela Nossa Senhora da Guadalupe, que surgiu a partir de uma pequena ermida do séc. XVI...



Ninguém imagina que  no seu interior, existe um trabalho fantástico de frescos nos tetos e paredes além da talha dourada...




Em 2006, graças ao empenho das gentes daquela localidade, em Águas Santas, a Capela sofreu obras de conservação e restauro. E mantém estão esta verdadeira obra de arte dentro das quatro paredes desta pequena capela.

Não muito longe dali, a Igreja de Nossa Sra. do Ó, é um Monumento Nacional de arquitetura românica que teve a sua construção primitiva no séc. XI e foi sofrendo reconstruções e alterações até o século XIX. Está ligada à ordens  religiosa Cavaleiros de Santo Sepulcro, Hospitalários e Ordem de Malta. Também é conhecida como Igreja do Mosteiro de  Águas Santas, e tem detalhes que nos remetem à uma autentica viagem no tempo...





Em outros tempos, a Terra da Maia era lugar de grandes propriedades agrícolas e de Quintas de veraneio de muitas famílias afortunadas, e por isso, existem espaços fantásticos que foram transformados em lugares públicos para passeios em família, centros culturais e ambientais ...





Horta comunitária da Quinta da Gruta
Um dos lugares que mais me impressionou nesta visita à Maia, foi a Quinta dos Cónegos, que foi casa de veraneio de Bispos do Porto, mas também tem outras histórias e um patrimonio incrível...

este lugar especial, merece um post em exclusivo.
Passo agora  para um assunto que não pode faltar em canto algum de Portugal: a gastronomia.

"A Maia é um lugar que tradicionalmente comemos bem, muito bem!" Esta é uma frase recorrente que escuto há anos e em apenas dois dias, pude certamente comprovar.
Desde os pratos modernos e mais elaborados até os mais tradicionais, certamente vale a pena andar alguns quilómetros a partir do Porto para desfrutar da gastronomia portuguesa no seu melhor...

Restaurante o Forno

Restaurante Clube do Garfo 



Hamburgueria d´Avó Ana



Para quem quer estar hospedado na Maia, ficando assim próximo do Aeroporto do Porto, existem várias opções de hospedagem. O Hotel Premium, tem a vantagem de ter um excelente parque de estacionamento e fica ao lado da estação do metro que leva até ao centro do Porto em aproximadamente 30 minutos.


Natureza, esporte, aventura e até um zoo, também são outras experiências que encontramos na Maia...



Acompanhe nos próximos posts.

Do Porto para a Terra da Maia, mesmo aqui ao lado.



Todas as informações:

www.visitmaia.pt



segunda-feira, 16 de outubro de 2017

A Estação de São Bento. Informações úteis... para além dos azulejos.

Ela é considerada uma das estações mais belas do mundo graças aos seus imensos painéis com mais de 20 mil azulejos pintados à mão.
Todos os dias, passam pela Estação de São Bento, centenas de pessoas.
Muitas para apreciar e fotografar tamanha beleza, mas muitas para... viajar!
Algumas curtas viagens para quem vive nos arredores do Porto ou nas cidades próximas, e que vem para trabalhar ou estudar.
E também viagens que muitos turistas gostam de fazer, para conhecer cidades muito próximas, com aproximadamente uma hora de duração, ou ainda fazerem a ligação até a estação Porto Campanhã para viagens mais longas como Lisboa e Vigo, na Galiza.


Por isso é importante saber que para além de apreciar os belíssimos painéis de azulejos, a  Estação de São Bento tem outras funções.
"Para onde levam estes comboios/trens?" Esta é uma pergunta feita por todos os turistas brasileiros que acompanho para conhecer a estação.
Das plataformas emolduradas pela típica arquitetura de ferro do século XIX, partem os comboios/trens para diversas cidades vizinhas que valem a visita, como por exemplo Braga, Guimarães, Aveiro, Ovar, Espinho e Penafiel. Entre trinta minutos e uma hora de viagem chegamos a estes destinos que nos presenteiam com patrimonios históricos, cultura, tradição e ótima gastronomia.


E a plataforma 1 conduz-nos para o vale do Douro, de onde saem os comboios com destino ao Pinhão e Pocinho...

Esta viagem para o Douro, pode durar de 2 a 3 horas, dependendo da estação que pretende descer
Além disso, a Estação de São Bento faz ligação para a Estação Porto Campanhã, que é a estação de onde saem os comboios para Lisboa e outros destinos de Portugal, e para Vigo na Espanha.
E tem ainda  a estação de metro que serve a linha amarela, bem ao lado.

Estação Porto Campanhã de onde saem comboios/trens para várias cidades de Portugal e para o norte da Espanha

Para comprar os bilhetes na Estação de São Bento, pode se dirigir às maquinas automáticas, onde basta seguir as explicações passo-a-passo, ou solicitar a ajuda de algum segurança. Ou ainda pode adquiri-los nas bilheteiras...


pode pagar os bilhetes em dinheiro ou cartões de débito e crédito
Na estação pode encontrar informações turísticas, quiosque para cambio ou envio de dinheiro, "lockers" para guardar as malas se precisar circular pela cidade antes de partir, ou de dar entrada no seu hotel, casas de banho/banheiro e sala de espera...



sala de espera

cacifos = armários = lockers

e que tal levar na sua viagem doces regionais portugueses?
O novo hostel The Passenger, tem quartos privados e partilhados para quem quer ficar literalmente hospedado na estação.



Reserve o hostel na estação de São Bento aqui:

Booking.com


E ainda pode usufruir de um charmoso Café, que pode ter acesso tanto pela rua, como pelo átrio dos azulejos...


No coração do Centro Histórico, próximo de todas as atrações turísticas, a Estação de São Bento, para além dela mesma ser uma atração turística, é de extrema importância para turistas e locais.

Uma estação que encanta...




sábado, 7 de outubro de 2017

Hotel Mercure Porto Centro. No coração da cidade.

Quem procura um hotel com excelente localização, no centro do Porto, onde pode conhecer as principais atrações turísticas a pé e não dispensa o conforto de um 4 estrelas, vai gostar do Mercure Porto Centro, na Praça da Batalha. Que se apresenta com vistas incríveis para o Centro Histórico que é Patrimonio Histórico da Unesco.


O Mercure é uma cadeia internacional com mais de 700 hotéis em 55 países, pertence à rede Accor e em 2013 iniciou uma grande reestruturação nas suas unidades.
Recentemente este novo conceito chegou ao Porto, e à convite da direção do hotel, estive lá instalada no melhor estilo "turista na própria", onde pude conhecer melhor as mudanças no Mercure Porto Centro. Ótima  oportunidade para dar a conhecer aos leitores que vem visitar o Porto, como ainda sugerir aos turistas brasileiros que pedem indicações de hotéis nos seus roteiros de viagens.

O novo conceito do Mercure é aproximar-se cada vez mais dos seus hóspedes através da identidade da cidade  que está instalado. E por isso, a minha grata surpresa ao ver no hotel esta identidade bem  à moda do Porto em muitos espaços.
A começar pelos corredores com os principais ícones da cidade...




O quarto é amplo e muito confortável, e também trás a identidade portuguesa como a cortiça, os azulejos e as andorinhas...


as andorinhas, transmitem a intenção do hotel: sendo uma ave que sempre volta ao mesmo lugar para fazer o seu ninho, o Mercure também quer que seus hóspedes voltem sempre



E claro, a identidade do Porto Histórico está nas janelas...

a melhor maneira para dormir e acordar!



Bom dia! Que incrível acordar com estas vistas!

Uma das suítes do último piso, possui um terraço exclusivo onde pode-se desfrutar um por-do-sol fantástico!


Peça uma bebida no bar  do hotel e deixe-se encantar!
Na ocasião desta apresentação do "novo" Mercure Porto Centro, o seu restaurante Tribuna que é aberto também ao público, preparou uma degustaçãodos pratos que de acordo com o conceito atual do hotel, faz questão oferecer na sua cozinha, a tradição da comida local aliada com a modernidade.

E se você assim como eu, adora um bom pequeno-almoço/café da manhã, vai encontrar um dos melhores no Mercure Porto Centro. A sala é muito agradável, com uma decoração clean e com uma variedade incrível.







a simpatia  se estende pelas áreas comuns
Mas a grande novidade do Mercure nesta reestruturação é convidar os hóspedes a descobrirem alguns segredos da cidade com as "Local Stories"
Através do seu site, o hotel sugere explorar a Porto como um local. 
Mapas e histórias, ajudam os visitantes a conhecerem a cidade de maneira divertida.

um pouco por todo mundo, as unidades do Mercure ajudam seus hóspedes a desvendar segredos 

Segundo Rui Cruz, manager do Hotel “É um orgulho fazer parte desta nova ambição da marca Mercure, que oferece ao viajante a oportunidade de viver uma experiência diferente em mais de 740 hotéis no mundo. A cidade do Porto, por toda a sua forte personalidade, não poderia ficar indiferente a esta mudança, queremos que todos os nossos hóspedes se sintam parte 
da cultura e da cidade, que não se limitem aos trilhos turísticos previamente estabelecidos e respirem a autenticidade dos traços identitários portuenses “. 

E a identidade do Porto pode ser revelada através das Local Stories que o Mercure escolheu para aproximar os seus hóspedes à cidade. Ver no site do hotel: AQUI


E como disse no início, a localização privilegiada do Mercure Porto Centro permite conhecer estes e muitos outros segredos da cidade através de bons passeios à pé. Sentido todos os encantos do Centro Histórico e não só!

Se vem para o Porto, fica esta dica para se hospedar no coração da cidade. Com identidade.

Mercure Porto Centro 
Praça da Batalha, 116



Reserve aqui:
Booking.com