sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Inverno no Porto. O que há de bom para ver e fazer.

Chegou o mês de Dezembro e com ele vem o Inverno e os dias curtos no Porto e em todo a Europa.
Daqui até Março/Abril do próximo ano, os dias vão ser bastante frios.
É nesta época que muitos turistas brasileiros também chegam à cidade aproveitando o que nós aqui chamamos de férias grandes, já que o Verão já está chegando no Hemisférios Sul, e com ele, as férias e a oportunidade de viagens longas.
Mas saiba que o Inverno no Porto também traz dias lindos... e ninguém deixa de sair à rua...


Em Portugal a neve não cai com a mesma frequência do que nos países mais ao Norte. E quando neva são em lugares mais altos, como no caso da Serra da Estrela e no nordeste transmontano.
É certo que o norte do país é mais frio, no Porto podemos falar em temperaturas que chegam algumas vezes aos 2º. Dizem que o Inverno 2016/17 vai ser rigoroso, e os últimos dias de Novembro tem mostrado que sim, os dias estão mais frios.
O Porto muitas vezes é castigado por dias muitos chuvosos durante o Inverno, por isso se você vem visitar a cidade nestes meses, pode ser que apanhe uns dias assim...




Não perca a boa disposição e siga as minhas dicas para os dias de chuva no Porto: AQUI

E não desanime porque não é sempre assim. E os dias de Inverno tem um charme muito especial no Porto...


Os dias frios sem chuva são lindos e ninguém deixa de passear por causa das baixas temperaturas.
Por isso, aproveite os passeios nos Jardins e Parques para apreciar a beleza das cores do Inverno...





Os passeio à beira do rio Douro também podem surpreender em dias muitos frios...


Mas os dias de frio na Ribeira no Porto ou na margem de Gaia, também tem o seu encanto...



Em dias frios mas com sol, vale a pena o passeio  próximo do rio e do mar nos fins de tarde..


Os melhores lugares para fugir das baixíssimas temperaturas, são os restaurantes, e nessa época do ano, os pratos fortes e quentes são excelentes para aquecer...

Francesinha
Tripas à Moda do Porto

A cidade também é repleta de cafés e por isso ficar num deles se aquecendo com um bom café ou chá observando a paisagem lá fora também é uma boa dica...

Saiba que um café expresso acompanhado com um doce e um vinho do Porto é uma delicia!



Mas também vale passear pela cidade com o seu copo de café ou capuccino. Para aquecer a caminhada...


E saiba que as esplanadas no Porto estão sempre prontas para nos aquecer com mantinhas nas cadeiras e aquecedores entre as mesas...



Continuando pelas ruas do Porto, observe como as árvores sem folhas, trazem um desenho muito diferente e especial para a paisagem...







Mas... a beleza do Inverno no Porto vem acompanhada de flores.
Sim! A camélia e a magnólia são as flores que surgem durante o Inverno e a cidade fica repleta delas, trazendo cor e beleza nesta estação tão fria...








E se você vai estar no Porto durante o mês de Dezembro e nos primeiros dias de Janeiro, aproveite para desfrutar da época natalícia e deixe-se encantar com o clima de Natal na cidade...


As luzes estão por toda a parte. Nas ruas, nos edifícios e nas lojas...





A música também.
Nas tuas, nas igrejas e nas casas de espectáculo...





Os Mercados de Natal não podem faltar...





E para os amantes da corrida, saiba que a São Silvestre do Porto já é uma tradição que traz milhares de corredores às ruas das cidade...


Pode ir acompanhando durante o mês de Dezembro toda a programação no site da  Porto Lazer:
www.portolazer.pt

Depois do Natal, quem gosta de boas compras com bons preços, pode aproveitar as promoções que acontecem sempre depois das festas. Saiba que Portugal é dos países com preços mais baixos em toda a Europa, por isso, vale a pena...


Até porque, os casacos e a elegância durante o Inverno, são indispensáveis!


As janelas das casas estão fechadas no Inverno, mas o charme e a genuinidade estão sempre por aqui...



Prepare-se e desfrute das coisas boas e diferentes que o Inverno no Porto também pode proporcionar.

Porque no Porto, todas as estações do ano...  encantam!

domingo, 27 de novembro de 2016

Do Porto para... o perfeito encontro com a natureza no Wine Hotel Casa do Rio.

"Bem-vinda à Casa do Rio! Sinta-se como se estivesse em sua casa. Porque esta é como se fosse a nossa casa".
São as palavras de todos que trabalham no charmoso Wine Hotel Casa do Rio, quando cheguei à este recanto cercado de vinhas e com o rio Douro mesmo à frente.

Haverá melhor maneira de ser recebida? Junta-se à isto uma espectacular paisagem e um hotel que está em pleno equilíbrio com a natureza ao seu redor
Este é um dos lugares mais especiais que já estive em Portugal, nomeadamente na região do Alto Douro.



A Casa do Rio é uma extensão do Wine Hotel da Quinta do Vallado, uma grande produtora de vinhos com o mesmo nome e que sentiu a necessidade de alargar a sua produção de vinhas próprias, nomeadamente na região do Douro superior. Adquiriu então a Quinta do Orgal, em Vila Nova de Foz Côa, onde hoje são produzidos vinhos biológicos da marca Quinta do Vallado.

O lugar é tão especial, remete à  uma paz e tranquilidade tão únicos, que eles decidiram criar ali mais um wine hotel inserido na paisagem do Douro. Surgiu então em 2015 a Casa do Rio.
apenas com seis quartos, todos com paisagem para o rio Douro.

Foi mesmo a beira do rio  que olhei para o alto daquele vale e vi aquele hotel literalmente pousado por entre as vinhas, como se estivesse sido ali levemente colocado... e foi.

Excelente trabalho do arquiteto Francisco Vieira de Campos, que deu à Casa do Rio o premio de "Práticas sustentáveis de Enoturismo" pelo Great Wine Capitals

A minha estadia por lá começou com um almoço ligeiro e super agradável  com a diretora do hotel Cláudia Ferreira onde ela me contou a história do hotel e dos vinhos que já começam a  ser produzidos a partir das vinhas ali da Quinta do Orgal...

O "Superior" é o primeiro vinho produzido através daquelas vinhas do Douro Superior

não é só vinhos que encontramos com a marca Quinta do Vallado. Os azeites também surpreendem!
Ela conta-me que com muito orgulho que a Quinta do Vallado comemorou recentemente 300 anos de história de uma empresa de família que remonta aos tempos de uma grande mulher no cenário do Douro, Dona Ferreirinha.
Esta história que se junta à história da Quinta do Vallado foi lançada num belíssimo livro comemorativo que está à disposição dos hóspedes da Casa do Rio, para leitura...


e é neste livro que podemos entender como a Casa do Rio literalmente pousou ali na Quinta do Orgal, nesta fantástica foto de João Álvares Ribeiro...



Um edifício totalmente em madeira, ficou "suspenso" por cima de uma linha de água. Como disse anteriormente com muito pouca intervenção de obras no terreno.


A Casa do Rio é mesmo uma casa com apenas 6 quartos, todos voltados para o rio e com uma área comum muito confortável como se tratasse das salas de uma casa.





Os quartos também tem uma decoração bastante "clean", aliando o requinte com a presença da natureza bem ali à frente...


Recentemente foram construídas duas suites, construídas em pedras de xisto, igualando a pouquíssima intervenção no terreno. Todos os edifícios parecem fazer parte daquele cenário tão natural...



Para quem procura paz, tranquilidade, silêncio e contacto coma natureza... encontra neste lugar.

As suites são amplas, confortáveis e cheias de pormenores muito especiais...

com todas as facilidades que temos direito, inclusive excelente sinal de wi-fi e tv a cabo






Com o rio a poucos metros...


A Cláudia Ferreira fez questão de me deixar a vontade para explorar tudo à volta da Casa do Rio, como se já me conhecesse a tempos e soubesse que eu sou mesmo do tipo exploradora. E lá fui eu andar por todos os recantos e descobrir mais encantos.


Vale lembrar que muitos dos materiais utilizados na Casa do Rio são pedras e madeiras, autóctones...



O forno a lenha é um exemplo. Dali saem  assados fantásticos como um bom cabrito típico da região.
Descendo em direção ao rio passa-se por um pomar de laranjeiras, por várias oliveiras e um horta onde são cultivados muitos dos produtos utilizados nas refeições do hotel...





e também pela linha de ferro desativada que pertencia a linha do Tua..

marcas do tempo
até chegar ali bem ao pé do rio que eu tanto adoro e que faz parte também da história da minha família... impossível não me emocionar.


Por ali os hóspedes também podem navegar pelo rio...


Mas há outras atividades à volta da casa. Como muitas rotas para longas caminhadas, passeios de bicicleta, o fantástico Museu do Côa e o seu Parque Arqueológico, e também visitas à Quinta do Vallado para conhecer a produção dos seus vinhos





Quem preferir mais tranquilidade, pode fazer provas de vinho ali mesmo na Casa do Rio ou ainda relaxar na piscina infinita...


Ao cair da noite, a casa transforma-se num ponto de luz, numa imensidão escura e serena...


as queridas cadelas da casa já estão por ali prontas para dormir... impossível não se encantar com a Touriga e a Franca. Os nomes são totalmente adequados :)


É hora de conhecer o trabalho da jovem chef Ana Rita,de apenas 29 anos,  nascida ali mesmo na região e com um talento incrível!


Vale lembrar que na Casa do Rio, são servidos apenas os jantares,  durante o dia, as refeições são ligeiras, já que a ordem é explorar a região, onde se encontram excelentes opções para o almoço.
À noite, a  chef faz questão de trazer para as mesas todos os produtos da região, preparando pratos tradicionais da cozinha portuguesa.
Acompanhados pelos vinhos da Quinta do Vallado...



É tão bom acordar no Douro...



No dia seguinte, o pequeno-almoço/café da manhã é perfeito para começar o dia com muita energia.
Também rico em produtos caseiros e regionais...




continuamos a nos sentir em casa
Terminei a minha visita à Casa do Rio com uma longa caminhada, sozinha por entre as vinhas, numa manhã linda que se fazia em Outubro, quando lá estive, pleno Outono!



mais um momento de emoção, diante de tanta beleza...


É difícil deixar um lugar assim tão lindo com pessoas tão especiais...




Fica a sugestão para quem vem visitar a região do Douro e quer ficar hospedado num hotel vínico em perfeita sintonia com a natureza, cercado de paz, silêncio e inspiração!

Aproximadamente 2  horas e meia de carro a partir do Porto.




Outra opção é ir de comboio/trem a partir do Porto, a viagem dura aproximadamente 3 horas e a paisagem do rio Douro é fantástica!



O destino é a estação do Pocinho. E pode combinar com o hotel a melhor maneira de chegar até lá.

O importante é ir... e se encantar!

Veja também o meu testemunho sobre a Casa do Rio para o site Great Wine Capital: AQUI

Wine Hotel Casa do Rio

Quinta do Orgal
Castelo Melhor Portugal
tl. +351 279 764 340
    +351 963 980 611
www.quintadovallado.com