quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Edifício do Paço Episcopal. Uma visita imperdível no Porto.

 Para quem visita o Porto pela primeira vez, tenho  uma sugestão de dicas imperdíveis para conhecer na cidade. Elas podem ser encontradas em dois posts neste blog:

O que visitar no Porto? 12 lugares obrigatórios.

Mais 12 lugares imperdíveis para visitar no Porto

Mas... acabei de conhecer mais um lugar que deve entrar na sua lista de lugares obrigatórios para visitar na cidade: é o edifício do Paço Episcopal do Porto. Que abriu as suas portas para visitas guiadas apenas a partir de meados de 2016.

Só pela maravilhosa escada de granito, de autoria do arquiteto italiano Nicolau Nasoni, as pinturas à sua volta e a fantástica clarabóia, já são motivos suficientes para ficarmos ali muitos minutos a apreciar tantos pormenores...


O Paço Episcopal é o edifício que se encontra ao lado da Sé Catedral do Porto e chama a atenção pelo seu tamanho. Mesmo quando estamos na outra margem do rio Douro não ficamos indiferentes àquele imenso edifício branco ao alto.




O edifício que começou a ser construído no séc. XIII,  para ser a residência episcopal. 
A sua construção terminou no séc. XIX, e passou por uma série de remodelações e reconstruções.
Uma dessas remodelações foi executada precisamente pelo arquiteto Nasoni no séc. XVIII, e todo o trabalho belíssimo da escada e do seu entorno, é de sua autoria...



uma riqueza de detalhes impressionantes...




As visitas são sempre guiadas, o que nos faz conhecer toda a história do edifício, os seus diferentes estilos arquitetonicos  que foram sendo alterados durante  séculos de existência e todos os pormenores das principais salas utilizadas até hoje.

Como a Sala dos Espelhos, que se destaca por dois imensos espelhos barrocos com molduras em talha dourada e o belíssimo tapete oferecido pela Câmara Municipal do Porto, em 2010...


Vale lembrar que todos os atos e cerimonias oficiais realizadas pelos Bispos do Porto, são realizados neste edifício e a Sala de Audiências é um dos locais onde são recebidos os convidados...


o Porto sempre à vista
Na Sala Vermelha ou Sala do Trono, era onde aconteciam anteriormente as tomadas de posse dos bispos, em cerimonia oficial...



Todos os móveis e pertences naquele lugar, vem acompanhados de história e  da grande importância do episcopado na cidade, no passar dos séculos...






Seiscentos anos de história percorrem aqueles imensos corredores. E a um dado momento da visita, adentramos pelos espaços por onde a alma do Porto se sente presente, uma vez que o edifício acolheu uma bateria de defesa  das tropas liberais lideradas por D. Pedro IV ( D. Pedro I, do Brasil)  na ocasião do Cerco do Porto, entre 1832 e 1833, uma guerra travada contra o seu próprio irmão o realista D. Miguel.

um pouco da história do Cerco do Porto, passou por estes corredores.

E ao olharmos pelas grandes janelas, podemos perceber a localização estratégica deste edifício, naquela ocasião.
Mas hoje, o que podemos avistar é a beleza do rio Douro, da Ribeira, da ponte Luis I e tudo à volta...





Este também é outro ponto alto da visita onde certamente perdemos por ali bons minutos a fotografar e apreciar a beleza da paisagem.

Arquitetura, História, Arte e uma bela vista, todos os motivos para visitar o Paço Episcopal do Porto.
A não perder!

Todos os dias, menos às Quartas-Feiras e aos Domingos


Mais informações sobre as visitas: AQUI


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

O Porto encanta - 5 anos!

No dia 09 de Fevereiro de 2012 eu ganhei coragem e carreguei em "Publicar" e comecei o que eu posso chamar de: Melhor Projeto da Minha Vida!

Foi um grande desafio. É certo que eu já estava encantada pelo Porto desde o primeiro dia que coloquei os pés nesta cidade. E não foi um dia qualquer. Cheguei por aqui no dia 24 de Junho de 2005.
Dia de São João!

Só depois de quase 7 anos vivendo e estudando a cidade, sentia-me mais a vontade para escrever sobre ela.
Na verdade, mais do que escrever sobre o Porto o que eu faço é declarar o meu amor por esta cidade, quase todos os dias.
Sim, porque o Porto encanta é um blog que fala de emoções.
E com muita vontade de divulgar a cidade, em Fevereiro de 2012 escrevi as primeiras frases do o Porto encanta.
Mas precisou o meu marido portuense da gema dizer: Vai... faz!!! Publica!
E tirou-me esta fotografia para eu explicar no meu primeiro post porque é que o Porto encanta:

Veja ou reveja o meu tímido e primeiro post: AQUI
Os medos eram muitos.
Ser luso-brasileira, não significa ser portuguesa. Escrever o português do Brasil, significa escrever errado no ponto de vista de um português. E estando em Portugal, é óbvio que os portugueses iriam ler o meu blog, e provavelmente me julgar.
Resolvi então fazer o que eu mais gosto: brincar com os meus erros. Escrevendo certo e errado, dependendo de quem lê. Mas escrevendo com leveza e com emoção, muita emoção.
Vale dizer que quando termino de escrever alguns posts... estou aos prantos!

Bom, o certo é que  os próprios portuenses foram os meus primeiros leitores e  foram eles que passaram a me incentivar. Segue! Continua!
Hoje tenho orgulho, quando o meu marido que nasceu na Lapa, cresceu nas Antas e estudou no Alexandre Herculano no Bonfim, diz para alguém que quer saber alguma coisa sobre o Porto:
Pergunta para a Rita.

Outro dos meus medos era:
Escrever sobre o Porto para potenciais turistas brasileiros??
Mas há 5 anos atrás, a grande maioria dos turistas  brasileiros mal sabia onde era o Porto no mapa de Portugal.
O público que eu queria atingir apenas passava por Lisboa para depois seguir para outras cidades mais famosas da Europa.
Bom, são esses desafios que me fazem seguir. E muito bem, se eles não conhecem o Porto... vamos a isso! Vou fazê-los se encantar pela cidade mais charmosa de Portugal!
E hoje é um orgulho, responder todos os dias e'mails para os turistas brasileiros que estão programando a sua viagem para o Porto.
É uma alegria estar com eles na cidade!

é por isso que o Porto encanta não é feito de números... é feito de pessoas encantadas pelo Porto!

Há 5 anos atrás, não era tão fácil escrever sobre o Porto como é hoje em dia. Afinal. a cidade está linda, charmosa e na moda!
Comecei a escrever quando o Porto ainda não era este destino tão desejado por turistas do mundo todo.
Hoje o Porto já concorre à nomeação de Melhor Destino Europeu pela terceira vez.
Mas a pouco tempo atrás,  a cidade era muiiiiito diferente.
Hoje em dia, por exemplo, a famosa Rua das Flores é tão charmosa e é passagem obrigatória para quem visita e vive na cidade e quase nem dá para acreditar que a tão pouco tempo ela era assim...

sim, quando comecei escrever o blog, a Rua das Flores era completamente diferente

E tantas outras ruas e lugares mudaram, mas eu sempre via encantamento mesmo antes delas mudarem... porque gosto de descobrir coisas diferentes de ver o que podemos explorar numa cidade e não só!
Porque do Porto para... vou descobrindo outros destinos tão fantásticos...

paixão pelo Douro

O Caminho Português de Santiago a partir do Porto... uma viagem para a vida!

Já são tantas histórias, tantas experiências que fica difícil escolher num post tantos momentos inesquecíveis.

E assim sigo em frente! Por quantos anos? Não sei.
Enquanto os meus olhos brilharem ao descobrir algo novo e diferente.
Enquanto eu tiver muitas histórias para contar! Histórias com emoções!
Enquanto as experiências me motivarem, e claro enquanto você leitor estiver me acompanhando por aqui pelo blog, ou nos nossos Passeios pela cidade!
Obrigada a todos.
Obrigada Porto.
Obrigada aos parceiros que desde sempre reconheceram o meu trabalho e sabem que um blog precisa de parcerias para sobreviver.
Obrigada aos queridos leitores do blog, seguidores das redes sociais que todos os dias mandam as suas mensagens. Porque sabem que um blog sem esta troca de energias, não faz sentido.
Obrigada amigas e amigos bloggers, companheiros de viagens!
E obrigada ao marido pelo: Vai... faz!!! Publica!



Porque o Porto... encanta! 

domingo, 5 de fevereiro de 2017

A história do vinho do Porto passa pelas Caves Ferreira.

Quando falamos em vinho do Porto, é impossível não fazermos referência a uma pessoa que faz parte da sua história e da história da região do Douro: Dona Antónia Adelaide Ferreira.
Carinhosamente conhecida como Ferreirinha, esta mulher de garra e empreendedora, é quase um símbolo da "portugalidade" à volta do vinho do Porto.
Nasceu numa família de produtores de vinhos e apesar de ter ficado viúva duas vezes, agarrou nos negócios da família e levou em frente a marca mais portuguesa de todos os vinhos do Porto: a Ferreira.
Além de grande comerciante, Dona Ferreirinha sempre foi reconhecida como uma mulher generosa e sempre preocupada em proporcionar melhores condições para seus trabalhadores e às pessoas do Douro.

Ferreira é uma marca que existe há mais de 250 anos, hoje pertence ao grupo Sogrape mas nunca deixou de estar ligada à sua essência.
Visitar as caves Ferreira às margens do rio Douro bem em frente ao Porto, em V. Nova de Gaia é conhecer a história do vinho do Porto, na sua versão bem portuguesa.

As caves Ferreira estão localizadas em armazéns originais com mais de 200 anos e fazem a todo o momento,  referências à figura importante da Dona Antónia Ferreira...


Logo no início da visita ficamos a conhecer a primeira porta do armazém que se localizava há alguns metros para dentro da porta atual. 
Lá ainda está o antigo portal e o nº5, originais.


Na primeira parte da visita andamos por entre os barris onde milhares de litros de vinho do Porto, estão adormecidos nas condições ideias até o momento de serem engarrafados. Toda a produção da marca Ferreira, envelhece nestes armazéns em Vila Nova de Gaia...



Já disse que adoro o ambiente escuro e até um pouco sinistro das caves do vinho do Porto.
E nas caves Ferreira, o ambiente torna-se ainda especial, porque entre um armazém e outro, os corredores escuros de granito vão nos mostrando diversos cartazes que fazem parte de toda a história gráfica da marca...

A história da publicidade da marca, nesta galeria.
 Para mim,  mais um tema de interesse devido a todos os anos que trabalho com publicidade.




Alguns espaços ainda mais escuros, mostram-nos como são guardados os vinhos vintage... sim, os melhores, e os que especialmente vão envelhecendo nas garrafas...






A próxima etapa da visita passa por uma espécie de Museu, onde vamos ver objetos antigos das quintas do Douro onde os vinhos do Porto da marca foram e são produzidos...




uma viagem no tempo!


uma homenagem ao barco rabelo que tantos e tantos litros de vinho transportou pelas águas do rio Douro

Parei por alguns minutos a admirar o carinho com que os vinhos eram embalados em outros tempos...

o vinho do Porto foi e sempre será o bem mais precioso desta região de Portugal
Para a última e ainda melhor parte da visita, entre um armazém e outro ainda temos tempo para apreciar a bela cidade do Porto ali em frente...


A melhor parte vem com as provas de vinhos e a loja que estão em ambientes remodelados "clean", mas sem afastarem-se da tradição...




mas... a cereja no topo do bolo numa vista à cave Ferreira, passa por uma prova numa sala reservada totalmente revestida por azulejos!


quem conhece a minha paixão por azulejos, pode imaginar que para mim, provar um vinho do Porto neste ambiente tão especial, foi mesmo inesquecível...

sob o olhar da D. Ferreirinha e com vistas para os seus vinhos do Porto ali a adormecerem.

Se vem para o Porto, fica a dica desta visita à uma cave histórica, bem portuguesa e com o nome de uma grande mulher e personalidade do Douro.

Se vive na cidade, vale a pena conhecer uma cave que representa também o Porto, o Douro e os seus vinhos.



Caves Ferreira
Av. Diogo Leite, 70
Vila Nova de Gaia

Todos os dias das 10 às 12:30 e das 14 às 18 hs

tl. +351 223746106 / 7 / 8

mais informações: AQUI