domingo, 29 de julho de 2018

A Rota de Enoturismo do Douro.

A região do Vale do Douro, é sem sombra de dúvida uma das mais bonitas regiões produtoras de vinhos do mundo e tem recebido a cada ano que passa  mais turistas do mundo todo.
Com o  passar dos anos e com este aumento de visitantes, a região vem se adaptando para ter capacidade e qualidade no atendimento a quem chega para descobrir tudo o que o Douro tem para oferecer.
E foi a partir daí que 16 produtores de vinhos uniram-se no sentido de cooperação e parceria para criarem a Rota de Enoturismo do Douro. A primeira rota privada com o objetivo de divulgar as experiências à volta do vinho nas suas respectivas Quintas.


Esta Rota  de Enoturismo no Douro, vem concretizar um projeto idealizado através da necessidade que os produtores vinham sentindo em propor uma oferta organizada num dos territórios mais antigos da produção de vinhos, que é o Vale do Douro.
À semelhança de outras rotas em outras partes do mundo, esta rota deseja fazer com que o visitante perceba que há várias quintas na região a serem  visitadas e por isso mesmo, vale a pena lá se hospedar.


Dentre várias iniciativas que irão surgir à partir da Rota de Enoturismo do Douro, a primeira a ser lançada neste mês de Julho foi um guia de bolso que traz a descrição de cada Quinta, os horários de visitas, os contatos para reservas, os principais acessos, se possuem restaurante e opções de alojamento, ou outra atividade.
Tudo num guia prático cuja primeira versão é em inglês, mas logo virão novas versões em outros idiomas...

Um guia de bolso prático e fácil de utilizar. É uma espécie de cartão de visitas do Douro. Gratuito.

As quintas que se uniram neste projeto são desde as maiores e mais conhecidas até as familiares e novos projetos, todos com o mesmo objetivo: mostrar que o Douro é feito de vinhos, vinhas e de pessoas!
Já conheci a maioria delas e vou continuar as minhas visitas, porque quem me acompanha, sabe que para mim, o Vale do Douro é a paisagem mais linda de Portugal!
Por isso, procure o seu guia da Rota de Enoturismo do Douro nos postos de turismo, nos museus, hotéis, lojas de vinhos, restaurantes selecionados do Porto e da região Norte, nas próprias quintas do Douro, no Instituto do Vinho do Douro e do Porto e vá se encantar com tudo o que o Douro tem para lhe oferecer!


esta rota é composta pelas seguintes quintas: Quinta do Vallado, Quinta do Castro, Quinta dos Murças, Quinta da Marka, Quinta Nova N.S. Carmo, Quinta de la Rosa, Quinta do Bonfim, Quinta da Roêda, Quinta das Carvalhas, Quinta do Seixo, Quinta do Panascal, Quinta do Popâ, Quinta do Tedo, Quinta Maria Izabel, Quinta da Casa Amarela e Quinta de Tourais

Porque o Porto encanta... e o Douro também!

Hospede-se no Douro:








Vem para o Porto e região?

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Porto Liberal. Um Rota direta ao coração... de D. Pedro.

No início do séc.  XIX o Porto foi palco de um dos acontecimentos mais importantes da história de Portugal.
Foi quando D. Pedro IV, o I Imperador do Brasil, desembarcou de volta às terras portuguesas em 09/07/1832 e adentrou pela cidade do Porto, para travar contra o seu próprio irmão, a Batalha do Cerco do Porto, que durou 13 meses.
Num confronto entre Liberais liderados por D. Pedro IV e absolutistas liderados por D. Miguel, a cidade do Porto sofreu marcas profundas que perduram até hoje na arquitetura da cidade, nas artes, na cultura e na identidade da cidade. Conhecida por Invicta, a cidade que nunca se deixou vencer.

D. Pedro IV (I do Brasil) está no coração da cidade, da mesma maneira que deixou o seu coração na cidade...

Estátua da Liberdade na Praça da Liberdade junto da Av. dos Aliados
Já se passaram 220 anos do nascimento de D. Pedro IV e a cidade do Porto faz uma homenagem à esta história tão importante para o Porto e para Portugal, através da Irmandade da Lapa, da Câmara Municipal do Porto, da Santa Casa da Misericórdia e outras instituições, foram criados  roteiros  históricos e culturais que  possibilitam percorrer esses lugares, ruas e monumentos que foram tão importante no cenário da Batalha do Cerco do Porto.

Através do site é possível identificar facilmente estes locais: www.rotaportoliberal.pt



No inicio de Julho acompanhei uma destas rotas inicias do Porto Liberal, a partir da Igreja da Lapa onde encontra-se o mausoléu onde está guardada a urna com o coração de D. Pedro, passando pelo Quartel de Santo Ovídeo que abrigou tropas liberais durante o cerco do Porto.


mausoleu no altar da Igreja da Lapa, onde está guardado o coraçao de D. Pedo


Igreja da Lapa e o Quartel de Santo Ovídeo bem à frente


Uma iniciativa para compreender melhor os espaços da cidade que foram importantes nesta guerra entre os dois irmãos príncipes. E de todo o valor emocional entre a cidade e D. Pedro IV.





A entrega do coração de D. Pedro IV à cidade, é a máxima representação do total agradecimento que ele tinha pela cidade que o acolheu e o defendeu, através da sua identidade forte, guerreira, rebelde e independente, exatamente como um Liberal.
E por isso, vale a pena acompanhar, ao longo dos próximos meses as atividade da Rota do Porto Liberal. Uma maneira da cidade retribuir à D. Pedro este gesto tão fiel:

-  24 de Setembro de 2018: celebração das Exéquias em Memória de D. Pedro IV

- 12 de Outubro de 2018: Um Concerto Comemorativo e um Colóquio

Acompanhe a programação através do Facebook e Instagram: @rotaportoliberal


Vem para o Porto e região?









terça-feira, 17 de julho de 2018

Do Porto para... Amarante. Uma cidade histórica que vale a pena conhecer.

Localizada nas margens do rio Tâmega, um dos rios que vem da Espanha e desagua no rio  Douro, Amarante é daquelas cidades que  muita gente passa por ela quando viaja do Porto para o Vale do Douro e não tem a curiosidade de entrar para conhecer. Mas ao mesmo tempo, muitos conhecem e se encantam,
Quem gosta de se surpreender, vai encontrar no centro de Amarante uma paisagem especial.
Eu diria quase que bucólica.
Já fui a Amarante várias vezes. A última foi no mês passado, na ocasião que visitei o hotel de charme Casa da Calçada Relais & Chateau e o seu restaurante estrela Michelin, Largo do Paço: AQUI, e não me canso de apreciar aquela paisagem que une a Igreja de São Gonçalo, Igreja de São Pedro e a ponte de São Gonçalo...




A Ponte de São Gonçalo foi construída em meados do séc. XVIII, substituindo a ponte medieval que teria sido mandada construir pelo próprio São Gonçalo e que foi destruída devido à enchentes.
Sua história também ficou marcada pelas lutas sangrentas e pela resistência das tropas portuguesas, durante 14 dias, contra as tropas napoleonicas no período das invasões francesas. Nos dias atuais, ela faz parte da envolvência encantadora do centro de Amarante...






Na margem oposta à Igreja de São Gonçalo encontra-se o charmoso hotel Casa da Calçada



A Igreja e o Convento de São Gonçalo foram construídos a partir de meados de 1500, no mesmo local onde supostamente estava o corpo de São Gonçalo. A visita à igreja e ao claustro, vale não só pela arquitetura, mas também pela talha dourada, o belíssimo órgão ibérico e as pinturas.


Junto à igreja, onde estava o antigo convento encontra-se o Museu Municipal Amadeo de Sousa Cardoso, fundado em 1947 e que tem um acervo incrível. Dando destaque a arte moderna e contemporânea em pintura e esculturas de artistas de Amarante e não só.
Não vá com pressa. Há muitas salas com obras da coleção permanente e exposições temporárias.
Esta foi a primeira vez que visitei este museu e foi uma surpresa pela positiva.


Dedique também um tempo para passear pelas ruas estreitas do centro de Amarante e vai ver detalhes surpreendentes de uma pequena cidade cheia marcas do tempo...



Ninguém pode ir embora de Amarante sem antes provar a sua gastronomia local acompanhada de vinho verde,  finalizando com os deliciosos doces conventuais da famosa Confeitaria da Ponte, mesmo ao lado da ponte de São Gonçalo.
Estes  acompanharam-me para serem degustados no Porto... com vinho... do Porto.

Fica a dica de mais uma cidade cheia de histórias e recantos para conhecer a partir do Porto.
Sem contar a sua excelente agenda cultural do ano todo, a bela natureza nos seus arredores, o parque aquático para a família, o campo de golfe e os incríveis monumentos da rota do românico. Consulte tudo AQUI.

A 40 minutos de carro a partir do centro Porto, pela autoestrada A4.
Ou em 50 minutos de autocarro/ônibus pela empresa: www.rodonorte.pt 

Porque viajar pelo Norte de Portugal... encanta!

Vai ficar hospedado em Amarante?







Vai viajar de carro por Portugal?







Vem para o Porto e região?





quarta-feira, 11 de julho de 2018

Da França para o Porto. Cocorico Luxury GuestHouse e Restaurante.

A primeira unidade hoteleira do grupo francês Millésime fora de França chama-se Cocorico Luxury GuestHouse e abriu no início deste mês de Julho no Porto.
Entre o Largo da Batalha e o Jardim de São Lázaro, numa região do centro da cidade que está ganhando uma nova vida, o Cocorico Luxury GuestHouse, ocupa dois edifícios totalmente restaurados mas que mantém ao máximo a arquitetura original, muito típica da região que liga o Centro Histórico do Porto ao Bonfim. Construções que foram surgindo a partir de meados do século XVIII, quando as Muralhas Medievais começaram a ser destruídas para dar espaço a novas ruas e praças de uma cidade que surgia em amplo desenvolvimento.

 Em noite de inauguração, fui convidada a conhecer o Cocorico Luxury GuestHouse que possui dez suites inspiradas em amores entre franceses e portugueses  que recebem  o nome de personagens de histórias românticas. É um lugar ideal para casais ou para famílias, uma vez que 3 das suites possuem um espaço concebido para crianças e jovens.
Tudo com muito charme e uma simplicidade extremamente elegante...


Cada suíte é única, repleta de apontamentos muito especiais. As casas de banho/banheiros são imensas e fazem uma ligação quase que natural com o quarto.
E naturais também são vários elementos utilizados na decoração, que se misturam com várias peças antigas de mobiliários vindos de França. Fruto do bom gosto do projeto criado pela Diretora Artística do Grupo: Marie Christine Mecoen.





Além do pé direito e das portas altas, uma clarabóia presenteia-nos com a sua beleza sobre a escada principal, mas vale lembrar que a Cocorico Luxury GuestHouse tem um moderno elevador, o que é importante em se tratando de dois edifícios antigos.


As varandas que fazem parte do cenário do Porto, também emolduram algumas das suítes...



O Grupo Millésime, possui 7 hotéis e 8 restaurantes em França, todos eles ligados a regiões de vinhos e por isso, a decisão de abrir esta unidade na cidade de um dos vinhos mais famosos do mundo... o vinho do Porto.
E é no restaurante no mesmo edifício do hotel,  que encontramos a união entre a gastronomia francesa com os vinhos do Douro e do Porto...




Os pratos levam-nos à uma viagem a várias regiões da França. A minha escolha veio do sudoeste francês: Magret de Pato com espargos, molho de estragão e batatas #dauphine". Que resumo numa palavra: Divino!

Para "viajarmos" pelas regiões francesas que unem-se com o Douro neste restaurante, a decoração é inspirada nas cabines dos glamourosos  comboios/trens Oriente Express.


O restaurante é aberto ao público todos os dias das 11:30 às 23 h (com exceção do Domingo à noite), por isso, mesmo que não esteja hospedado no Cocorico Luxury GuestHouse, vai poder desfrutar de um almoço, jantar, lanche ou hapyy hour ao estilo francês sempre acompanhado de um bom  vinho português a qualquer momento...

o charme do pátio exterior do restaurante para aproveitar os fins de tarde quentes.

Uma hospedagem com elegância e ao mesmo tempo, para se sentir em casa.
Um restaurante em casa para se sentir na França.

Cocorico Luxury GuestHouse e Restaurante
Rua Duque de Loulé, 97 - Porto
tl. + 351 222 013 971

Faça sua reserva: AQUI

V



Vem para o Porto e região?

quarta-feira, 4 de julho de 2018

O Bira dos Namorados do Porto.Os hambúrguers e pregos modernos que são recheados com tradição.

O Bira dos Namorados do Porto é daqueles lugares que entramos e nos... encantamos.
São cores e pormenores que enchem os olhos!
Da pronúncia aos sabores, tudo é do Norte no Bira dos Namorados.
O Bira, vem da dança típica do Minho, o  "Vira". Os Namorados vem dos Lenços dos Namorados, um dos artesanatos mais tradicionais também da região minhota
Tudo porque o Bira dos Namorados nasceu há 4 anos no Minho, nomeadamente em Braga, sob o comando dos jovens empreendedores Mariana Marques e Diogo Carvalho.
Abriram uma casa de Hambúrguers e Pregos (lanches tipicamente portugueses com carne de vaca) num ambiente descontraído e divertido, sem perder a tradição, privilegiando os sabores regionais portugueses.
O sucesso foi tanto que tiveram a ideia de trazer o Bira dos Namorados para o Porto.
E que ótima ideia!
Na minha conversa com a Mariana Marques, ela contou-me que a casa do Porto é mais ampla, o que permitiu dar asas à imaginação na decoração. Por isso é impossível não se impressionar com as cores e os detalhes incríveis  que nos remetem da tradição à modernidade num instante.










No balcão vemos a presença do artesanato do Lenço dos Namorados

São tantos detalhes que foi difícil me fazer para de fotografar...




Bom... mas vamos ao que interessa. Os sabores são incríveis!

A criatividade começa pelos nomes dos pratos que remetem todos às danças típicas do Norte de Portugal  ou aos instrumentos utilizados no folclore protuguês.
Vamos encontrar hambúgers chamados "Moda das Saias", "Malhão", "Regadinho" ou "Bailarico" e pregos com os nomes "Fandango", "Dança da Roda", "Pauliteiro" ou "Farrapeira"

As entradas também passam pelo tradicional. A minha era era deliciosa!
Broa de Avintes, com queijo de cabra, nozes e mel.



Pedi o meu prego "Pauliteiro" em homenagem ao meu pai que é de uma aldeia de Miranda do Douro e que  muito dançou na sua juventude, a dança dos "Pauliteiros de Miranda"...


 carne de vitela muito especial!  com queijo da serra derretido
Outra sensação são os pratos artesanais. Não via a hora de acabar de comer, para vê-los!


O Lenço dos Namorados, novamente presente. Desta vez nos belíssimos pratos!



Há na carta uma seleção de cervejas artesanais, espumantes e limonadas de vários sabores para acompanhar,. E os mais fortes ainda podem se deliciar com as várias sobremesas.

Ainda há um cantinho muito especial onde podemos comprar, desde o artesanato típico do Minho até produtos regionais como compotas, conservas, licores e mel.



Se vem para o Porto ou vive na cidade, não deixe de conhecer! Vai se encantar!

Bira dos Namorados
Rua de Ceuta, 61 
Porto
tl. +351 222081009
www.biradosnamorados.pt 




Vem para o Porto e região?