quinta-feira, 26 de julho de 2018

Porto Liberal. Um Rota direta ao coração... de D. Pedro.

No início do séc.  XIX o Porto foi palco de um dos acontecimentos mais importantes da história de Portugal.
Foi quando D. Pedro IV, o I Imperador do Brasil, desembarcou de volta às terras portuguesas em 09/07/1832 e adentrou pela cidade do Porto, para travar contra o seu próprio irmão, a Batalha do Cerco do Porto, que durou 13 meses.
Num confronto entre Liberais liderados por D. Pedro IV e absolutistas liderados por D. Miguel, a cidade do Porto sofreu marcas profundas que perduram até hoje na arquitetura da cidade, nas artes, na cultura e na identidade da cidade. Conhecida por Invicta, a cidade que nunca se deixou vencer.

D. Pedro IV (I do Brasil) está no coração da cidade, da mesma maneira que deixou o seu coração na cidade...

Estátua da Liberdade na Praça da Liberdade junto da Av. dos Aliados
Já se passaram 220 anos do nascimento de D. Pedro IV e a cidade do Porto faz uma homenagem à esta história tão importante para o Porto e para Portugal, através da Irmandade da Lapa, da Câmara Municipal do Porto, da Santa Casa da Misericórdia e outras instituições, foram criados  roteiros  históricos e culturais que  possibilitam percorrer esses lugares, ruas e monumentos que foram tão importante no cenário da Batalha do Cerco do Porto.

Através do site é possível identificar facilmente estes locais: www.rotaportoliberal.pt



No inicio de Julho acompanhei uma destas rotas inicias do Porto Liberal, a partir da Igreja da Lapa onde encontra-se o mausoléu onde está guardada a urna com o coração de D. Pedro, passando pelo Quartel de Santo Ovídeo que abrigou tropas liberais durante o cerco do Porto.


mausoleu no altar da Igreja da Lapa, onde está guardado o coraçao de D. Pedo


Igreja da Lapa e o Quartel de Santo Ovídeo bem à frente


Uma iniciativa para compreender melhor os espaços da cidade que foram importantes nesta guerra entre os dois irmãos príncipes. E de todo o valor emocional entre a cidade e D. Pedro IV.





A entrega do coração de D. Pedro IV à cidade, é a máxima representação do total agradecimento que ele tinha pela cidade que o acolheu e o defendeu, através da sua identidade forte, guerreira, rebelde e independente, exatamente como um Liberal.
E por isso, vale a pena acompanhar, ao longo dos próximos meses as atividade da Rota do Porto Liberal. Uma maneira da cidade retribuir à D. Pedro este gesto tão fiel:

-  24 de Setembro de 2018: celebração das Exéquias em Memória de D. Pedro IV

- 12 de Outubro de 2018: Um Concerto Comemorativo e um Colóquio

Acompanhe a programação através do Facebook e Instagram: @rotaportoliberal


Vem para o Porto e região?









Nenhum comentário:

Postar um comentário