O Parque da Cidade do Porto.


Mão segurando um mapa do Parque da Cidade do Porto

Um parque que se encontra com o mar.



Estrutura granítica no centro do Parque da Cidade do Porto

O Parque da Cidade do Porto é o maior parque urbano do país. Tem aproximadamente 80 hectares de muita área verde.
Em 2000 foi selecionado pela Ordem dos Engenheiros como uma das “100 obras mais notáveis construídas do século XX em Portugal”.
Basta imaginar que tudo o que vemos hoje no Parque da Cidade não existia  até 1990, quando as obras iniciaram.
Toda aquela área resumia-se num espaço rural, agrícola nos arredores do centro do Porto.
O parque foi projetado pelo arquiteto paisagista Sidónio Pardal, tendo sido inaugurado em 1993 (1ª fase) e finalizado em 2002, com a construção da Frente Marítima.
É um dos únicos e se não for o único parque no mundo que  estende-se até ao mar. Une-se literalmente com a praia do Porto.

faixa de areia com pessoas na praia que se une com o Parque da Cidade do Porto

patos em charca e pessoas na praia do Porto



junção do Parque da Cidade com a praia do Porto

Mas se ele termina na praia, apesar de ter várias entradas, podemos dizer que o seu início é em plena  malha urbana, na Avenida da Boavista uma das mais movimentadas avenidas da cidade.
E através de duas colunas estilo romanas o parque convida-nos a entrar numa imensidão de espaços verdes, lagos e na companhia de vários animais que andam por lá.

Duas colunas estilo romanas

Mapa do Parque da Cidade do Porto


LAgo e vegetação do Parque da Cidade do Porto

Passeio e lago com alguns cisnes

Senhora de bengala observando vários gansos


Ganso sentado à beira de um lago


De acordo com a arquiteta paisagista  Cláudia Fernandes da Universidade do Porto, na ocasião de uma visita guiada que fiz no âmbito do Open House Porto, nada do que vemos no Parque da Cidade, esta ali por acaso. Tudo foi planeado/planejado. São áreas verdes naturalizadas que desdobram-se em vários campos panorâmicos.
A própria vegetação que foi crescendo à volta destes espaços, servem para os animais ali se resguardarem e procriarem.
"Ali encontram-se vários habitats que abrigam uma diversidade de plantas e animais.
Existem 159 espécies de árvores e arbustos, tanto exóticas, como o plátano, metrosídero, camélias, carvalho roble, pinheiro manso e outros.
A proximidade do mar, os lagos e as pequenas charcas, favorecem a diversidade de aves, estando identificadas mais de 18 espécies e de anfíbios como o tritão e a rã verde. Pequenos mamíferos também habitam por lá. Estes mais difíceis de serem observados"

placa indicativa de Flora e Fauna



pés cruzados sobre um muro e lago ao fundo


Próximo a entrada das colunas encontramos uma espaço muito parecido com o que seria o ambiente rural antes da existência do parque, a Horta Pedagógica, local de visitas escolares e também alguns restaurantes.

Vasos de flores brancas, guarda-sóis fechados e mesas e cadeiras

espaço rural com algumas vinhas

mesa e cadeiras numa esplanada de um restaurante


Mas o parque convida à interação com a natureza. Seja praticando a sua atividade física preferida, o passeio com os cães (sempre à trela), uma boa leitura, um piquenique ou um passeio só para apreciar.
Sidónio Pardal inspirou-se no Central Park de Nova York quando idealizou o Parque da Cidade. Um parque para a cidade, que cresceria ao seu redor para que cada vez mais pessoas possam desfrutá-lo.

Casal caminhando com o filho nas costas

Dois homens a passear nas margens de um lago

Duas senhoras sentadas no banco do parque


homem pedalando no parque

homens jogando futebol no parque

jovens jogando volei no parque

Jovem passeando com um pastor alemão



Ainda encontramos por lá um outro espaço educativo: o Pavilhão da  Água, que fez muito sucesso na ocasião da Expo 98 em Lisboa, sob o tema: "Os Oceanos, um Patrimonio para o Futuro". Foi transferido para o Parque da Cidade do Porto em 2002, em 2016  fechou para obras de requalificação e reabriu em 2019 com uma série de novas  experiências, com mais interatividade e muita diversão e aprendizagem. 


Fachada do Pavilhão da Água


E por falar em diversão, Sidónio Pardal, não colocou nenhum playground  para as crianças, porque o objetivo é que elas brinquem com o que o parque tem para oferecer: a relva, as árvores os bancos e as estruturas graníticas. Proximidade com a natureza é a palavra de ordem.

muro de granito e pessoas passeando no parque


O Parque da Cidade tem uma estrutura única de manutenção exclusiva. Não dá para ficar indiferente a este espaço tão especial da cidade. Ideal para quem quer fugir da confusão urbana e o melhor... dentro da própria cidade!
Vale a visita e reserve um período do dia porque o parque é grande e encanta!

O Parque da Cidade fica na extremidade ocidental da cidade do Porto, mas no lado oposto você também encontra o mais novo projeto do mesmo arquiteto paisagista, Sidónio Pardal, é o Parque Oriental do Porto.

Leia também: Parque e Jardins para desfrutar no Porto

Como chegar no Parque da Cidade: 

De carro: Pela Foz do Douro, Avenida Boavista ou Estrada da Circunvalação.

De autocarro/ônibus nºs: 500, 205, 200, 502.

mapa da cidade do Porto, como Parque da Cidade sinalizado


Post atualizado em Agosto de 2021.


Comentários

  1. O blog está fantástico, realmente o nosso Porto é Lindo, com lugares excelentes para passear com a família.
    Aproveito para agradecer pelas fotos tiradas no Parque da Cidade e das quais eu também marco presença, sou uma das animadoras sociocultural. Bj

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pelas suas palavras tão amáveis. Eu é que agradeço a simpatia de vocês na ocasião. Espero que continue a seguir o Blog e a acompanhar os demais encantos do Porto. Um beijinho.

    ResponderExcluir
  3. Aprecio imenso este blog.
    Sou do Porto, e não vivendo actualmente no mesmo, quase diariamente, preciso " respirar Porto, enobrecer a alma, não ter rugas no coração", daí ir conhecendo todos os cantinhos, deste Porto maravilhoso, e cheio de encantos meus.

    Parabéns pelo blog e sua autora.

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigada pelas palavras tão amáveis Girassol. Fico feliz em poder contribuir para que mate a suas saudades. Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O Porto encanta nas redes sociais: