O que visitar em Vila do Conde.

 

Nau quinhentista no rio Ave em Vila do Conde e algumas construções ao fundo

Um bate-volta para fazer a partir do Porto e de metro.

Do centro da cidade do Porto, na estação de metro Trindade  e através da Linha Vermelha no sentido Póvoa de Varzim em aproximadamente 50 minutos chegamos à Vila do Conde uma cidade de rio e mar, pescadores e cultura e que é um charme.
Um passeio super agradável para quem já está adotando a ideia que tanto tenho divulgado por aqui, de fazer a cidade do Porto como base na sua viagem a Portugal  e depois de conhecer bem a cidade, ter tempo para conhecer outras nos arredores, como sugeri em: Cidades para conhecer a partir do Porto.   

É certo que Braga, Guimarães,  Aveiro e Coimbra são as mais desejadas pelos turistas que estão no Porto mas quero chamar a sua atenção para Vila do Conde, uma cidade fácil de conhecer com muita história, monumentos e uma gastronomia perfeita para quem procura bons peixes e frutos do mar.
Para além disso Vila do Conde é uma cidade de escritores. Eça de Queiroz que nasceu na vizinha Póvoa de Varzim, foi  batizado em Vila do Conde. Lá viveu e morreu José Régio. Camilo Castelo Branco e Antero de Quental também se inspiraram nesta pequena cidade com os seus encantos. 
Nos dias de hoje vale lembrar que  o conhecido e contemporâneo escritor Valter Hugo Mãe também  vive em Vila do Conde.
 
Relacionei  aqui alguns lugares  para você conhecer na cidade,  optando em vir no moderno metro do Porto ou em rápidos 30 minutos se preferir se deslocar de carro.
Mas há mais para ver e sentir na cidade e arredores, por isso se optar por ficar 2 dias, saiba que eistem boas  opções de hospedagens.

metro passando pela cidade de Vila do Conde e por vegetações à beira do rio
Linha Vermelha do metro - sentido Póvoa de Varzim


Se precisar alugar um carro para ir à Vila do Conde pesquise na Rentalcars


1. Aqueduto

Vila do Conde possui o segundo mais extenso aqueduto de Portugal e que está em ótimo estado de conservação. É  possível avistar esta construção que abastecia o convento de Santa Clara em várias partes da cidade. Foi construído entre  1626 e 1714. E o seu tamanho realmente impressiona.

Aqueduto de Vila do Conde

 

2. Igreja do Convento de Santa Clara

Apesar  de não podermos mais visitar o Convento de Santa Clara,  uma vez que está a ser transformado num hotel  5 estrelas, a Igreja  do Convento recebe visitas e  é um belíssimo exemplar de arquitetura gótica construído no início do século XIV. Apesar de algumas intervenções ao longo do ano, ainda preserva a beleza das igrejas do período medieval.
É preciso agendar as visitas através do email: paroquiviladoconde@aquidiocese-braga.pt 
Ou aos Sábados às 18h, no horário que a igreja está aberta para missas, também é possível conhecê-la

Convento e Igreja de Santa Clara em Vila do Conde
Nada mal hospedar-se num Convento e ter a belíssima igreja de Santa Clara ao lado



3. Igreja Matriz

Sua construção foi impulsionada pelo rei D. Manuel I numa visita à cidade quando fez o Caminho de Santiago e por isso o seu estilo arquitetónico de 1500 tem vários apontamentos  manuelinos, uma tendência da arquitetura portuguesa naquele período. Destacam-se  também os estilos gótico e renascentista.
Tem imponentes portal e torre sineira no exterior.
A igreja evoca São João Batista e por isso o seu belíssimo interior apresenta diversas imagens deste santo, incluindo uma  grande pintura no altar-mor e vitrais com cenas da sua vida nas paredes laterais.
Esta é uma visita obrigatória.

Fachada da Igreja Matriz de Vila do Conde

Interior da Igreja Matriz de Vila do Conde


4. Museu de Rendas de Bilros


As rendas de bilros são trabalhos que iniciaram com as mulheres de pescadores e  hoje é uma prática secular que exige muita dedicação das rendilheiras, que tem habilidade única em manusear aqueles bilros com tanta rapidez e sabedoria.

renda de bilros

 No Museu de Rendas de Bilros é possível ver muitos trabalhos executados através desta prática e também ver a maior Renda de Bilros do mundo, um trabalho idealizado pela famosa artista plástica portuguesa Joana Vasconcelos com a colaboração de 150 rendilheiras.
Durante a visita ao museu temos o privilégio de vê-las trabalhar as suas peças, num ambiente inspirador.

Renda de Bilros no museu em Vila do Conde e rendilheiras ao fundo
Veja mais neste post da minha visita ao Museu de Rendas de Bilros


As rendilheiras  tem uma bela homenagem nesta escultura às margens do rio Ave que atravessa a cidade:

Escultura de uma rendilheira em Vila do Conde às margens do rio Ave


5. Ruelas do Centro Histórico:

O próprio Museu de Rendas de Bilros encontra-se numa dessas ruelas. Ruas estreitas para andar a pé e observar as casas e todo o charme típico das cidades antigas. É para se perder!
Por entre estas ruelas você vai encontrar as capelas que representam a via sacra da crucifixação de Cristo, com estátuas de madeira em tamanho natural, um trabalho muito tradicional feito por artistas estatueiros que nos aproximam de uma cena real.

Ruela antiga de Vila do Conde

Capela da Via Sacra em Vila do Conde


6. Casa Museu José Régio

As casas museus são sempre espaços muito interessantes para visitar. Parece que nos conduzem para dentro da vida de quem ali esteve. José Régio foi um importante escritor português do início do séc. XX que viveu e morreu nesta casa que reúne toda a sua coleção de pinturas, obras de arte sacra, cerâmica, livros, mobiliário e utensílios.

Fachada da Casa José Régio em Vila do Conde


7. Nau Quinhentista e Alfândega Régia

No séc. XVI Vila do Conde foi um forte polo de comércio marítimo e de construção naval. Por isso às margens do rio Ave, já muito próximo da sua entrada no mar a Alfândega Régia daqueles tempos foi transformada num museu de construção naval com exposições permanentes sobre a navegação portuguesa. Junto com uma perfeita réplica de uma nau de 1500 é possível conhecer toda a realidade das viagens daqueles tempos. A organização, os espaços do piloto, do cartógrafo, dos trabalhadores, a dispensa, a cozinha e toda a complexidade da vida à bordo.
Uma visita muito interessante principalmente para as crianças e para quem vem do Brasil e se depara com uma embarcação  portuguesa idêntica às primeiras que atracaram em terras de Vera Cruz.

Nau Quinhentista atracada no rio Ave em Vila do Conde

 

8. Centro de Memória

Está localizado numa antiga propriedade rural com uma belíssima  casa burguesa do séc. XVII. É um lugar de estudos e exposições e eventos.
Os espaços exteriores são super agradáveis para  fazer uma pausa na sua visita à Vila do Conde e onde muitas vezes acontecem eventos e exposições de arte contemporânea.
No interior, a exposição permanente "Tempo e Território" mostra-nos a ocupação da região desde o período romano até os dias atuais quando o trabalho passa a ser a força de Vila do Conde como a maior parte das cidades do Norte de Portugal. Muitas empresas conhecidas até hoje nasceram nesta região.

imagens antigas da fábrica Imperial em Vila do Conde

Imagens antigas de indústria têxtil em Vila do Conde


9. Mercado Municipal

Para quem não resiste a um Mercado nas cidades que visita, saiba que Vila do Conde tem o seu no centro da cidade e  às Sextas-Feiras e aos Sábados o movimento é grande por lá com a realização da Feira de Vila do Conde e do Mercado Rural respectivamente.

Mercado Municipal de Vila do Conde
O mercado funciona diariamente e às Sextas e Sábados  o seu vão central é ocupado pela Feira de Vila do Conde e o Mercado Rural

10. Arte e Cultura

Vila do Conde é uma pequena cidade mas com uma grande programação artística e cultural o ano todo.
Dois dos grandes eventos que acontecem por lá é o Festival  Internacional de Curtas Metragens, todos os meses de Julho e em Agosto a Feira de Artesanato é uma das maiores do país.
Vale a pena, antes da sua visita à Vila do Conde pesquisar no site: www.visitviladoconde.pt para saber o que está a acontecer por lá. Certamente vai encontrar um evento interessante.

Através deste site também pode saber mais informações sobre todos estes locais acima descritos que valem muito a pena conhecer. 

Fachada do Loja dos Curtas de Vila do Conde


Não deixe de desfrutar da boa gastronomia de Vila do Conde. Uma cidade piscatória que oferece uma vasta opção de restaurantes. Os que estão localizados à beira do rio Ave junto à Nau Quinhentista são os mais procurados e já tive o prazer de conhecer o Cangalho e recomendo. 


Do Porto para Vila do Conde, os encantos estendem-se nesta cidade vizinha e que vale a pena entrar no seu roteiro.

Comentários

O Porto encanta nas redes sociais: