O Trilho Aldeia de Couce no Parque das Serras do Porto.

 

marco de sinalização e logotipo do Parque das Serras do Porto

Para quem quer uma experiência junto à natureza com uma típica aldeia portuguesa à mistura num ambiente rural bem próximo do Porto, saiba que tem várias opções no Parque das Serras do Porto que levam à Aldeia de Couce. E pode ter a certeza que vai passar algumas horas num ambiente tão próximo do centro urbano e tão distante de tudo ao mesmo tempo.
Um local de fácil acesso tanto de carro, comboio/trem ou autocarro/ônibus.
A única coisa que vai precisar é de muita disposição para caminhar, e tudo o que é necessário para percorrer um bom trilho: calçado para caminhadas, água, lanche, chapéu e protetor solar.

O Parque das Serras do Porto:

É um território de aproximadamente 6.000 hectares na Área Metropolitana do Porto, que envolve os municípios de Valongo, Gondomar e Paredes e é composto por seis serras: Santa Justa, Pias, Castiçal, Santa Iria, Banjas e Flores por entre os vales dos rios Sousa e Ferreira.

Além da biodiversidade encontramos por lá muito património arqueológico, geológico, construções antigas e ruinas. 

Um mundo a explorar através de várias atividades como percursos pedestres, de btt, equestres e atividades educacionais.

Vale a pena explorar o site  Serras do Porto para conhecer todo o projeto que pretende salvaguardar a paisagem e o património daquele local que já foi ocupado inclusive por romanos que se dedicavam à exploração de minérios que por lá havia.

O Trilho até a Aldeia de Couce:

Comecei a pesquisar sobre o trilho para chegar à Aldeia de Couce que é classificada como uma das  Aldeias  de Portugal e encontrei o site do Centro de Trail Valongo   que fica mesmo no centro da cidade de Valongo, de muito fácil acesso e onde um dos seus percursos circulares passa pela aldeia.
A indicação do percurso em corrida é estimado em uma hora e meia, mas eu calculei que caminhando no meu ritmo, apreciando os mínimos detalhes, fazendo fotos e vídeos certamente iria demorar mais que o dobro do tempo e sim, demorei aproximadamente 3 horas e meia. Isto porque fiz o percurso circular. Se você preferir fazer em menos tempo pode chegar à Aldeia de Couce e voltar pelo mesmo caminho.
Vai entender melhor se ler o post até ao fim.

O Centro de Trail fica no Parque da Cidade de Valongo, com fácil acesso por transportes público e também com facilidades de estacionamento para quem vai de carro.
No Parque encontram-se as descrições dos percursos, suas numerações e as placas indicativas que logo nos conduzem a  vários tipos de trilhos, desde ótimos passadiços, caminhos romanos e terra pura!
Tudo é muito bem sinalizado e seguro. Fiz este percurso total de aproximadamente 9,5 km sozinha  sem nenhuma preocupação em me perder.

Sinalizações dos trilhos do Parque das Serras do Porto

Passadiços por entre a vegetação do Parque das Serras do Porto

Pessoas correndo nos trilhos do Parque das Serras do Porto
Pisando em pedras e poça de água em trilho

  
E conforme vamos nos distanciando dos edifícios do centro de Valongo, a ruralidade e a imensidão verde vai surgindo quase que instantaneamente.


vegetação densa no Parque das Serras do Porto

ovelhas, tenis pendurados para secar, homem trabalhando na vinha e saco de pães amarrado na porta

Ao chegarmos na pequena e bucólica Aldeia de Couce é incrível pensar que estamos noutro mundo tão próximo do nosso mundo já que o Porto, a segunda maior cidade de Portugal, está a aproximadamente 20 kms. É hora de fazer uma pausa e desfrutar a beleza bucólica.

3 pessoas montadas em cavalos no rio do Parque das Serras do Porto

telados das casas da Aldeia de Couce

Placa indicativa e casas da Aldeia de Couce

A volta:

Quem não tem o espírito aventureiro ou tem dificuldades para subidas e descidas ingremes, a minha sugestão é que volte pelo mesmo caminho.
Mas se quiser aventurar-se, siga pelo percurso circular atravessando a ponte a seguir à Aldeia de Couce.
Prepare-se para dificuldade acrescida mas muita beleza à mistura, na companhia do rio Ferreira, grandes rochas de xisto, a pedra da região e uma vasta vegetação.
Em alguns momentos o caminho de volta deste percurso fez-me lembrar a dificuldade da etapa do Meu Caminho de Santiago  onde temos que atravessar a Serra da Labruja. Difícil, mas extremamente compensador.

caminho ingreme em rocha no trilho do Parque das Serras do Porto

A dificuldade

trilho em subida ingreme no trilho do Parque das Serras do Porto



ponte sobre o rio Ferreira no Parque das Serras do Porto

A compensação

rio Ferreira com pedras e vegetação


travessia de madeira entre rochas do Parque das Serras do Porto


Dica:

Aos fins de semana, a procura é grande, principalmente nos meses de Verão, com muitas pessoas a correr, caminhar e muitas bicicletas. Por isso se pretende uma caminhada solitária, vá bem cedo, ou se tiver possibilidade, escolha os dias de semana.

Rita Branco caminhando em passadiço no trilho para a Aldeia de Couce


Como chegar:

De carro: ir até ao Parque da Cidade no centro de Valongo. É fácil encontrar um lugar para estacionar nos arredores do parque.

De comboio/trem: a partir da Estação de Porto São Bento - Linha Marco de Canaveses - descer na estação de Valongo que fica a 550 metros do parque.

Autocarro/ônibus: Linhas 700 e 705

Mapa de direção do Porto para o Parque da Cidade de Valongo


Comentários

O Porto encanta nas redes sociais: