quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Livraria Lello. Por que visitar?

escada em caracol da Livraria Lello

Porque é uma livraria. E porque é linda!

Já são dois motivos mais do que suficientes.
Se você é uma das muitas pessoas, que como eu, nunca leu uma única página dos livros do Harry Potter e muito menos viu algum dos vários filmes da famosa e indiscutivelmente talentosa J. K. Rowling e e vem ao Porto, talvez se assuste com o grande movimento na porta da livraria mais famosa da cidade e até do país.
Já deve certamente ter ouvido ou lido sobre a relação da história do Harry Potter com a livraria, mas... a livraria é muito mais do que isso.
Uma vez escutei uma turista a falar para quem a acompanhava: "Temos que ir  na livraria do Harry Potter".
Não... a livraria não é do menino bruxo mais querido do mundo... a Livraria Lello é uma livraria cheia de histórias ligadas à esta cidade.
É certo que muito ouvimos falar sobre as muitas inspirações da J. K. Rowling, e uma delas está relacionada com a belíssima escada da livraria, para criar um dos cenários da história, mas há mais de 110 anos que esta escada encanta quem lá entra...


A Livraria Lello recebe pessoas ligadas às artes, à literatura e à diversos temas culturais, turistas e locais desde o início do séc. XX.
O edifício onde se encontra atualmente foi adquirido pelos Irmãos Lello que tinham a sua livraria estabelecida na Rua do Almada.
E no final do séc. XIX adquiriram o edifício e todo o  espólio da Livraria Chardron que além de livraria era também editora e por lá circularam os famosos escritores Camilo Castelo Branco e Eça de Queiroz que viram ali seus primeiros livros serem editados.
Na sua inauguração em 1906, esta foto retrata a presença de figuras importantes da cidade naquela época, reproduzida no cartão postal distribuído na comemoração dos seus 110 anos...

Fotos de personagens ilustres na inauguração da Livraria Lello
Dentre as figuras públicas na sua inauguração destacam-se o escritor Guerra Junqueiro, o diretor do jornal O Comércio, Bento Carqueja, o escritor Júlio Brandão e Aurélio Paz dos Reis, precursor do cinema Português (fonte: Livraria Lello)

No Porto, a tradição de encontros de intelectuais, artistas e políticos  em cafés e livrarias era uma constante e até hoje são promovidos frequentemente, noites de autógrafos, tertúlias, conversas à volta dos livros, concertos musicais intimistas,  entre  outros. Basta acompanhar a Agenda do site da livraria
Então, ao entrar na livraria tente fazer uma viagem no tempo e imaginar-se neste período da história da cidade, uma vez que a Lello chegou querendo ser diferente. E impressionou pela sua beleza.

Mas antes de entrar atravesse a rua e aprecie a beleza da sua fachada de estilo neogótico. Foi totalmente restaurada e apresenta atualmente, as mesmas imagens e cores que foram apresentadas à cidade em 1906, na sua inauguração.

Fachada da Livraria Lello
Ainda na porta de vidro é possível ver o nome da antiga livraria Chardron, que ali existia antes de ser comprada pelos irmãos Lello.
As figuras femininas representam a Arte e a Ciência.
Esta belíssima fachada foi restaurada em 2016, quando estive na sua inauguração.

Lá dentro, os detalhes são muitos! Por isso não tenha pressa. Aprecie...desde as antigas estantes até os frisos trabalhados nas paredes, teto e escada. Não conseguimos sair sem fotografar. Há que se aproveitar, porque antigamente os visitantes não o podiam fazer e ainda me lembro do dia que tive que pedir autorização para fazer um dos meus primeiros posts do blog sobre a Livraria Lello, e só pude fazer imagens com hora marcada, numa manhã bem cedo, antes de abrir ao público. 

Detalhes do teto da Livraria Lello

detalhes da escada da Livraria Lello

detalhes da escada da Livraria Lello


No chão ainda podemos encontrar o trilho que conduzia um carrinho (ainda lá se encontra) que levava os livros que chegavam para o interior do depósito da livraria...

trilho para carrinho de mão no piso da Livraria Lello

trilho para carrinho de mão no piso da Livraria Lello
Marcas do tempo!

E entre as estantes as imagens dos fundadores José e António Lello, além de outros escritores célebres da época...

busto em bronze de um dos fundadores da Livraria Lello
António Lello

busto em bronze do escritor Guerra Junqueiro
Guerra Junqueiro

 No piso de cima, o vitral de 8 m de comprimento e 3,5 m de largura, impressiona!

Vitral no teto da Livraria Lello
No vitral as palavras "Decus in Labore"  ou seja "Dignidade no Trabalho"

Mas não se deve esquecer que ali estão milhares de livros! Para todos os gostos, de todos os estilos literários e é por isso que a belíssima Livraria Lello encanta a cidade, desde 1906.


interior da livraria Livraria Lello com prateleiras e livros

 O custo do bilhete para visitar a livraria (atualmente 5 euros) pode ser descontado na compra de um livro. Aproveite!

Por isso, se vem ao Porto, não deixe de visitar uma das livrarias mais lindas do mundo.
Dica para quem não quer enfrentar grandes filas: vá logo pela manhã ao abrir, no horário do almoço (por volta das 13 h), ou ao fim da tarde.


Livraria Lello
Rua das Carmelitas, 144
De Seg. à Sexta das 10 às 19:30 h
Sáb. e Dom. das 10 às 19 h
www.livrarialello.pt 



Vem para o Porto e região?

mapa, caneta, planer e máquina fotográfica

quarto de hotel no Porto

Nenhum comentário:

Postar um comentário