Do Porto para... Lousada. No Centro de Interpretação do Românico.

painel indicativo do Centro de Interpretação do Românico

Para entender a formação de Portugal


Localizada a noroeste de Portugal, a Rota do Românico é um conjunto de 58 monumentos entre mosteiros, castelos, igrejas, pontes, capelas, torres e memoriais localizados em 12 municípios que ficam nos arredores do Porto. São eles: Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende.
A maioria destas cidades não estão no circuito do turismo de massa e os monumentos da Rota do Românico estão localizados em paisagens bucólicas e na região dos 3 rios que constituem a sua área geográfica, o Rio Douro, o rio Sousa e o rio Tâmega.
Uma região e monumentos que estão intimamente ligados com a formação de Portugal, e por isso, a Rota do Românico se auto-denomina: Uma experiência fundada na História.
A arquitetura românica surgiu na Europa Medieval entre o final do séc. X e início do séc. XI, mas foi no início do séc. XII que ela foi ganhando expressão em Portugal, com a construção das Sé de Coimbra, de Lisboa e do Porto.
A arquitetura românica andou de mãos dada com D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal, e foi a arquitetura presente na formação do território português, além de estar ligada a demarcação de território cristão, num período em que a Península Ibérica reconquistava o seu domínio perante a ocupação árabe. Torres, castelos e pontes tinham a função de proteção e comunicação e as igrejas, mosteiros e capelas cumpriam o papel espiritual, artístico e de cultura.
A maioria dos monumentos da Rota do Românico são de pequenas dimensões, porque era preciso construir com rapidez e também porque eram destinados a atender pequenas povoações, umas próximas das outras.
A arquitetura românica é bastante específica e repleta de simbolismo e de interpretações, por isso, para quem quer percorrer a Rota do Românico, o ideal é começar por entender não só a arquitetura mas todo um período da história neste território tão próximo com a formação de Portugal fazendo uma visita ao Centro de Interpretação do Românico que fica em Lousada a aproximadamente 40 minutos do Porto. Lá através da visita guiada, podemos fazer um mergulho na importância do patrimonio histórico do românico. Sua arquitetura, o território, a cultura e a sua gente.



mulher observando vídeo sobre a Rota do Românico

O novo Centro de Interpretação da Rota do Românico está localizado num belíssimo edifício inaugurado em Setembro de 2018, com uma arquitetura moderna mas que remete à vários elementos do românico.
Nele podemos circular por amplas salas, todas elas com recursos interativos que nos permite conhecer tudo a respeito da localização dos 58 monumentos a visitar.

Fachada do edifício do Centro de Interpretação do Românico

Interior do edifício do Centro de Interpretação do Românico

Corredor e teto do Centro de Interpretação do Românico

video e maquete sobre a interpretação da Rota do Românico

Painel indicativo sobre a formação de Portugal

A visita pode ser sempre acompanhada por um guia, que vai nos explicar tudo sobre o Centro de Interpretação e sobre a Rota do Românico, mas podemos lá ficar o tempo necessário para pesquisar, interagir e apreciar!

homem indicando painel interpretativo no Centro de Interpretação do Românico


Painel explicativo sobre a formação do território de Portugal

Painel explicativo sobre o Povo, a nobreza, o clero no período do RomÂnico em Portugal

painel indicativo sobre a Sociedade Medieval no Centro de Interpretação do Românico

A sala denominada  Os Construtores foi a que mais chamou a minha atenção. Lá está recriada a maneira como eram construídos os monumentos românicos. A exemplo do que nos é apresentado no Guia da Rota do Românico. Incrível!

réplica de como se construíam os monumentos românicos

páfina do guia que ilustra a construção de um monumento romÂnico

E outra sala muito interessante é chamada de Simbolismo e Cor. Lá vamos entender os símbolos que encontramos nas fachadas das construções românicas, bem como brincar com as cores predominantes das pinturas nos seus interiores.

sala interativa no Centro de Interpretação do Românico

A partir da visita ao Centro Interpretativo, estamos prontos para encontrar e desvendar os seus 58 monumentos localizados em meio a paisagens bucólicas. 

Ponte de pedra na Rota do Românico


Mas... a Rota do Românico não é apenas conhecer os seus monumentos. É sentir toda uma região muito especial ao Norte de Portugal.
É ir sem pressa, desfrutar da beleza da paisagem, aproveitar os ótimos hotéis e alojamentos em espaços rurais, onde as pessoas nos recebem como alguém da família.
É saborear a comida local, os deliciosos doces portugueses e o típico vinho verde da região.
É conhecer a cultura e as tradições de uma região.
É fazer efetivamente da Rota do Românico: uma experiência!

É isso o que eu e a Naiara Back do blog Aqueles que Viajam vamos fazer!
De Guia e Passaporte da Rota do Românico na mão, vamos viajar na história e na cultura de outros séculos e que perduram até hoje. Cada descoberta será publicada por aqui. Basta pesquisar: Rota do Românico.

Duas mulheres em frente à uma igreja da Rota do Românico

mão segurando o passaporte e o guia da Rota do Românico

Acompanhe! #nosnarotadoromanico
Porque o Porto encanta, e a Rota do Românico também!!

Centro de Interpretação do Românico:

Praça D. Antonio Meireles, 45
Lousada
De Terça a Domingo: das 10 h às 18h
Bilhete: €3
Visita Guiada : € 1,50
(Dezembro/2018)
tl. +351 255810706

Para visitar a Rota do Românico alugue o seu carro com a RentalCars
Fique hospedado na Rota do Românico. Encontre a sua hospedagem no Booking

Comentários

O Porto encanta nas redes sociais:

Preencha para receber as novidades do blog no seu email. E no campo "mensagem" escreva: autorizo.

Nome

E-mail *

Mensagem *