sábado, 13 de agosto de 2016

Do Porto para Santiago. Os últimos Kms em Portugal, na etapa até Valença.




Peregrina no Caminho de Santiago

Uma etapa para se despedir de Portugal


Depois de um dia quente, difícil e de dizermos  até já à Casa da Oliveirinha em Agualonga, o dia amanheceu bem mais fresco e saímos em direção à última etapa em Portugal do Caminho Português de Santiago, bastante motivadas por termos conseguido ultrapassar a tão temida Serra da Labruja.  Mesmo assim, estávamos conscientes de que a partir de agora, também iríamos encontrar outras subidas, não tão acentuadas, mas até Santiago de Compostela seria sempre a subir.
Esta seria a última etapa em Portugal. O nosso destino era a Fortaleza de Valença, a aproximadamente 19 kms.

Mulher num portão e peregrina de Santiago


percurso no mapa de Agualonga até Valença


Decidimos então desfrutar ao máximo esta nossa caminhada em solo português, apreciando toda a beleza do Alto Minho.
Muito próximo de Agualonga chegamos a Rubiães, de onde partem a maioria dos peregrinos desta etapa.
Quase ao fim de Maio, a Primavera faz o Caminho ser ainda mais encantador. Recomendo e muito, para quem tiver a oportunidade de o fazer, que o faça nesta altura do ano. É lindo!

paisagem rural e peregrinas de Santiago

flores e cavalo num campo florido


Como por todo o Caminho, os trabalhadores do campo já estão por lá, certamente há horas!



moto, e senhor trabalhando o campo


Nesta etapa fomos presenteadas com a beleza do rio Coura...

rio e placa do rio Coura


botas em pedra e água de rio


 Um  local onde a fotografia é inevitável. O marco onde nasceu a primeira seta amarela que indica os Caminhos de Santiago desde os anos 90! Ideia do padre galego Elias Variña que ao ver muitos peregrinos perdidos, pediu um bocado de tinta a uns trabalhadores numa estrada e começou a sinalizar o Caminho para ajudar na orientação do mesmo.

peregrina de Santiago e pedra com a seta de Santiago


Nesta etapa, percorremos um trecho da Via Romana XIX uma das muitas estradas romanas que existiram no território peninsular no período da expansão do império romano.

pedra com placa indicando a via romana XIX


Este é um percurso muito agradável, tanto para o físico como para a mente, porque cumprimos uma etapa muito difícil no dia anterior e por isso, seguimos confiantes...
Com a companhia do melhor que a natureza pode nos proporcionar e dos outros peregrinos...

peregrinos e animais em campos

As placas e avisos estão sempre no Caminho a nos encorajar !

Tantos kms!!

 tantos pormenores a nos encantar!

várias sinalizações indicando o caminho de Santiago
mão num altar com a imagem de Santiago
pedir forças para Santiago nunca é demais


E assim chegamos ao nosso destino final deste dia. Valença e a sua imponente Fortaleza.

rua e muralha e postes de iluminação



Das coisas que também nos encantam no Caminho: ver, deixar de ver e rever os peregrinos é uma constante. Nossas amigas americanas, que deixamos de ver quando saímos de Agualonga, voltamos a revê-las em Valença e quando isto acontece é sempre uma alegria.

3 peregrinas de Santiago


É hora de dar descanso ao corpo e às bolhas... no agradável Residencial Portas do Sol em pleno interior da Fortaleza, com todo o conforto que precisávamos.
Fácil localização, quartos amplos e ao mesmo tempo aconchegantes. Com simplicidade e requinte à mistura...

fachada e interior de hotel em Valença
... e com uma surpresa inesquecível! À nossa espera, na nossa última estadia em Portugal,  o melhor alvarinho português, que nos foi enviado pela Adegga Portugal graças ao incansável promotor dos vinhos portugueses pelo mundo, o André Ribeirinho e a sua fantástica equipa.
A melhor companhia para o nosso arroz de marisco naquele último jantar em Portugal antes de seguirmos o nosso Caminho...


garrafa de vinho

garrafa e copos de vinho



Dica desta Etapa:
Apesar de muitos guias e livros sobre o Caminho Português de Santiago, sugerirem a passagem por Valença e seguir até Tui para dormir. A minha dica é que você pare em Valença para apreciar mais uma vez a gastronomia portuguesa e conhecer a Fortaleza que é uma das principais fortificações militares da Europa com 5 kms de perímetro amuralhado, conforme pode ver nesta foto do VisitValença:

imagem aéea da fortaleza de Valença do MInho
O nosso muito obrigada à D. Isilda Salvador do Turismo de Valença
Conheça mais sobre esta belíssima Fortaleza e tudo o que pode ver em Valença: AQUI


Depois do merecido descanso, vale a pena acordar cedo e antes de seguir em frente no Caminho, não deixamos de explorar a beleza com mais de 2000 anos de história, uma vez que a primeira muralha de Valença vem da Idade do Ferro, que foi complementada com a segunda edificação construída nos séculos XVII e XVIII.
As ruelas, os edifícios, as lojas tão procuradas pelos vizinhos espanhóis, a muralha e a vista, mostram porque vale a pena parar em Valença... com calma!



imagens de edifícios e peregrinos de Santiago em Valença do Minho

E como tantos outros peregrinos que estavam em Valença, seguimos as setas amarelas e saímos da Fortaleza... continuando o Caminho rumo à Galiza...



peregrina de Santiago saindo por porta de muralha



Ainda a tempo de mais uns cuidados com as bolhas. E dizer até já para Portugal...

peregrina de Santiago calçando meias

peregrina de Santiago olhando para placa de Portugal



...para adentrarmos em terras espanholas. Acompanhe!

#duasBloggersumCaminho



mão com anel e azulejo do Caminho de Santiago














2 comentários: