Do Porto para... Belmonte. Natureza, história e Pedro Álvares Cabral.


Estárua de Pedro Álvares Cabral no centro da vila de Belmonte

Porque a Serra da Estrela não é apenas neve!

Engana-se quem pensa que a região da Serra da Estrela é para ser visitada apenas no Inverno quando supostamente tudo vai estar branco devido à queda de neve. E digo supostamente porque nem todos os anos o Inverno cobre a Serra da Estrela de neve e dos três meses da estação mais fria do ano, apenas em algumas semanas é que o nevão acumula-se por lá. Mas... a Serra da Estrela não é só neve. Há muito que conhecer. Natureza, gastronomia (não podemos esquecer que o famoso queijo amanteigado é lá produzido), patrimonio e história estão à nossa espera naquela região. E uma das vilas que todo o brasileiro deveria conhecer  é Belmonte, onde nasceu Pedro Álvares Cabral.

Torre medieval com as bandeiras do Brasil e de Portugal


Belmonte é uma vila incrível! Pequena, com suas construções em pedra, uma forte comunidade judaica e tem um dos melhores museus de Portugal.

fachada de uma construção em aldeia histórica

capelamedieval em Belmonte

Fachada de pedra de edifício em Belmonte



A começar pela Igreja de Santiago e o Panteão dos Cabrais, nesta pequena igreja mandada construir pelos pais de Pedro Álvares Cabral, encontram-se as cinzas do descobridor do Brasil...

Pinturas na parede em igreja muito antiga


A  história dos Caminhos de Santiago também estão retratadas neste pequeno monumento nacional.
Por Belmonte passava a antiga Estrada Romana Militar que ligava Mérida a Braga. 
Rotas ainda hoje seguidas pelos peregrinos...

mapa dos caminhos de Santiago numa capela em Belmonte



Esta pequena vila, tão próxima da Serra da Estrela e da fronteira da Espanha, acolheu muitos refugiados judeus, ao longo da história durante várias ocasiões em que foram fortemente perseguidos.
Por isso, Belmonte tem até hoje uma grande comunidade judaica e vestígios da passagem dos refugiados de outros tempos. 



Fachada da Sinagoga em Belmonte

ruela na aldeia histórica de Belmonte


Com a belíssima paisagem da Serra da Estrela ao seu redor...



Um  Museu Judaico, no centro da vila de Belmonte, conta-nos muito sobre a vindas destes refugiados. 
O museu é repleto de objetos tão importante para aquela comunidade, documentos históricos, relatos e ressalta a importante ajuda de muitos portugueses que acolheram muitos dos judeus que atravessaram a fronteira de Vilar Formoso  entre Portugal e Espanha.

Placa da Rede de Judiarias em Belmonte

Fachada do museu judaico em Belmonte

Peça do museu judaíco em Belmonte

Interior do museu judaico em Belmonte

peças expostas no museu judaico em Belmonte

Documentos expostos no museu judaico em Belmonte


Para os turistas brasileiros que visitam Belmonte, o ponto alto é sem dúvida o Museu dos Descobrimentos de Belmonte. Fantástico!
Totalmente interativo, este museu construído numa antiga residência da família Cabral, leva-nos a uma verdadeira viagem à época dos descobrimentos...

Peça de pedra na entrada do museu dos Descobrimentos em Belmonte

Painel ilustrativo no Museu dos Descobrimentos em Belmonte

Painéis no Museu dos descobrimentos em Belmonte

sala de experiência no museu dos Descobrimentos em Belmonte



Interagir é a palavra de ordem do museu...


painel interativo no Museu dos Descobrimentos em Belmonte

mulheres em área interativa no museu dos Descobrimentos em Belmonte

espaço interativo no Museu dos descobrimentos em Belmonte


Praticamente toda a história do Brasil ali dentro...

painel com representação de escravos no Museu dos Descobrimentos em Belmonte

Painel interativo no Museu dos Descobrimentos em Belmonte


Uma visita imperdível para os turistas brasileiros e não só!

r mulheres em frente ao painel do museu dos Descobrimentos em Belmonte
Com a responsável do museu, as minhas colegas neste trabalho, a Naiara Baque do blog Aqueles que Viajam, a Luíza Antunes do blog 360 Meridianos e a diretora da empresa Simply B  que nos conduziu por esta visita à Belmonte


Do Porto até Belmonte são aproximadamente 250 kms por isso não vale a pena ir e voltar no mesmo dia. O ideal é ir com calma para conhecer tudo que esta pequena vila e a envolvência da Serra da Estrela tem para oferecer. A dica de hospedagem é a belíssima Pousada  de Belmonte.

Construída a partir das ruínas do Convento de Nossa Senhora da Esperança, do séc. XIII, esta pousada é um lugar cheio de charme e de recantos muito especiais...

espaço  de descanço na Pousada do Convento em Belmonte

Ilustração de Pedro Álvares Cabral numa mesa
aqui novamente a personalidade mais conhecida de Belmonte
Pedro Álvares Cabral

área externa com mesas e cadeira na Pousada do Convento em Belmonte

área de descanso na Pousada do Convento em Belmonte
                             

o charme em todos os pormenores e o conforto na medida certa... com a natureza à volta

Cama do quarto da Pousada do Convento em Belmonte

vista do quarto da Pousada do Convento em Belmonte

O restaurante da Pousada, está sob o comando do Chef  Valdir Lubave, que entre os meses de Outubro a Dezembro dedica-se ao cogumelo silvestre num festival gastronomico.


Veja Também: Na Serra da Estrela a experiência de aprender a produzir o Queijo da Serra

Encontre outras opções de hospedagem em Belmonte no: Booking


Comentários

  1. Nossa Rita! Que lugar interessante! Gostei de tudo; museus interativos me atraem :). Saber um pouco mais sobre a história de nosso país, idem e a fotos condizem com o lugar. Maravilhoso.
    Obrigada pela dica. Quem sabe no futuro dou "uma passada" neste belo sítio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ilma! É o tipo de lugar que todo brasileiro deveria conhecer.

      beijos!
      Rita

      Excluir
  2. Eu gostei muito de Belmonte. Achei esse Museu do Descobrimento muito interessante, altamente interativo, e me fez pensar em como poderíamos ter algo legal assim por aqui no Brasil. Eu fiquei alguns dias rodando por essas pequenas cidades da Serra da Estrela e gostei de tudo. Só não pode se empolgar vendo as novidades e passar dar 14h para almoçar. Não é como no Porto que a gente sempre encontra uma coisa boa pra comer depois da hora. 😂

    ResponderExcluir
  3. Pois é Isabella! Nessas aldeias os horários são sagrados :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O Porto encanta nas redes sociais:

Preencha para receber as novidades do blog no seu email. E no campo "mensagem" escreva: autorizo.

Nome

E-mail *

Mensagem *