quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Do Porto para o Douro... No Wine Hotel Quinta de Casaldronho. Um lugar com história.

Como já disse anteriormente, quando comecei a escrever o blog há quase 5 anos atrás, e mesmo antes, quando ia ao Vale do Douro, lembro-me que eram eram poucas as opções para se hospedar na região.
Hoje em dia isto já mudou e ainda bem.
Existem muitas opções para os mais variados gostos para quem quer ficar uns dias explorando esta que é  para mim, a região mais bonita de Portugal.
E por isso, a minha sugestão de hoje ainda é uma lembrança da viagem #oDourochama, organizada no ano passado pela AETUR, onde tive a oportunidade de conhecer lugares muito especiais na região.

A Quinta de Casaldronho é um Wine Hotel para quem gosta de ficar hospedado num lugar preenchido de muitas histórias e um segredo. E para quem quer estar no coração do Douro, em Lamego, junto da natureza e a aproximadamente uma hora e meia de carro do Porto.



Dos 24 hectares desta propriedade, 15 são destinados às vinhas, que produzem 100 pipas de vinho, 30 delas vinho do Porto.
Além disso é possível encontrar por lá, muitas oliveiras, um pomar onde as frutas são utilizadas para produção de compotas, servidas no hotel, e percursos de caminhada.




A Quinta chegou a  pertencer a Egas Moniz que foi o tutor do primeiro rei de Portugal. E depois à rainha D. Sofia, mulher do rei D. Pedro II e em 1885 foi adquirida pela família que atualmente já está na sua quarta geração a produzir vinhos e que recebe no seu hotel com apenas 20 quartos, quem vem para o Douro vivenciar as boas experiências à volta dos vinhos.

O Wine Hotel Quinta de Casaldronho, tem uma arquitetura moderna que mistura os materias da região, como a pedra de xisto na fachada.
Os quartos são confortáveis e a decoração é moderna e bastante "clean"





Ideal para relaxar com vista para os vinhedos da região de Peso da Régua...


Junto ao moderno hotel encontramos uma marca incrível de outros tempos... a capela.


A existências destas capelas surgiram a partir dos rendimentos pagos aos mosteiros Cistercienses, no caso de Lamego, próximo desta propriedade, os de São João de Tarouca e de Santa Maria de Salzedas, que eu já falei sobre neste post: AQUI
Eram comum nestas propriedades, a existências destas capelas, e onde eramos próprios monges que incentivavam o cultivo das vinhas.
Esta capela na Quinta de Casaldronho é do séc. XIX e ainda hoje a missa  é rezada para agradecer a boa colheita.


Muitas histórias... marcas do tempo...




E o segredo?

Bom, dizem os mais antigos, que a rainha D. Sofia, escondeu todo o seu tesouro nesta Quinta... mas o mesmo nunca foi encontrado. O mistério permanece. Estará enterrado por entre algumas destas antigas paredes?


A única certeza é que ir ao Douro é cada vez mais uma viagem cheia de charme, histórias e muitos lugares lindos a conhecer.
E esta é mais uma sugestão para quem quer explorar a região, fugir da agitação da cidade e provar vinhos... do Douro e do Porto.

Lugares que encantam!

Quinta de Casaldronho
EN 313 - Valdigem - Lamego
www.quintadecasaldonho.com

Reserve Aqui:


Booking.com



Alugue um carro para passear pelo Douro, aqui:


Nenhum comentário:

Postar um comentário