quarta-feira, 6 de maio de 2015

A contemplação da cidade do Porto. No Festival In Spiritum 2015.

Foi numa conversa informal que eu conheci em Dezembro de 2013, a soprano Rosana Orsini.
Poucas horas antes da apresentação do ensemble barroco Favola D'argo na Igreja dos Carmelitas, esta formação musical com  músicos de várias nacionalidades, inclusive o seu marido, o organista Marco Brescia.
Ali, sentadas a porta da Igreja, literalmente, trocamos muitas impressões sobre a sua carreira musical e os seus projetos futuros...

ver o post completo sobre o surgimento do ensemble Favola D'Argo: AQUI

Vivendo há um ano e meio no Porto, depois de passar por Lisboa, Londres, Nápoles e Barcelona,  nesta conversa, a Rosana, nascida no Brasil,  confessou-me uma paixão imensa pela cidade do Porto e  me contou sobre o desejo de realizar aqui um festival de música contemplativa. Concertos de música erudita que tivessem os seus repertórios dedicados a vários lugares emblemáticos do Porto.

Um ano e meio depois, e em conjunto com dois empresários também apaixonados pelo Porto, este evento acaba de realizar a sua segunda edição com absoluto sucesso e com a certeza que em Abril/Maio, o Porto pode contar com este evento cultural no seu calendário...

Marco Brescia, Rosana Orsini, Alfredo Costa e Raquel Gomes. Idealizadores e organizadores do Festival In Spiritum
Este ano, tive a oportunidade de assistir a três dos cinco concertos. (veja AQUI, todos os locais dos concerto)
É um privilégio ouvir música com tanta qualidade, com vários artistas nacionais e internacionais em edifícios históricos, tão emblemáticos.

No belíssimo Salão Árabe, do Palácio da Bolsa, um dos edifícios mais bonitos e o mais visitado da cidade, 
a violonista Michelle Kim, junto com Marco Brescia ao piano, encantaram a noite da última Quinta-Feira...







Na tarde de Sábado, foi a vez de contemplar a Igreja da Misericórdia, um exemplar barroco do  arquiteto Nicolau Nasoni...



E foi o ensemble baroco Favola D'Argo e a belíssima voz da soprano Rosana Orsini que tornaram ainda mais belo aquele lugar...









E num "gran finale", na manhã chuvosa do último Domingo, no interior da Igreja dos Clérigos só se fazia sentir a beleza dos dois órgãos face a face tocados em simultâneo por João Vaz...


e Javier Artigas...



Neste exemplar fantástico, também do arquiteto de Nicolau Nasoni...


Um manhã muito especial na cidade do Porto...








Momentos para contemplar a beleza dos edifícios emblemáticos da cidade.
Vale a pena acompanhar as próximas edições deste festival que veio para ficar e enriquecer ainda mais a agenda cultural do Porto.

www.festivalinspiritum.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário