terça-feira, 21 de agosto de 2012

Vamos à cadeia, ver fotografias?

O prédio histórico no centro do Porto que já foi uma cadeia... a Cadeia da Relação, é hoje o Centro Português de Fotografia.



Um belíssimo edifício que começou a ser construído em 1.767, demorou 30 anos para ser finalizado e alojou o Tribunal e a Cadeia da Relação do Porto que foi desativada à partir do ano da Revolução, 1974.
Passaram por ali alguns "ilustres prisioneiros", o mais conhecido para mim, foi Camilo Castelo Branco (autor do romance Amor de Perdição e muitos outros) e sua amada Ana Plácido (havia ali um pavilhão feminino). Ambos presos por adultério. Ela, por denúncia do marido e ele, ao se entregar depois da prisão dela. Quando foram absolvidos, passaram a viver juntos. Fico só imaginando isto a acontecer por volta de 1.860... Que casal vanguarda para os tempos!
Estas e muitas histórias, encontram-se no Núcleo Histórico deste edifício.

Mas a verdade é que nos dias de hoje, a fotografia é a grande protagonista daquelas imensas salas cujas grandes portas e grades da época da cadeia ainda lá permanecem...



É incrível como o edifício mantém a sua construção original. Com aquelas grades e portas imensas. Impressionam, mas não assustam. É super interessante circular por aquele ambiente e ver ao mesmo tempo, várias exposições de fotografia.
Um mix de história e cultura.





 A visita e as exposições são gratuítas.Vale a pena acompanhar sempre a agenda.



Quem vem ao Porto tem que visitar. E quem é do Porto, vale a pena passar por lá de vez em quando para ver as exposições que estão a decorrer.


Ah.. e pode ver o Porto típico, através de uma outra perspectiva:


Centro Português de Fotografia
www.cpf.pt

terça a sexta
10h00 - 12h30 / 15h00 - 18h00
sábados, domingos e feriados
15h00 - 19h00

Nenhum comentário:

Postar um comentário