sexta-feira, 24 de abril de 2015

Silêncio que se está a cantar o Fado Vadio... no Porto.

Há coisas que são genuínas, típicas e são mesmo de raiz.
Todos ouvimos falar do Flamenco... a dança espanhola mundialmente conhecida.
Há casas de espetáculos de Flamenco por toda a Espanha. Mas em Andaluzia, onde a cultura flamenca é muito forte,  há tabernas escondidas, frequentadas por locais, onde podemos assistir o Flamenco puro. Sem holofotes, sem grandes aparatos. Simplesmente... Flamenco.

Aqui em Portugal acontece a mesma coisa com o Fado. Turistas e mais turistas se encantam com os espetáculos de Fado.
Mas há um fado que chamamos de Fado... Vadio.
Este é o fado genuíno, cantado por amadores, em qualquer restaurante, em qualquer tasca. A qualquer hora.
Os locais são os cantores.

Foi assim, que eu na tarde de ontem... sim, tarde, por volta das 18 h, a andar pelos lados do Teatro Nacional São João, nas ruas típicas do Cativo, Chã e da Porta do Sol, escuto em algum lugar alguém a cantar, era uma voz feminina... com sentimento. Era o Fado Vadio!

Fui a procura e logo encontrei o Xale na porta  que me dava o sinal... ali canta-se o Fado Vadio...



O senhor à porta não disse-me nada, apenas com um gesto entendi a sua expressão: pode entrar, aprecie o nosso fado.



Estava mesmo emocionada. Ali numa tarde de Quinta-Feira, aquelas pessoas, as gentes do Porto, a ouvir com sentimento, com respeito... o fado.
Senti-me verdadeiramente uma local.

Não podia deixar de dividir isto com os seguidores do o Porto encanta, gravei este curto vídeo...



A seguir a mim, uma família de turistas também não resistiu ao som que se fazia ouvir naquela rua...


E lá estava o senhor... a convidá-los sem nada a dizer, apenas com o olhar: entrem... este é o nosso Fado!


O que interessa é sentir o fado. Porque o fado não se canta, acontece.
O fado sente-se, não se compreende, nem se explica...



Ficou a certeza... vou voltar, com tempo, com o meu marido, para bebermos um vinho, comermos umas pataniscas de bacalhau e sentirmos... o fado.

Se vem ao Porto ou vive na cidade não pode perder a oportunidade de um dia viver esta experiência tão pura e tão típica. Isto é Porto. 

|alguns posts, eu escrevo com muita emoção. este é um deles.|

10 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo seu trabalho de divulgação dó Porto, das suas gentes e tradições. E, mesmo sendo tripeiro, conhecendo tascas onde se canta fado vadio, desconhecia esta que irei visitar seguramente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Octavio, esta foi a minha primeira experiência numa tasca tão genuína com fado assim numa tarde à semana. Achei fantástico!

      Excluir
  3. Parabéns pelo seu trabalho de divulgação dó Porto, das suas gentes e tradições. E, mesmo sendo tripeiro, conhecendo tascas onde se canta fado vadio, desconhecia esta que irei visitar seguramente.

    ResponderExcluir
  4. Estarei no Porto do dia 22 a 28/06/2015. Gostaria de saber o endereço.
    Obrigado,

    Julio
    jczol@terra.com.br

    ResponderExcluir
  5. O Fado no Porto existe... (facto desconhecido por muitos Portuenses)
    E existe também para todos os gostos...! Vadio, amador e profissional, e o ocasional.
    O Porto tem ainda uma das casas de fado de referência do mundo fadista, que é também a casa de fado mais antiga da cidade do Porto, fundada em 1968 por Gil de Vilhena. Lá cantou Marceneiro Pai, Filho e Neto, Beatriz da Conceição, Celeste Rodrigues, Amália, etc...
    Falo da Casa da Mariquinhas, ponto de paragem obrigatório para todos os fadistas, e apelidada por estes por "Catedral do Fado no Porto" (talvez pela sua proximidade à Sé Catedral do Porto, para quem quiser conhecer www.casadamariquinhas.pt)
    No Porto existe ainda outras duas casas de Fado, consideradas mais "turísticas", o Restaurante o Fado e o Restaurante Mal Cozinhado.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. O Porto tem bom fado, mas infelizmente é pouco encorajado. Eu gosto de ir a Lisboa e ir direto aos melhores lugares que os amigos me indicam.

    Quanto ao Porto existem uns quantos, o Guarany é o único que tem eventos de fado durante o ano inteiro, pelo menos é o que consta neste artigo:
    http://www.jimao.pt/#!3-Places-to-listen-Fado-in-Porto-2016-Guide/cun/5750b3760cf27b4271df0aa7 ,
    mais outros quantos.

    Bom trabalho Rita :)

    ResponderExcluir