segunda-feira, 2 de março de 2015

A simplicidade e o encanto do vinho. No simplesmente... Vinho.

Um novo evento sobre vinhos chegou para ficar na cidade do Porto. é o simplesmente... Vinho.


Simplesmente porque o vinho é feito de coisas simples... da terra, do trabalho das pessoas, da vontade e da paixão.
É e por isso que o simplesmente... Vinho veio para ficar. Pela simplicidade, pela irreverência e pelo bem querer das pessoas.

Este evento que se auto-denomina: "um salão off, manifestação de nicho, independente e alternativa, que reúne na Ribeira do Porto, produtores unidos simplesmente... pelo Vinho", começou timidamente em 2013, sem nome, sem divulgação, apenas começou...simples, assim.
Em 2014 já tinha um formato mais organizado, com divulgação e já com o nome simplesmente... Vinho.
E agora em 2015 chega com muita vontade de se afirmar. E assim foi.


Uma ideia concebida por dois amigos, produtores de vinhos, o Mateus Nicolau de Almeida e o João Roseira, este  recebeu-me com  muita simpatia e boa disposição. E já foi logo me apresentando para o
jornalista brasileiro Didú Russo, que escreve  sobre vinhos de uma maneira muito descomplicada... assim... simplesmente. (vale a pena ver o seu blog: AQUI). Este paulistano como eu,  veio exclusivamente para o evento. Conhecê-lo foi uma das surpresas agradáveis deste evento...


Outra surpresa: o local onde acontece o Simplesmente... Vinho, um armazém na Ribeira, próximo do Cais da Estiva onde funciona uma Oficina de Arquitetura Integrada a SKREI, que  transforma trabalhos artesãos em produtos culturais, e por isso, a arte juntou-se aos vinhos emoldurados pelas pedras medievais
do Muro dos Bacalhoeiros...







Estamos numa Galeria de Arte...



E assim, neste ambiente de arte, música e irreverência, os produtores, misturam-se com as pessoas
para dar a conhecer os seus vinhos. Falam das suas criações, com orgulho e com... paixão.


Vinhos conhecidos, vinhos menos conhecidos, produtores independentes... vinhos bons.




Acompanhados de petiscos especialmente concebidos por conceituados chefes da cidade. como o Rui Paula, o Luis Américo e outros excelentes também...

profiteroles recheados com presunto e queijo da Serra da Casa Riberio

broa de Avintes com conservas do Chef Ricardo Teixeira Coelho

Outra surpresa: saber que das vinhas ali encostadas ao Muro dos Bacalhoeiros, surge um vinho cheio de histórias, o "Cheios de Sede"...



Mais alternativo... impossível!

Junta-se a tudo isto, a alegria de todos que estavam ali a trabalhar e o cenário especial da Ribeira...




Simplesmente... encantador.

Um evento a não perder nas próximas edições.
Sempre em Fevereiro. 

Todas as informações em:



3 comentários:

  1. Este evento é outros que venham a realizar-se em paralelo com a essência do vinho realizada no Palácio da Bolsa, contribuem para que o Porto seja essência te o final de Fevereiro e o princípio de Março a capital portuguesa do vinho.......parabéns por este trabalho que ajuda a divulgar os vinhos e a cidade do Porto.

    ResponderExcluir
  2. Que pena que o evento só acontece em fevereiro. Pensei que na visita de novembro daria para conhecer e aprender um pouco mais sobre o vinho, sobre o vinho do Porto. Conto com você para umas preciosas dicas no final do ano.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um bom motivo para você vir de novo em Fevereiro Monica! ;)

      Excluir