terça-feira, 5 de agosto de 2014

O fantástico mundo de um atelier de cerâmica.

Não só no Porto, mas por todo o país a tradição da cerâmica portuguesa está presente em toda parte. Nos azulejos, nas peças decorativas, nos utensílios de cozinha e numa série de objetos no nosso dia a dia.
Desde os produtos industrializados aos artesanais, são muito apreciados não só pelos habitantes locais, mas principalmente pelos turistas que se rendem à esta arte tão antiga e tão especial.
E são os turistas que ficam encantados quando se deparam com a versão dos azulejos e das peças feitas à mão da Mané Sousa Cerâmica...



uma verdadeira artista nascida e apaixonada pelo Porto e que tem presença em vários mercados urbanos principalmente no Urban Market e também em boas lojas de gifts da cidade. Transmite-nos muito boa disposição e a alegria em fazer o que verdadeiramente gosta.
Gentilmente abriu as portas do seu atelier para que eu pudesse conhecer mais sobre este fantástico mundo da cerâmica...


Por entre conversas animadas e histórias comoventes, fico a saber que a cerâmica sempre fez parte da sua vida. 
Quando ainda era miúda, os pais foram trabalhar para Lisboa, e por isso  faziam muitas viagens Porto-Lisboa,  gostavam de parar em Alcobaça, região tradicionalmente conhecida por suas olarias, cerâmicas e loiças/louças.
Enquanto os pais compravam, a Mané ia para os fundos dos estabelecimentos a busca de loiça partida para levar para casa. Não gostava de brincar com bonecas, gostava de brincar com pedaços de cerâmica.
Passou a frequentar cursos e aos 15 anos já pintava as suas primeira peças em porcelana, que ela mostra com muito orgulho...



muito se passou entre as peças do passado e as suas peças atuais, tão modernas...


deu aula de pintura em porcelana por 12 anos,  e fez muitos trabalhos por encomendas, até que um dia resolveu aprender a produzir cerâmica e fez formações na CEARTE na cidade de Aveiro e na Escola Artística de Soares dos Reis, no Porto. Queria trabalhar as suas próprias peças. E surge então a Mané Sousa Cerâmica. A criatividade ganhou asas.
E é aqui no seu atelier que a Mané cria, produz e adora fazer o que faz.
Por entre vários tipos de barros, muitas ferramentas, dois fornos e uma roda para trabalhar o barro, ela vai me explicando as diversas maneiras que se podem produzir as peças cerâmicas..











diversas formas, muitos estudos antes das peças serem produzidas...






o fiel companheiro Pachá, sempre presente, mesmo que a dormir...


Ela conta-me que fez muitos seminários com muitos brasileiros, que ela considera, serem também muito bons nesta área.

E chegamos ao belíssimo trabalho na roda de olaria...





ver uma peça nascer é fantástico...



mas fazê-la é melhor ainda e lá fui eu...


é uma sensação maravilhosa, é terapeutico e não dá vontade de lá sair...


mas é muito difícil, é preciso a ajuda de quem realmente sabe...



mas consegui fazer a minha primeira peça de autor...


e encerramos com mais histórias, muitas emoções e uma espécie de aula de cores...





para vê-la pintar as peças tão pequenas e tão especias... as guitarras portuguesas, que tão bem representam o fado...





e os azulejos tão típicos do Porto...






que depois de 9 horas de forno e mais muitas horas a secar, estão prontos para encantar mais pessoas por este mundo a fora...






O privilégio de conhecer um bocado desta arte tão portuguesa e tão especial. Feito por mãos de artista.
Porque os artistas do Porto... encantam!
















3 comentários: