quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

O Flea Market e a Antiga Fábrica de Tecidos da Areosa

Alguns mercados e feiras de fim de semana no Porto, levam-nos a conhecer lugares incríveis.
No último fim de semana o Mercado da Pulga, mais conhecido como Flea Market, invadiu as instalações da antiga Fábrica de Fiação e Tecidos da Areosa, onde hoje funciona o Parque Empresarial Hipercentro, e levou para lá a irreverência do famoso mercado dos usados...


Um enorme armazém, inúmeros produtos de segunda-mão e vintage e muita disposição para "explorar" boas oportunidades... é assim o Mercado da Pulga.


Como é habitual, no Flea Market, encontra-se por ali, tudo ou quase tudo!





No Flea Market, não dá para ir com pressa, são muitas coisas para ver e para recordar...


por isso, uma pausa para um bom lanchinho é fundamental, esta mesa estava um encanto...



Pausa também para admirar a beleza do edifício...


E foi isso que eu fiz. Andei  também do lado de fora a "explorar" o espaço para conhecer melhor aquele conjunto de armazéns fundados em 1907, e que foi uma das maiores empresas do país...




Incríveis detalhes da antiga arquitetura fabril...




Fiquei imaginando, aqueles imensos armazéns nos tempos que empregava mais de 2.500 pessoas... e encontrei no Blog: PORTO, DE AGOSTINHO REBELO DA COSTA AOS NOSSOS DIAS, de autoria de Maria Jose e Rui Cunha, uma foto daquela época...


E deste fantástico blog, que para quem não conhece, eu recomendo e muito, também consegui a seguinte informação:

Fábrica de Fiação e Tecidos da Areosa – Um dos principais sócios desta grande empresa foi Manuel Pinto de Azevedo, proprietário do jornal O Primeiro de Janeiro. Foi fundada em 1907 e por aquele comprada em 1920. Uma das maiores empresas do país. Tinha uma política social muito avançada no tempo, com creches, refeitórios e casas para trabalhadores necessitados, alugadas a preços simbólicos.

Tempos bons para recordar.
E uma excelente oportunidade de viajar no tempo, com os objetos vintage do Flea Market e os armazéns daquela antiga fábrica, tão importante na história industrial da cidade.


Porque o Porto é assim... feiras e mercados que nos levam a  lugares fantásticos!

Flea Market Porto: www.facebook.com/fleamarket.porto
Blog: PORTO DE AGOSTINHO REBELO DA COSTA AOS NOSSOS DIAS: http://portoarc.blogspot.pt/

Um comentário:

  1. Ainda está por reconhecido mérito e louvor a este grande homem e empreendedor porque não era residente em Lisboa... O Panteão Nacional seria algum lugar ... se fosse no Porto, Senhora da Hora ou Macedo de Cavaleiros de onde vem as suas origens ou Bonfim no Porto onde se fixou com residência.aonde já deveria de ter um busto. Por isto não merece o esquecimento a que está votado sem reconhecimento do estado ou qualquer presidência só porque não foi homem de letras nem político, mas sim homem para o povo e para o trabalho... nem sempre se aplica a máxima do ditado popular DOS FRACOS NÃO REZA A HISTÓRIA. Nem dos fortes digo eu como ele só porque não foram intelectuais de relevo, mas sim fazedor de industria e progresso e acção !

    ResponderExcluir