quinta-feira, 4 de julho de 2013

Do Porto para... uma Aldeia do Xisto.

Estão a um pouco mais de duas horas de carro do Porto, bem no Centro de Portugal.
E nos permitem entrar num mundo completamente diferente das cidades e centros urbanos.
São as Aldeias do Xisto...


Xisto? Sim... xisto é o nome de uma rocha metamórfica, que tem uma característica laminada e que também pode ser chamada de lousa. Era retirado em blocos das grandes rochas para a construções destas casa tão tipicas não só em Portugal, mas em vários pontos da Europa...




Mas é no Centro de Portugal, próximo de Coimbra, que surge em 2001 o projeto Aldeias do Xisto, um projeto de desenvolvimento sustentável que envolve 27 aldeias daquela região.
Liderado pela ADXTUR (Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto), este projeto em conjunto com vários municípios e entidades privadas, tem como objetivo principal  restaurar e preservar este tipo de construção além de desenvolver uma série de atividades visando promover o turismo da região. 

E a partir de Coimbra, depois de uns bons quilômetros por entre serras, penedos e muita vegetação, chegamos à Fajão em Pampilhosa da Serra...



E para minha grata surpresa, quando vemos as reportagens sobre as Aldeias do Xisto, não fazemos a mínima ideia de como aquilo tudo é tão lindo! Parece que entramos num mundo à parte... de beleza, natureza e principalmente de preocupação em preservar ...


E tudo é bonito...








O que marca neste tipo de construção, além do efeito visual fantástico que o xisto proporciona, é que as casas parecem que são extensão da paisagem...




Esta tudo em perfeita harmonia com a natureza. Nada destoa. Por exemplo, quem diz que ali está uma escada?


Quando chegamos em Fajão, o placar informativo nos conta um pouco sobre aquela Aldeia...


E é na Cadeia que nos hospedamos...



Um edifício antigo e lindo, a Cadeia é um tipo de alojamento simples e confortável, com a amabilidade da proprietária a Dona Maria de Fátima e da sua encantadora netinha, a Bárbara, que de tudo fizeram para tornar a nossa estadia muito agradável.

Mas Fajão, é um mundo a descobrir. A região oferece inúmeras atividades desportivas, como caminhadas, percursos em trilhos pela serra, ciclismo, btt, pesca, caça, escalada, canoagem, piscina fluvial.
Ou então, para  simplesmente contemplar a natureza e tudo o que ela nos oferece...


E como não poderia deixar de ser, a gastronomia é  fantástica e para todos os gostos.
O restaurante Pascoal de Fajão, é uma referência da região e há quem atravesse todos os quilômetros por entre as serras e penedos para se deliciar com os seus pratos típicos e especialidades. Só posso confirmar, vale muito a pena!


 As especialidades do Pascoal são: cabrito assado, javali, chanfana e  bacalhau. E o excelente atendimento.
Mas já começamos a ficar maravilhados logo com as entradas, onde o sucesso  é este queijo de ovelha com doce de chila (abóbora), divinais...


E que tal o bacalhau?


No Pascoal também podem ser preparadas as trutas que se pescam nos viveiros do Rio Ceira, (Fajão está localizada próximo à sua nascente).
Aqui as trutas à escabeche...


E para terminar, uma série de sobremesas maravilhosas.
Como o arroz doce...


E a especialidade da região: a tigelada (uma espécie de pudim de ovos preparado numa grande tigela)...


Fajão é patrimonio, história e cultura e tem uma forte tradição lendária conhecida como "Os Contos de Fajão" e um personagem que está presente por toda a aldeia, o "Juiz de Fajão"...


E então, como nada é por acaso... o tal "Juiz de Fajão" foi ao Porto... na Relação...


E a envolvência destes contos é tão presente na aldeia, que a uma certa altura, não sabemos mais o que é conto e o que é realidade... incrível!


Visitar o Museu Monsenhor Nunes Pereira é obrigatório...




 Além de padre, Nunes Pereira era também um artista que utilizava diversas técnicas, mas preferia a xilogravura.  Neste museu, além de vermos muitas de suas obras, podemos conhecer um pouco como era viver nestas aldeias há muito tempo atrás...
Como por exemplo, este quarto, onde dormiam 4 crianças numa mesma cama...


E esta cozinha muito muito antiga, incrível...



E ao fim do dia... Fajão não é menos bonita...




Aldeias do Xisto.
Se vive no Porto, e quer dar uma escapadinha para estar em pleno com a natureza, este é um passeio super interessante, para além de conhecer mais sobre a história, cultura e patrimonio de Portugal.
E se tem planos de vir ao Porto e alugar um carro para conhecer mais Portugal, fica a dica.

www.aldeiasdoxisto.pt 



Exibir mapa ampliado

Faça aqui a sua reserva na região da Pampilhosa da Serra:

Booking.com

2 comentários: