terça-feira, 2 de julho de 2013

Casa-Museu Guerra Junqueiro... a coleção de artes decorativas de um grande homem.

Localizada na Rua D. Hugo, uma  rua pequena e muito bonita nas proximidades da Sé Catedral (veja um post sobre esta rua: AQUI, a Casa-Museu Guerra Junqueiro é uma homenagem da mulher e da filha  deste grande homem que viveu boa parte da sua vida na cidade do Porto. Uma vida muito entregue a várias emoções sem nunca perder a racionalidade.
Guerra Junqueiro era poeta, escritor, cientista, político, filósofo, viticultor duriense e um grande colecionador de artes decorativas.
O seu grande sonho era ter uma casa onde pudesse expor toda a sua coleção de artes decorativas. Morreu sem realizá-lo, mas quase 20 anos após a sua morte, sua filha e sua viúva cederam este palacete de arquitetura civil barroca portuense do século XVIII, juntamente com todas as peças da sua coleção à Câmara Municipal do Porto para ali, existir então a Casa-Museu Guerra Junqueiro...


E lá passamos a conhecer mais quem foi Guerra Junqueiro. Um homem merecedor destas palavras tão lindas da sua filha Maria Isabel, na ocasião da inauguração da Casa-Museu...


E neste edifício de 2 pisos temos o prazer de ter o contacto com peças belíssimas quase todas de origem portuguesa. Mobiliário com madeira talhada, reproduzindo desenhos incríveis...


Peças em ouro e prata...




Muitas peças trabalhadas por ourives portugueses.
Aqui uma antiga mesa de trabalho desta arte muito tradicional no país...


Tive o privilégio de fazer a minha visita, com a Diretora da Casa-Museu Guerra Junqueiro, a Dra. Ana Clara Silva, uma profunda conhecedora e admiradora do lado colecionador de Guerra Junqueiro, e que passa-nos a ideia de um homem muito sensível às artes. As obras de arte eram a sua inspiração para escrever seus poemas, seus livros...


Aqui, temos o privilégio de vermos o Violoncelo Montagnana de Guilhermina Suggia, a famosa violoncelista portuense que dá o nome à Sala Suggia da Casa da Música, e que faz parte da coleção de Guerra Junqueira...


Era também um profundo admirador das cerâmicas e descobriu valores em peças que muitos naquela altura não davam nada por elas e que tempos mais tarde, passaram a ser muito valiosas, como estas de cerâmica portuguesa em faiança...


Aqui, a Sala D. Maria, representa a sala da família, onde os móveis estão dispostos exatamente como estavam na sua casa, com belíssimo mobiliário, objetos de decoração e tecidos...



Na Sala de Jantar, Guerra Junqueiro recebia os seus amigos,  ilustres personagens da cidade, rodeado de muitas peças de arte, inclusive uma grande coleção de peças em cerâmica hispano-árabe...


Esta sala de estar, chamada Sala D. João V, tem a decoração toda em mobiliário estilo D.João V


E a Sala Catedral, mostra-nos o lado dos contrastes de Guerra Junqueiro, que não se considerava cristão. Era sim um filósofo que tinha a sua espiritualidade e que admirava as peças de arte religiosa.
Uma sala incrível, com esculturas e outras peças maravilhosas...





As condições adversas de fotografar em museus sem flash, e que eu faço questão de respeitar, não permitem aqui que se veja a verdadeira beleza destas e de muitas outras peças. Por isso, o melhor mesmo é visitar a Casa-Guerra Junqueira, principalmente para os admiradores das artes decorativas. São peças e detalhes incansavelmente admiráveis.
Sugestão para quem vem ao Porto e para quem vive na cidade.
Para conhecer a fantástica coleção deste grande homem que tem a cidade do Porto, como o relicário do seu coração.

E depois desta visita tão valiosa ainda pode desfrutar de uma pausa na Cafetaria anexa ao museu com deliciosos bolos e quiches caseiras. Um recanto especial...





Casa-Museu Guerra Junqueiro
R. Dom Hugo, 32
Tl. + 351 222053644
3ª à Sábado: das 10 às 12:30 e das 14 às 17:30
Domingo: das 14 às 17:30
(admissões até meia hora antes do encerramento)
Entrada gratuita aos Sábados e Domingos



Exibir mapa ampliado

Nenhum comentário:

Postar um comentário