quinta-feira, 28 de junho de 2018

Do Porto para... o hotel Casa da Calçada e o restaurante Largo do Paço em Amarante.

A aproximadamente 60 kms do centro do Porto, a caminho do Vale do Douro, quem decide conhecer a cidade de Amarante não se arrepende.
O pequeno e charmoso centro desta cidade é cortado pelo rio Tâmega, que apresenta em cada uma das margens os edifícios que impressionam, cada qual com a sua beleza.
Enquanto de um lado a história se faz presente na Igreja e no Convento  de São Gonçalo...


do outro lado do rio, o charme do hotel Casa da Calçada ao alto desperta a atenção...


Estive há dois anos e meio  no Casa da Calçada Relais & Châteaux para um almoço no seu restaurante Largo do Paço e já havia me encantando.
Desta vez, a convite da direção do hotel, voltei para conhecer e novamente me encantar com a nova carta do chefe Tiago Bonito, agora no comando deste restaurante e para lá ficar hospedada.

Este hotel de luxo, romântico e cheio de charme está instalado num palácio estilo barroco com elementos neo-clássicos que foi construído no séc. XVI e pertenceu ao Conde Redondo.
Durante o período das Invasões Francesas, serviu para instalar os comandos aliados de Portugal e Inglaterra.
Em 1880 nasceu neste palácio, António do Lago Cerqueira, um importante líder político no período da Primeira República.
Em 2001 foi recuperado e transformado neste hotel que é um verdadeiro oásis para quem quer relaxar e esquecer de tudo, num ambiente acolhedor e com requinte.

Conforto, elegância e espaço. Foi isto que encontrei no meu quarto...






pormenores com charme...

Confesso que fiquei longos minutos a apreciar aquelas vistas para o rio, a ponte e a igreja de São Gonçalo antes de descer para o jantar.


Pelo restaurante Largo do Paço, que possui uma estrela Michelin desde 2005, já passaram excelentes chefes que deixaram suas marcas. Agora é a vez de Tiago Bonito, um jovem de 30 anos que em 2011 já foi consagrado como Chefe Cozinheiro do Ano.

Tiago Bonito elaborou uma carta pessoal  para o Largo do Paço. Uma viagem gastronomica por sabores e memórias baseados nas suas  experiências pessoais e profissionais.
O ambiente charmoso e o excelente serviço de sala complementam esta experiência que eu recomendo, estando você hospedado ou não no Casa da Calçada Relais & Châteaux.

Tudo começa com as boas-vindas. As chamadas Saudações do Chefe foram tão surpreendentes, que pensei como seria tudo que viria a seguir...

As Surpresas do Chefe foram acompanhadas pelo excelente espumante Portal da Calçada, de produção própria.



Manteigas e azeite de excelência!
Como já era de se esperar, os pratos de entrada, peixe e carne, chegavam um a um numa apresentação impecável e uma explosão de sabores vindos da originalidade portuguesa...

Carabineiro com charme e na companhia de sabores incríveis!

cherne ao sal com açorda de marisco e molho de caldeirada  foi acompanhado pelo vinho branco  Mil Curvas

naco de vitela com molho de vinho tinto e beterraba servido com o vinho tinto Torre do Frade
No final, a sobremesa e o café vieram acompanhados de uma visita do próprio chefe Tiago Bonito a falar com orgulho das suas criações.

A noite vem com o esplendor da paisagem iluminada...


No mesmo restaurante Largo do Paço, o hotel serve o mais do que completo pequeno-almoço/café da manhã, com uma grande variedade de pães e delícias para acompanhar...

Quem me acompanha por aqui, já sabe que adoro pequeno-almoço!!
Além de elegância, conforto e excelente gastronomia, no hotel Casa da Calçada Relais & Châteaux encontramos os espaços perfeitos para relaxar. 
Piscina, Spa, recantos escondidos nos jardins. E nos dias mais frios, nada como um descanso nos espaços interiores na companhia de um bom livro e um bom vinho.








Estes são alguns dos motivos que valem muito a pena ir do Porto para... Amarante.
Em breve um post sobre o meu passeio pelo charmoso centro desta cidade que também encanta!

Casa da Calçada Relais & Châteaux
Restaurante Largo do Paço

Largo do Paço, 6 - Amarante
www.casadacalcada.com 


Faça sua reserva no Casa da Calçada: AQUI


Vem para o Porto e região?




quinta-feira, 21 de junho de 2018

Feiras Medievais e Recriações Históricas para aproveitar ainda mais o Verão no Norte de Portugal.

Com a chegada do Verão chegam também as festas, as feiras, os festivais e tudo que possa levar as pessoas para as ruas e parques. Depois de meses de muito frio, chuva e dias curtos, é chegada a hora de aproveitar toda a animação que o Verão traz.
Eu costumo dizer que no Verão há festas em todas as cidades, vilas e aldeias. É tempo de celebrar!
Um pouco por todo o país e no resto da Europa também, as Feiras Medievais e Recriações Históricas, sempre chamam a atenção de turistas e principalmente dos locais, que vivem intensamente estas festas em suas cidades.
Estes eventos estão sempre ligados à história de acontecimentos importantes do país há séculos e séculos. Valorizam a gastronomia da época ou da região, além de que os cenários e as roupas são muito fiéis aos períodos retratados. Há sempre muita música e animação. Tudo é muito bem produzido.
Eu adoro! Todos os anos marco a minha presença em pelo menos duas ou três destas festas


Eu adoro! Todos os anos marco a minha presença em pelo menos duas ou três.

Se estiver pelo Porto nos meses do Verão, saiba que algumas das principais Feiras Medievais e Recriações Históricas do país acontecem em várias cidades muito próximas.
Não perca a oportunidade de visitar uma delas.

Veja aqui as principais Feiras Medievais e Recriações Históricas que acontecerão no Norte de Portugal,  nos meses do Verão de 2018:

1. Feira Afonsina - no Centro Histórico de Guimarães - de 21 à 24 de Junho
Esta Feira, traz para o Centro Histórico de Guimarães, além dos costumes do período medieval e a gastronomia local, a recriação histórica que fará uma viagem no tempo do surgimento da nacionalidade, quando D. Afonso Henriques tornou-se o primeiro rei de Portugal.
Todas as informações em: www.guimaraesturismo.com

2. Feira Medieval - Viking - Vila Nova de Famalicão - de 05 à 08 de Julho
Esta Feira Medieval, faz uma viagem no tempo, no período de 1500. Além de destacar o período medieval, muitas das recriações tem características viking.
Mais informações em: www.cior.pt

3. Festival Romano - Marco de Canaveses -  06 e 07 de Julho
Aqui a viagem histórica leva-nos há mais de 1900 anos, onde é possível reviver os costumes romanos no dia-a-dia de Tongobriga, a antiga cidade romana entre o Douro e o Minho.
Aqui os visitantes podem participar das recriações históricas, realizar trabalhos em pedra e visitar as ruínas de Tongobriga
mais informações: www.jfmarco.pt
(50 kms do Porto)

4. Recriação Os Piratas - Leça da Palmeira -  Matosinhos - 06 a 08 de Julho
Num autentico ambiente de porto e mar, esta recriação leva-nos aos tempos dos piratas e corsários.
Os pequenos vão adorar.
Acontece também um movimentado mercado, música, lutas, leilão de escravos, caça ao tesouro e muito mais.
informações: www.cm-matosinhos.pt
 (Ao lado do Porto)

5. Recriação Histórica do Recontro de Valdevez - Giela - Arcos de Valdevez - 07 e 08 de Julho
Num ambiente cenográfico fantástico no Paço de Giela, esta viagem no tempo vai até 1147 quando os exércitos de Afonso Henriques enfrentaram os de Afonso VII de Leão e Castela num Torneio, que iria fazer parte de um momento importante para a formação de Portugal.
informações: www.pacodegiela.cmav.pt
(100 kms do Porto)


vestimentas dos soldados para o Torneio de Valdevez
6. Galaicofolia - Esposende - 20 a 22 de Julho
Este evento recria a vida no castro de São Lourenço, há mais de 2.000 anos, com espetáculos, gastronomia da época, música e animação para crianças.
Mais informações: www.galaicofolica.com
(50 kms do Porto)


7. Feira Medieval de Caminha - 25 a 29 de Julho
A primeira feira de Caminha aconteceu em 1291, e hoje em dia, o ambiente que se vive na sua recriada Feira Medieval é uma viagem no tempo com reis, tabernas, gastronomia e animação.
O Tema para este ano será: "Ofícios Maiores - Ofícios do Mar e do Rio - Caminha entre a navegação alto mar, na costa e nos rios"
mais informações: www.cm-caminha.pt
(100 kms do Porto)

8. Viagem Medieval - Santa Maria da Feira - 01 a 12 de Agosto
Esta é sem dúvida a maior Feira Medieval do país. São mais de 10 dias de muita animação. Toda a vila de Santa Maria da Feira, se envolve neste evento único. 
Já recebeu 11 premios dentre eles alguns internacionais. Além da gastronomia, musica, recriações, experiências proporcionadas aos visitantes, a Viagem Medieval é uma aula de história viva.
O tema deste ano será "O Rei D. Pedro I - o Justiceiro"
informações: www.viagemmedieval.com
(35 kms do Porto)


Viagem Medieval -  esta eu não perco! Veja mais nos posts: AQUI, AQUI e AQUI




9. Recriação Histórica do Encontro do Rei D. João I com o Duque de Lencaster em 1386 - Monção - 10 a 12 de Agosto
E bem ao Norte de Portugal, esta recriação vai levar-nos a uma viagem no tempo quando este encontro determinou a união diplomática entre Portugal e Inglaterra.
(130 kms do Porto)

10. VI Festa dos Povos em Aquae Falvia - Chaves - 17 a 19 de Agosto
Desta vez a viagem no tempo vai até a época do imperador romano Tito Flavio Vespasiano, onde as recriações históricas e o ambiente será todo galaico-romano. Estarão representados os povos galaicos, legendários, gladiadores, senadores, mendigos. Tudo acompanhado de gastronomia e muita animação.
informações: www.chaves.pt
(150 kms do Porto)

11. Recriação Histórica - Os Hospitalários no Caminho de Santiago - Leça do Balio - Matosinhos- 06 a 09 de Setembro
Esta é outra Feira Medieval que faço questão de ir. O ambiente à volta do belíssimo Mosteiro de Leça do Balio, recria o casamento de D. Fernando com  D. Leonor Teles. Além de destacar a importância daquele mosteiro no acolhimento aos peregrinos de Santiago que por lá passavam.
informações: www.cm-matosinhos.pt
(ao lado do Porto)

Veja mais neste psot: AQUI



12. Vindouro  Festa Pombalina - São João da Pesqueira - 07 a 09 de Setembro 
A história do Douro, dos vinhos e da sua demarcação pelo Marques do Pombal é retratada nestes dias de festa, com mercado, cortejos, jantares pombalinos, provas de vinhos, wine tours, conversas sobre vinhos e muita animação.
mais informações: www.sjpesqueira.pt
(160 kms do Porto)

13. Festa do Caldo de Quintandona - Penafiel - 14 a 16 de Setembro
Esta é mais uma festa que eu faço questão de ir. O ambiente é fantástico e leva-nos ao tempo em que a única refeição das pessoas que trabalhavam no campo era o caldo.
Quintandona é uma aldeia de xisto preservada e todos que ali moram se envolvem com a organização.
Muita música, gastronomia, animação, recriações e brincadeiras para as crianças.
informações: www.caldodequintandona.com
(30 kms do Porto)

Veja mais sobre a Festa do Caldo nestes posts: AQUI e AQUI
14. Braga Barroca - Braga - 19 à 24 de Setembro
Este evento vai destacar um período em que Braga foi o epicentro do Barroco em Portugal.
Valorizando o patrimonio da cidade. Desde o Palácio Biscainho, às igrejas, fachadas dos edifícios do centro histórico e os jardins, o barroco vai ser homenageado numa vasta programação.
mais informações: www.cm-braga.pt
(50 km do Porto)

Não faltam opções para aproveitar o Verão no Norte de Portugal, nestas festas que são verdadeiras aulas de história!

Vai se encantar!

Informações atualizadas por: www.portoenorte.pt

Vem para o Porto e região?






sexta-feira, 15 de junho de 2018

A Varanda da Saudade. Na Sé do Porto.

O Porto tem dessas coisas...

Quem visita a Sé do Porto, a região mais antiga da cidade, onde o Porto nasceu, e onde encontramos pessoas cheias de orgulho por lá viverem, pode ter a sorte de a qualquer momento, ouvir fado vadio (cantado pelos moradores da região) e ainda participar de uma festa de rua das mais genuínas!
É ali na primeira casa da rua Escura que está a Varanda da Saudade.
De frente para a Catedral, o fado é apreciado por quem por lá passa para visitar e pelos moradores...



um público mais que especial
É uma festa das pessoas da Sé, para as pessoas da Sé. Organizada pelos próprios moradores, a festa só acontece quando a Sé quer. Sem dia e nem hora marcada com muita antecedência.
Explicou-me o senhor que tratava de cobrar a entrada para o "WC": a gente decide uns dias ou um dia antes, nos juntamos e fazemos a festa.
Se na Varanda da Saudade canta-se o fado, abaixo dela preparam-se e vendem-se os petiscos. Porque não há festa popular sem eles.



Os turistas sobem e descem param para tirar fotos e ouvir uma ou duas músicas, mas os locais, estes vão ficando sem pressa que a festa acabe.




No Porto típico
E quem vai à Varanda da Saudade, canta um fado com sentimentos. Um fado genuíno...




E os iniciantes também são bem-vindos. Como este jovem que já canta com toda a emoção que lhe vem a alma...



Uma festa democrática, uma espécie de São João... mas pode acontecer a qualquer momento...


por isso, quando for visitar a Sé Catedral dê sempre uma espreitadela para a rua Escura. Pode ter a sorte de ouvir fado na Varanda da Saudade e sentir de perto a energia dos portuenses da gema!
Onde o Porto é Porto mesmo.

Porque o Porto encanta e a Varanda da Saudade... também!

Vem para o Porto e região?






quinta-feira, 7 de junho de 2018

Do Porto para Braga e Guimarães no mesmo dia? Veja porque não vale a pena.

Numa espécie de "mea culpa", faço este  novo post,  apesar de no início do meu blog,  defender a ideia de que era possível conhecer Braga e Guimarães no mesmo dia.
Mas mais de 6 anos já se passaram e é hora de rever este conceito.
E por que?

Porque o turismo em Portugal mudou, porque as duas cidades mudaram e porque a maneira de fazer turismo também mudou.
Turismo feito sem pressa é turismo de qualidade. A tendência agora é ficar mais tempo num mesmo destino, para conhecer tudo com calma, desfrutar de experiências locais para sair de uma cidade com a sensação de que a conheceu de verdade, e não apenas passou por ela  para tirar fotografias em frente a um monumento.
Braga e Guimarães também mudaram. Com o crescimento do turismo no Porto, as duas cidades que ficam a  aproximadamente uma hora, também passaram a receber mais turistas e por isso estão mais preparadas para receber os seus visitantes. 
Com mais vida, mais gente nas ruas,mais eventos a acontecer e mais lugares para conhecer.

Visitar as duas cidades é como entrar por séculos da história de Portugal. 
Em Braga, desde as ruínas romanas, passando pela força da Igreja com a primeira Catedral do país e a exuberância do Santuário do Bom Jesus do Monte, passear pelas movimentadas ruas do comércio tradicional e pelas ruelas do Centro Histórico e ainda se gosta de arquitetura moderna, vai se encantar com o estádio de futebol do Braga, construído a partir de uma pedreira. 

vestígios de uma cidade romana que ainda se chamava Bracara Augusta - aqui as ruínas das Termas


A Sé de Braga, merece uma visita alargada para apreciar todos os pormenores da sua fachada e também toda a sua beleza interior, além de conhecer capelas quase "secretas" e um museu de arte sacra onde está guardada a Cruz que foi utilizada na Primeira Missa, na ocasião do descobrimento do Brasil.

Braga é dinamica, coma sua população jovem a dar vida aos seus antigos monumentos

os jardins de Braga são lindos e vale a pena passar com calma por eles e admirar o cuidado com que são mantidos

ruelas com história

A grandiosidade do Santuário do Bom Jesus do Monte não pode ser admirada com pressa... é muito beleza para ver a correr

Já em Guimarães, a cidade berço, onde nasceu Portugal e o seu primeiro rei, D. Afonso Henriques, entramos em uma viagem histórica ao percorrermos as suas  ruelas e praças muito antigas e cheias de charme.
Em terras onde grande guerreiro galaico Vimara Peres viveu, no séulo IX, quando lutou contra as invasões mouras aqui ao Norte, e onde a condessa Mumadona construiu um mosteiro que foi protegido por uma muralha e um castelo, Guimarães leva-nos pelo período medieval no seu Centro Histórico.
Museus, igrejas e cantinhos secretos merecem toda a atenção na sua visita à Guimarães.
Sem contar a ida ao Paço dos Duques que é um dos edifícios mais visitados de Portugal, dono de uma arquitetura soberana e um acervo fantástico de obras de arte. Vale a pena visitar sem pressa este monumento que é a casa oficial do Presidente da República quando este se desloca ao Norte do país.
Além disso vale a pena ver tudo do alto a partir do teleférico que leva ao belíssimo Parque e Santuário da Penha.

o surgimento da nacionalidade portuguesa é expressa em Guimarães

a imponência do Paço dos Duques

a história é contada com charme em Guimarães

o cantinho quase "secreto" na região dos couros
E claro que se estamos no Norte de Portugal, na região do Minho, não podemos sair com pressa, sem antes provar as delícias da gastronomia regional e o famoso vinho verde...




Para quem quer visitar estas duas cidades a partir do Porto no comboio/trem, a viagem dura aproximadamente uma hora e o bilhete ida e volta custa 6,40 € (preço de 2018).
É um dos Passeios que adoro fazer!

 Um dia em Braga e outro dia em Guimarães com um casal de turistas brasileiros.
Sem pressa e com ótima disposição
(a quem eu agradeço o envio das fotos)

Se vai viajar de carro por Portugal, pesquise AQUI  para alugar o seu veículo.

Se não quiser ir e voltar no mesmo dia na sua visita entre as duas cidades, também pode optar em dormir em Braga - escolha o seu hotel: AQUI, ou em Guimarães: AQUI.
E neste caso, a distância entre as duas cidades é de apenas 15 minutos de carro.

Turismo com qualidade é sentir e se encantar pelo seu destino e não apenas... passar por ele.

Porque o Porto encanta. E Braga e Guimarães... também.



Vem para o Porto e região?