sexta-feira, 23 de junho de 2017

Do Porto para... Lisboa. No Holiday Inn Express - Av. Liberdade.

Uma grande parte dos turistas brasileiros que visitam Portugal, inevitavelmente visitam o Porto, Lisboa, os arredores e as mais conhecidas cidades localizadas entre estas duas que são as mais importantes dos país.
São muitos os que me pedem sugestões de hospedagem neste sentido, por isso, juntei-me a um grupo de bloggers e jornalistas vindos de várias partes da Europa, numa press trip para conhecer o Holiday Inn Express - Lisboa, com excelente localização, junto a famosa Av. da Liberdade, numa experiência que nos levaria à Lisboa tradicional e cosmopolita.

Desta vez fui para Lisboa de comboio/trem que liga o Porto à Lisboa numa confortável viagem de aproximadamente 3 horas e que da estação de Santa Apolónia à estação de metro mais próxima (Marquês do Pombal) não ultrapassa os 15 minutos.

Mas  para quem chega à capital de avião, também pode ir a partir da estação de metro Aeroporto.

Das grandes vantagens do Holiday Inn Express Lisboa - Av. Liberdade é que a poucos passos da estação Marquês do Pombal chegamos a este charmoso edifício do início do séc. XX e completamente restaurado...


Se no exterior, o Holiday Inn Express Lisboa - Av. Liberdade conserva  este ar de palacete do século passado, o interior do hotel surpreende pela decoração moderna e colorida, logo à entrada...







Acesso para mobilidade reduzida
Este é um tipo de hotel ideal para quem procura excelente localização em Lisboa para explorar a cidade o dia todo e quer voltar para um quarto bastante confortável e um excelente banho. Para um justo descanso.
Foi isso que encontrei. Um quarto amplo, confortável, bem iluminado, com ótima casa de banho...






E ainda com bom espaço para trabalhar...


 A sala para o pequeno-almoço/café da manhã também é bastante moderna e decorada com uma belíssima pintura na parede, de autoria do artista Marcos Milewski. Uma inspiração para começar bem o dia!






 O que me encantou também neste hotel, foi o tratamento dado à uma escada que pertencia ao edifício antes de ser restaurado, e que servia os diversos pisos.

Uma escada de ferro fundido feita por um discípulo de Gustave Eiffel, que teve que ser retirada do edifício para ser totalmente recuperada e que voltou ao agora Holiday Inn Express Lisboa - Av. Liberdade para ficar ali exposta como uma verdadeira obra de arte...






 O diretor do hotel Jorge Barroqueiro e um bom vinho do Porto deram-nos às boas vindas à Lisboa e à sua tradicional Festa de Santo António!


Uma publicação partilhada por o Porto encanta | Rita Branco (@oportoencanta) a

E lá fomos nós em direção ao Arraial de Santa Engrácia, viver as tradições da Festa dos Santos Populares...





Com muitas sardinhas, dança e uma passagem para prestigiar as marchas populares, na Av. da Liberdade.




No dia seguinte, Lisboa amanheceu tranquila...


 Era tempo de conhecermos u pouco do lado cosmopolita da cidade, através da gastronomia.
E a poucos passos do Holiday Inn Express Lisboa - Av. Liberdade vamos conhecer o Avenida Sushi Café, um espaço moderno e sofisticado que apresenta as criações do chef Daniel Rente...




sabores especiais em formatos surpresa...



Por isso, podemos dizer que o Holiday Inn Express Lisboa - Av. Liberdade está localizado numa região nobre da cidade, rodeado de excelentes cafés e restaurantes, a poucos passos da Av. da Liberdde onde também se encontram sofisticadas lojas de várias marcar conceituadas e tem fácil acesso para todos os pontos turísticos  da cidade.

Do Porto... para Lisboa

Rua Alexandre Herculano, 40
tl. +351 218290402
pb















segunda-feira, 19 de junho de 2017

Dicas para enfrentar o calor no Porto, nos dias quentes do Verão.

O Verão ainda não chegou. Mas os últimos dias tem sido de temperaturas altíssimas no Porto, na região Norte e em todo o país.
Alguns lugares chegam aos 40º e fica mesmo muito difícil andar por aí sem proteção.
Mesmo os turistas brasileiros, que "pensam" que estão acostumados, sentem imenso o efeito do calor.
Diferente do calor úmido do Brasil, por aqui o ar é seco e podemos ficar dois meses ou mais sem chuva.

Tenho notado que os brasileiros estão aproveitando as férias escolares do meio do ano para virem com as famílias visitar o Porto e várias cidades de Portugal. Fico muito feliz com essa procura. Já era tempo dos brasileiros conhecerem melhor o país que tem tantos laços de origens.

Entre dias longos e quentes estamos numa excelente época para aproveitar bem a viagem, mas em dias em que o pico de temperatura é muito elevado há que se tomar vários cuidados.

Preparei uma lista de dicas para os turistas aproveitarem ao máximo a sua viagem, sem sofrerem com os excessos.

1. Proteja a cabeça:



Chapéus e bonés, de preferência de materiais leves, são indispensáveis para proteger do sol.

2. Hidratação:



Beba muita água! No mínimo 2 litros, mesmo que não esteja com sede. O corpo vai ficando seco e desidratado durante o dia, sem nos darmos conta.
Evite bebidas alcoólicas nos horários mais quentes do dia. E se beber, não dispense uns goles de água para intercalar.

3. Roupas e calçados confortáveis e leves:



Tenis de materiais leves é o ideal, as sandálias nas ruas do Porto e Portugal podem ser desconfortáveis, além de deixarem os pés expostos ao sol o que pode provocar queimaduras.
As roupas também devem ser de tecidos leves porque assim podem cobrir o corpo sem deixar também muitas partes expostas ao sol. A não ser que você não se esqueça de usar muito...

4. Protetor Solar:



Use sempre! Passe antes de sair de casa, mas leve-o consigo e passe novamente durante o passeio para  reforçar. Principalmente se estiver usando calções e tops sem mangas. Vai precisar de muita proteção porque ao andar na rua, o sol vai queimar mesmo!

5. Faça pausas... na sombra:



É certo que o turista muitas vezes vai se empolgando e quer conhecer o máximo de coisas no mínimo de tempo. Mas com as altas temperaturas, é praticamente impossível. Procure uma sobra e descanse, o corpo vai pedir por isso. Turismo de qualidade e devagar é o ideal.
Há sempre um belo jardim, ou parque por perto para sentar e relaxar na sombra.
Conheça alguns Parques e Jardins do Porto: AQUI

6. Refugiar-se nos monumentos:



Aproveitar os edifícios em granito do Porto são uma excelente pedida para fugir do calor.
As paredes imensas de pedra da Casa do Infante, da Sé Catedral, das caves do vinho do Porto e da Igreja de São Francisco, são alguns dos vários monumentos e edifícios que vale a pena perder uma boa parte do tempo a visitar, enquanto o sol arde lá fora.


Visitas guiadas ao Palácio da Bolsa, à Casa da Música e sentar em algum bar, café e restaurante também são ótimas opções.
É preciso tomar cuidado com o ar fresco à beira do rio Douro, porque o sol continua por lá. Firme e forte. Todo cuidado é pouco...

cuidado com as pausas quando o sol está forte!

É óbvio que este cuidado deve ser redobrado nas crianças.

7. Comece os passeios cedo:

Muitas vezes, o dia demora um pouco para aquecer e a cidade principalmente a beira do rio e do mar fica com uma névoa que torna a paisagem surpreendente!

Mas não se engane, o sol vai aparecer. Esta foto por exemplo, foi tirada logo cedo num dia em que as temperaturas chegaram a 35º

Saiba também que muitas vezes a temperatura cai quando o sol se põe e por isso, ao sair à noite, pode-se sentir bem a diferença, por isso não dispense uma blusa leve ou um xale quando sair para jantar ou para aproveitar a noite portuense.

Estas dicas valem a partir do final de Junho até meados de Setembro.

Proteja-se nos dias quentes e longos e encante-se pelo Porto e por toda a sua viagem por Portugal!







quinta-feira, 15 de junho de 2017

Um passeio pela Foz Velha... próximo do mar e de ruelas especiais.

A Foz do rio Douro, onde as águas do rio se encontram com o mar é sempre um dos passeios que os turistas gostam de fazer durante os meses mais quentes.
O cenário é lindo!
Os moradores daquela região também estão sempre por lá apreciando o mar e aproveitando para bons passeios.



O Jardim do Passeio Alegre é excelente para quem quer descansar na sombra das belíssimas árvores...


As praias da Foz também costumam fica bem cheias no Verão,
Mas há um lugar na Foz, longe de tudo isso, e ali tão perto.
É a Foz Velha...



São muitas ruelas estreitas, onde vê-se poucas pessoas a andar por lá. praticamente só os locais...



É um lugar onde vivem ainda alguns pescadores e moradores mais antigos, por isso a arquitetura é muito diferente da que vemos nos grandes palacetes instalados na frente do mar.


Os azulejos também estão na maioria das casas...



 Mas ali também era lugar de grandes Quintas e casas palacianas, pertencentes principalmente a aristocratas do vinho do Porto.
Podem-se ver por lá um vestígio de um aqueduto que passava por estas Quintas e uma pequena capela privativa que também pertencia a uma dessas Quintas...


a beleza que marca uma época...


Existem algumas casas degradadas, mas muitas estão sendo recuperadas, a exemplo do que vem acontecendo em várias regiões da cidade.
E já há por lá alguns alojamentos locais, para turistas que gostam de estar longe da confusão do centro da cidade e perto do mar. Uma vez que o acesso é bem facilitado por transportes públicos.

Na Foz Velha a simplicidade mora ao lado da sofisticação. Algum comércio tradicional ainda 
resiste, juntamente com restaurantes de chefes famosos...


restaurante estrela Michelin

Tudo a poucos metros do mar e a beleza dos faróis e do Forte de são João da Foz... 


E para um bom almoço ou jantar bem perto do mar ou  ainda pelas antigas ruelas, não faltam boa opções. Para todos os gostos. Muitos deles instaladas em edifícios antigos e cheios de charme.



Este meu passeio por lá num dia bastante quente de quase Verão, terminou com um delicioso prato de massa com frutos do mar e um bom vinho banco para refrescar, no simpático restaurante Cêpa.
Um espaço pequeno, com poucos meses no interior algumas na esplanada, com excelente atendimento...


Agrada a turistas e locais, que não se importavam de estar ali a espera por uma mesa...


Um passeio à beira mar e por entre ruelas antigas, ideal para quem quer fugir um pouco da agitação turista do Centro Histórico. 
Muito fácil de chegar, de carro, de eléctrico (linha 1) ou de autocarro (linha 500)

Passeios pelo Porto que encantam!