sábado, 30 de julho de 2016

Do Porto para Santiago. A 5ª etapa leva-nos à vila mais antiga de Portugal.

Já fui muitas vezes a Ponte de Lima, gosto muito daquela antiga vila no coração do Minho e tenho por lá bons amigos.
Mas desta vez foi especial. Cheguei a Ponte de Lima caminhando, por estradas e caminhos rurais que nunca havia passado e que me encantei.

Mas antes de lá chegar, foi preciso percorrer mais de 16 kms. Eu e a minha incansável amiga Elena Paschinger do blog Creativelena.


Partimos de Balugães, onde fizemos mais amigos, peregrinos e locais.
Da Quinta da Cancela vamos levar boas recordações e forças recuperadas para continuar.


Dormimos em pleno Caminho de Santiago e por isso, basta seguir em frente...



todas as informações sobre o que vamos encontrar pela frente
O mundo rural logo recebe-nos... cheio de surpresas!




Estamos em plena região do granito e por lá todas as construções são feitas destas pedras tão características do Norte de Portugal...



adoráveis casas de pedras inseridas na paisagem
Terra de gente que trabalha a terra...


Cada vez mais nos sentimos abraçadas pelo Caminho de Santiago...

A Sé do Porto já ficou a 73,3 kms para trás e para chegar  a Catedral de Santiago ainda nos falta quase 180 kms!



os cuidados estão por toda a parte...


Das coisas que emocionam: a uma dada altura depois de muito caminhar, em frente à uma casa uma placa convida para um descanso...


Banco, água e doces para repor energias... moradores do Caminho a pensar em nós...




Nesta etapa, encontramos muitas mulheres a fazer o Caminho, e chamamos esta etapa de "etapa das mulheres". Eram muitas, de todas as idades e nacionalidades. Algumas a fazer o Caminho pela quinta vez!
Uma verdadeira inspiração para quem ainda está a pensar: "faço ou não faço?"...







outros "amigos" que sempre cruzam o nosso Caminho...


Entre algumas vilas e aldeias, as lojas e os supermercados não existem e por isso, a mercearia e a peixaria vai de carro até lá...



a simplicidade... que nos encanta!


A meio do Caminho, o lanche que sempre é leve, para não perdermos o ritmo...


Dica da Etapa:
As subidas já começam a ser acentuadas e o piso irregular. O bastão vai ser mesmo preciso daqui para frente!



Mais uma vez, a lembrança de que a Primavera é o que nos preenche os olhos durante o Caminho...



vem aí o vinho verde!
Esta é uma etapa que várias vezes somos obrigados a circular pela Estrada Nacional 204, por isso todo o cuidado é pouco e lembre-se de circular sempre no sentido oposto dos veículos (como referi na Dica da 2ª etapa: AQUI)

Mas para nossa sorte, somos sempre desviados para os agradáveis caminhos rurais...







até que uma placa nos enche de alegria!


Ao saber que só nos falta 1 km e observando a beleza das casas e do percurso já nos arredores de Ponte de Lima... a vontade de chegar vai superando o cansaço!






que sombra maravilhosa nos espera à chegada de Ponte de Lima!
O barulho da correnteza do rio Lima e a entrada por uma alameda de Plátanos onde avistamos a Igreja, e a Ponte... é emocionante!





Chegar em Ponte de Lima, na vila mais antiga de Portugal é um dos pontos altos do Caminho Português de Santiago. Centenas de peregrinos param ali para descansar para continuar no dia seguinte.
E logo à chegada vamos admirando a charmosa vila. Lugar de tradições...




Para mim, esta etapa, ficou marcada pelo que iria me acompanhar até o fim do Caminho: as bolhas.
Depois de ir a farmácia em Barcelos, voltei mais uma vez em Ponte de Lima e aprendi que a única solução não estava na farmácia e sim na loja ao lado, onde agulhas e linhas iriam ser minhas novas companheiras de viagem. Sim, enchi-me de coragem até descobrir que não dói, mas que era fundamental, furá-las com linha e agulha, deixando a linha para drenagem...

(betadine também é obrigatório para evitar que infeccionem)

O consolo veio através do carinho das pessoas amigas que vivem em Ponte de Lima, que nos levaram até o Carmo's Boutique Hotel e ao Restaurante Picadeiro, que nos receberam para o merecido descanso e um jantar fabuloso!


conheça mais sobre o Restaurante Picadeiro: AQUI
 Já o Carmo's Boutique Hotel que nos recebeu assim que soube do nosso projeto #duasBloggersumCaminho, é uma categoria muito especial de alojamento. Dentro da proposta  deste projeto, o nosso objetivo é mostrar os vários tipos de  hospedagens durante o Caminho. 
E estamos diante de uma sugestão para o peregrino que procura o máximo do conforto ao fim de uma etapa. É uma espécie de mimo à meio do caminho, uma vez que os próximos desafios não serão nada fáceis...


Segundo a diretora Raquel do Carmo Barbosa, os americanos são um tipo de turista que vem optando em fazer o Caminho Português de Santiago com empresas de apoio e o Carmo's Boutique Hotel tem sido uma opção de hospedagem para este tipo de peregrino...


Conheça o Carmo's Boutique Hotel neste post:AQUI
Um pouco mais afastado da vila de Ponte de Lima e em pleno ambiente tranquilo da área rural, os peregrinos que não estiverem com carro de apoio podem se informar com o próprio hotel, a melhor maneira para lá chegar. 

Depois deste merecido descanso e de repor as energias com o excelente pequeno almoço/café da manhã, é hora de se despedir de Ponte de Lima e enfrentar a etapa mais difícil do Caminho...


Vem aí a dura Serra da Labruja na chegada à Paredes de Coura.
Acompanhe!

#duasBloggersumCaminho

Veja mais sobre o Caminho Português de Santiago: AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário