domingo, 31 de julho de 2016

Do Porto para... a Viagem Medieval que encanta!

Todos os anos, no fim de Julho e início de Agosto, Santa Maria da Feira, a aproximadamente 20 minutos de carro a partir do Porto, deixa de ser uma cidade tranquila de ruas estreitas com um castelo majestoso, conhecida pelas famosas fogaças e passa a ser o palco da maior feira medieval de Portugal e uma das maiores da Europa.
veja um post completo sobre a edição de 2014: AQUI
 E  já são 20 anos que a Terra de Santa Maria recebe milhares e milhares de pessoas na Viagem Medieval. Para este ano são esperadas aproximadamente 600.000 pessoas.
Estive por lá mais uma vez, no segundo dia da festa, e tudo continua lindo e sim, cada vez com mais visitantes.

Ao início da tarde tudo ainda é tranquilo na Viagem Medieval e dá para observar com calma o cuidado com que a cidade se prepara para estes dias quando muita gente vai circular por ali...




Além das muitas áreas temáticas, dos vários mercados, há uma série de recriações históricas que nos levam aos tempos do reinado de D. Dinis e sua rainha santa, Isabel...





uma das áreas temáticas mais interessantes são os Banhos de S. Jorge. Veja nest post: AQUI
Muitas cores e muitos sabores estão sempre presentes na Viagem Medieval...




o porco no espeto, a sangria, o pão com chouriço, os crepes artesanais, os muitos doces conventuais e as fogaças são os destaques...









À noite, chegam a Santa Maria da Feira, milhares de pessoas para jantar, conviver e assistir aos muitos espectáculos e recriações históricas...



Este ano, junto com a minha colega de Braga, a blogger Naiara Back, autora do Aqueles que Viajam, transmitimos em direto através do Snapchat muitos dos momentos que passamos  na Viagem Medieval. O que foi muito gratificante poder mostrar para muitos seguidores (a maioria deles brasileiros) uma festa desta dimensão realizada em Portugal. Um orgulho!
E o mais interessante é que uma seguidora do Snapchat que está recentemente vivendo no Porto, nos acompanhou nesta Viagem!

Foto: Gabriela Rocha
Se você ainda não conhece o Snapchat, saiba que é uma rede social que transmite em tempo real, durante um prazo de 24 horas, pequenos vídeos de 10 segundos, gravados e publicados instantaneamente sem tempo para grandes produções e edições, o que faz tudo parecer muito mais espontâneo e verdadeiro. Natural. É o momento como ele é.

Aqui alguns destes momentos transmitidos no Snapchat do oportoencanta:



Isto é apenas um "cheirinho"...
há muito para ver e fazer na maior feira medieval do país.
Tem até o dia 07 de Agosto para ir até lá e desfrutar. A não perder!


veja o que a Naiara Back escreveu no seu blog sobre a Viagem Medieval: AQUI e AQUI
foto: Gabriela Rocha


Porque a Viagem Medieval... encanta!



















Todas as informações: www.viagemmedieval.com

sábado, 30 de julho de 2016

Do Porto para Santiago. A 5ª etapa leva-nos à vila mais antiga de Portugal.

Já fui muitas vezes a Ponte de Lima, gosto muito daquela antiga vila no coração do Minho e tenho por lá bons amigos.
Mas desta vez foi especial. Cheguei a Ponte de Lima caminhando, por estradas e caminhos rurais que nunca havia passado e que me encantei.

Mas antes de lá chegar, foi preciso percorrer mais de 16 kms. Eu e a minha incansável amiga Elena Paschinger do blog Creativelena.


Partimos de Balugães, onde fizemos mais amigos, peregrinos e locais.
Da Quinta da Cancela vamos levar boas recordações e forças recuperadas para continuar.


Dormimos em pleno Caminho de Santiago e por isso, basta seguir em frente...



todas as informações sobre o que vamos encontrar pela frente
O mundo rural logo recebe-nos... cheio de surpresas!




Estamos em plena região do granito e por lá todas as construções são feitas destas pedras tão características do Norte de Portugal...



adoráveis casas de pedras inseridas na paisagem
Terra de gente que trabalha a terra...


Cada vez mais nos sentimos abraçadas pelo Caminho de Santiago...

A Sé do Porto já ficou a 73,3 kms para trás e para chegar  a Catedral de Santiago ainda nos falta quase 180 kms!



os cuidados estão por toda a parte...


Das coisas que emocionam: a uma dada altura depois de muito caminhar, em frente à uma casa uma placa convida para um descanso...


Banco, água e doces para repor energias... moradores do Caminho a pensar em nós...




Nesta etapa, encontramos muitas mulheres a fazer o Caminho, e chamamos esta etapa de "etapa das mulheres". Eram muitas, de todas as idades e nacionalidades. Algumas a fazer o Caminho pela quinta vez!
Uma verdadeira inspiração para quem ainda está a pensar: "faço ou não faço?"...







outros "amigos" que sempre cruzam o nosso Caminho...


Entre algumas vilas e aldeias, as lojas e os supermercados não existem e por isso, a mercearia e a peixaria vai de carro até lá...



a simplicidade... que nos encanta!


A meio do Caminho, o lanche que sempre é leve, para não perdermos o ritmo...


Dica da Etapa:
As subidas já começam a ser acentuadas e o piso irregular. O bastão vai ser mesmo preciso daqui para frente!



Mais uma vez, a lembrança de que a Primavera é o que nos preenche os olhos durante o Caminho...



vem aí o vinho verde!
Esta é uma etapa que várias vezes somos obrigados a circular pela Estrada Nacional 204, por isso todo o cuidado é pouco e lembre-se de circular sempre no sentido oposto dos veículos (como referi na Dica da 2ª etapa: AQUI)

Mas para nossa sorte, somos sempre desviados para os agradáveis caminhos rurais...







até que uma placa nos enche de alegria!


Ao saber que só nos falta 1 km e observando a beleza das casas e do percurso já nos arredores de Ponte de Lima... a vontade de chegar vai superando o cansaço!






que sombra maravilhosa nos espera à chegada de Ponte de Lima!
O barulho da correnteza do rio Lima e a entrada por uma alameda de Plátanos onde avistamos a Igreja, e a Ponte... é emocionante!





Chegar em Ponte de Lima, na vila mais antiga de Portugal é um dos pontos altos do Caminho Português de Santiago. Centenas de peregrinos param ali para descansar para continuar no dia seguinte.
E logo à chegada vamos admirando a charmosa vila. Lugar de tradições...




Para mim, esta etapa, ficou marcada pelo que iria me acompanhar até o fim do Caminho: as bolhas.
Depois de ir a farmácia em Barcelos, voltei mais uma vez em Ponte de Lima e aprendi que a única solução não estava na farmácia e sim na loja ao lado, onde agulhas e linhas iriam ser minhas novas companheiras de viagem. Sim, enchi-me de coragem até descobrir que não dói, mas que era fundamental, furá-las com linha e agulha, deixando a linha para drenagem...

(betadine também é obrigatório para evitar que infeccionem)

O consolo veio através do carinho das pessoas amigas que vivem em Ponte de Lima, que nos levaram até o Carmo's Boutique Hotel e ao Restaurante Picadeiro, que nos receberam para o merecido descanso e um jantar fabuloso!


conheça mais sobre o Restaurante Picadeiro: AQUI
 Já o Carmo's Boutique Hotel que nos recebeu assim que soube do nosso projeto #duasBloggersumCaminho, é uma categoria muito especial de alojamento. Dentro da proposta  deste projeto, o nosso objetivo é mostrar os vários tipos de  hospedagens durante o Caminho. 
E estamos diante de uma sugestão para o peregrino que procura o máximo do conforto ao fim de uma etapa. É uma espécie de mimo à meio do caminho, uma vez que os próximos desafios não serão nada fáceis...


Segundo a diretora Raquel do Carmo Barbosa, os americanos são um tipo de turista que vem optando em fazer o Caminho Português de Santiago com empresas de apoio e o Carmo's Boutique Hotel tem sido uma opção de hospedagem para este tipo de peregrino...


Conheça o Carmo's Boutique Hotel neste post:AQUI
Um pouco mais afastado da vila de Ponte de Lima e em pleno ambiente tranquilo da área rural, os peregrinos que não estiverem com carro de apoio podem se informar com o próprio hotel, a melhor maneira para lá chegar. 

Depois deste merecido descanso e de repor as energias com o excelente pequeno almoço/café da manhã, é hora de se despedir de Ponte de Lima e enfrentar a etapa mais difícil do Caminho...


Vem aí a dura Serra da Labruja na chegada à Paredes de Coura.
Acompanhe!

#duasBloggersumCaminho

Veja mais sobre o Caminho Português de Santiago: AQUI