quarta-feira, 19 de agosto de 2015

O rio Douro como varanda... na cidade das varandas!


O Porto tem muitas varandas. Muitas mesmo!
Desde as mais antigas, até as mais modernas, é uma cidade que parece que foi feita para contemplar o que está lá fora...

adoráveis varandas no casario da Ribeira


modernas varandas nos edifícios mais recentemente construídos



A cidade gosta tanto das suas varandas que realiza anualmente o #Festival Varandas. Um festival com várias atividades em varandas emblemáticas ou.. anónimas.
Umas destas atividades é o "Varandas com história", em que vamos conhecendo,  num percurso pela cidade algumas varandas de edifícios que tem alguma história para nos contar. Eu participei num "Varandas com história" há dois anos atrás e adorei. Ver: AQUI

Este ano a proposta do "Varandas com história" era super diferente e embarquei literalmente na ideia. Segundo o Festival Varandas, este ano o percurso dedicava-se ao Douro como cenário de filmes, de romances, de guerras, de curtas e longas histórias. Mirar o rio, através dele.

Amantes das varanda...todos à bordo!


A Gisela Pereira lá estava mais uma vez para propor um olhar diferente para a cidade,
desta vez... o Douro era a varanda!

Olhei para o Porto e  Gaia através do rio Douro no famoso "cruzeiro das seis pontes", com olhos para ver...



Há que se estar atento porque nesta perspectiva... as pontes crescem  sobre nós! e tem outros desenhos.









As margens tanto do Porto como de Gaia, logo no início do percurso, apresentam marcas profundas da história. Como as Muralhas Fernandinas de um lado e o Mosteiro da Serra do Pilar do outro...




A beleza  da arquitetura,  está presente nas margens do Douro...









 daqui, vemos arte escondida nas margens...




Vemos também nas margens a força do trabalho.
Como o último estaleiro naval do Douro e a zona piscatória da Afurada...





os pescadores solitários não abandonam nunca a tradição e estão sempre por lá


daqui desta varanda podemos vê-los quase dentro do rio...



As grandes fábricas que movimentavam a economia há anos atrás, relacionadas com o comércio do bacalhau e da cerâmica, hoje deram lugar a novos empreendimentos. Mas as fachadas originais e as chaminés indicam-nos: estamos numa região onde sempre se  trabalhou... e muito!






As varandas estão sempre a olhar para o rio. E desta vez olhamos para elas a partir do rio...

tão antigas...

e tão emblemáticas... como as de Miragaia


e no Muro dos Bacalhoeiros


Do Douro como varanda podemos avistar os pormenores do belíssimo painel de azulejos da Igreja do Corpo Santo de Massarelos. É a Igreja de São Telmo, o protetor dos navegantes...



Navegantes que sempre por este rio passaram em direção ao mar, ali tão próximo...




E como isto é mesmo Porto, num dia meio nublado e com algumas abertas, em menos de uma hora, esta varanda chamada Douro mostrou-nos um Porto cinzento...


e colorido!



Adoráveis varanda sobre o Douro num dia em o próprio rio serviu-nos como varanda... e encantou!


Se está no Porto, até o dia 04 de Setembro pode assistir e participar de outras atividades do Festival Varandas. Veja a programação: AQUI









Nenhum comentário:

Postar um comentário