quinta-feira, 28 de maio de 2015

As Francesinhas únicas do Bufete Fase

A Francesinha, o prato típico do Porto, está em quase todos os restaurantes da cidade.
Este sanduíche no prato, inventado por um português que foi trabalhar em França e não se contentando com o "croque monsieur" lá servido, inventou esta maravilha que todos os locais e turistas não dispensam.
Mas há no Porto alguns lugares que são os preferidos para quem já é especialista em Francesinhas.
Lugares que mantém a qualidade desde sempre.
E há uma casa, nos altos da tradicional Rua de Santa Catarina, conhecida no mundo inteiro, que serve uma das melhores e para muitos, a melhor Francesinha do Porto...


Chama-se Bufete Fase e já na porta, podemos ver a confirmação da notoriedade daquela pequena casa com  grande fama...



Foi aqui que eu comi a minha primeira Francesinha do Porto, nesta mesa, há quase 10 anos atrás...


naquela altura, só existiam 4 mesas... sim só 4. Era preciso esperar.
Mas há mais ou menos um ano atrás, o espaço aumentou...


 na nova sala , uma parede mostra a fama da Francesinha do Bufete Fase na imprensa:




Foi lá que eu fiz questão de levar a jornalista brasileira que vive em Dublin, a  Socorro Sampaio que faz o Programa Passaporte Meio Norte e que dá dicas de viagens para a televisão do Nordeste Brasileiro.

Ver o post sobre a série de locais que a Socorro Sampaio vai mostra no seu programa: AQUI

Mas... o que faz a Francesinha do Bufete Fase  tão especial?
O Sr. José Pinto, criador destas Francesinhas, conta com muito orgulho que elas são únicas.
Há 30 anos ele inventou a sua própria Francesinha, foram várias tentativas, muitos ingredientes gastos até chegar na sua receita que ele mantém até hoje... intacta.
A Francesinha no Bufete Fase é única, porque segundo o Sr. José, aqui não há "mordenices", ou seja, nada de Francesinhas vegetarianas, ou de balhalhau, nem de camarão. Francesinha aqui é só uma: a tradicional. Acompanhada de molho e batata fritas... nada de ovos por cima. E o molho não é picante, quem quiser com molho picante ele serve  à parte.

Não há muitos segredos, porque a Francesinha é feita às vista de todos...





Não é hora de pensar nas calorias...


o segredo está no molho que ele não conta para ninguém

30 anos a fazer a melhor Francesinha do Porto e o Sr. José nem as prova! A filha Filipa é hoje a sua provadora oficial e esperamos bem que seja a sucessora deste pequeno e tão especial espaço na cidade do Porto! A cidade que é hoje um dos melhores destinos gastronomicos do mundo agradece!

Fantástica Francesinha!

Quem vem ao Porto não pode deixar de provar as Francesinhas únicas do Bufete Fase.
E quem é da cidade, tem sempre que prestigiar. É do Porto e encanta!

Rua de Santa Catarina, 1147 - Porto

tl. 222 052 118

De Segunda a Sábado
das 12.00 às 16:00 e das 18:30 às 21:30
Não abre aos Domingos e Feriados


quarta-feira, 27 de maio de 2015

As surpresas do Museu Militar do Porto.

Na ocasião das comemorações do Dia Internacional dos Museus, há alguns dias atrás, resolvi visitar o Museu Militar do Porto, por ser provavelmente um dos únicos museus da cidade que eu ainda não conhecia...




Fui na certeza que iria encontrar por lá um espólio de armas, roupas de guerra e todas essas coisas que acompanham batalhas e serviços militares.
Realmente há um bocado de tudo isto por lá. Desde a Revolução Francesa até o início do séc. XX, muitos acontecimentos importantes passaram pela cidade do Porto. Batalhas, revoltas, tentativas de invasões e muito mais...






mas... há nas salas do piso superior do Museu Militar, o que foi para mim , uma grande surpresa.
Uma coleção incrível de soldadinhos de chumbo. Muitos! Milhares!





São 16 Mil soldadinhos
Exércitos inteiros de todas as parte do mundo...











De várias épocas da história. A recriação em miniatura de muitas guerras e batalhas...





cenas da guarda da Rainha da Inglaterra 

Várias recriações...





É a maior coleção do país. Para os colecionadores é de ficar horas a aprecianar.

Além desta surpreendente coleção, há que se destacar a arquitetura do edifício do século XIX.
Com apontamentos belíssimos...






No meio das escadas mais uma surpresa... uma espada que pertenceu a D. Afonso Henrique, o primeiro rei de Portugal...

Linda!


Numa sala em especial, há muitas referência a D. Pedro IV, também rei de Portugal e o I Imperador do Brasil, que ao voltar para Portugal veio para o Porto, travar uma longa batalha contra o seu irmão, chamada "O Cerco do Porto". Uma batalha que fez nascer uma fortíssima relação entre D. Pedro e os portuenses...



 Há várias impressões, documentos e objetos  relacionados a D. Pedro nesta sala.
Mas o que mais me chamou a atenção, e que muito me emocionou foi ter encontrado esta carta que D. Pedro escreveu ao povo portuense, numa ocasião que teve que deixar a cidade e ir para Lisboa.
Aqui, podemos ver o grande amor que ele tinha pelo Porto e suas gentes...



E por fim, no pátio exterior do Museu Militar do Porto, mais um surpresa... uma aula de esgrima medieval!


Mas isto merece um outro post. Acompanhe.


E fica a dica. Se gosta de coleções e sobretudo de soldadinhos de chumbo, vai adorar visitar o

Museu Militar do Porto

Rua do Heroísmo, 329 Porto
tl. + 351 225365514
3ª a 6ª feira - Domingos e feriados: das 10:00 às 12:30 das 14:00  às 17:00
Sábado: das 14:00 às 17:00



terça-feira, 26 de maio de 2015

Preparar e comer o seu peixe grelhado. No workshop do Restaurante O Xarroco.

O desafio veio de um dos mais tradicionais restaurantes em  Matosinhos, lugar famoso na região do Porto para se comer um bom peixe .
O Restaurante O Xarroco, abre as portas da sua cozinha e coloca o seu mais experiente grelhador de peixes a nos ensinar a preparar um bom peixe grelhado.
Desafio feito e lá vou eu!

Num fim de tarde super agradável em Matosinhos em boa companhia, inclusive do proprietário do restaurante, o Sr. Amaro Pinho as portas d'O Xarroco abriram-se para esta mais nova experiência na minha vida, uma vez que para mim, isto foi mesmo um desafio!


As douradas e todas as "ferramentas" necessárias lá estão à espera.
E o Mário, carinhosamente chamado pelos colegas de "Mourinho das Brasas" mostra-nos o passo-a-passo para se arranjar um bom peixe escalado...




Desafio é desafio e portanto... mão na massa, ou melhor no peixe...







Pacientemente, o Mário vai explicando a cada um, os segredos para se limpar e abrir o peixe.

Este é um workshop para um grupo de 7 a 12 pessoas, que vão aprender a escalar,  temperar, e grelhar...






Entre boas conversas, segredos e dicas, hora e meia passam num instante até o peixe ir à mesa.
Antes disso, a brasa já está na temperatura ideal, o peixe vai ser temperado e o Mário, vai nos explicar o tempo necessário para grelhar, de um lado e do outro...





Servido com batatas ao murro, legumes salteados e um copo de vinho da casa, o peixe vai para a sala principal do restaurante onde tive o orgulho de saborear o meu primeiro peixe preparado do início ao fim!

especial!
Isto é o  que  O Xarroco quer partilhar com os seus clientes, a satisfação do "aprender a fazer"  e degustar um peixe bem preparado.

Mas não é possível sair de lá sem provar as sobremesas especiais da casa. O leite creme é a grande especialidade , porque também tem um segredo que pode ser revelado neste workshop. E tem ainda doces sazonais feitos à surpresa como esta bomboca de morango com leite condensado e chocolate... 

delícia!

Uma sugestão para turistas e locais: um grupo de amigos e um jantar preparado por todos.
Para saborear e conviver...
Vale a pena!

Workshops na brasa à Xarroco

Workshop + jantar = 27,50 euros por pessoa
Inscrições: oxarroco@gmail.com
tl. +351 229 381 649

Restaurante O Xarroco
Rua Heróis de França, 507 Matosinhos