quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Um Porto do bem!

Quando fui assistir a cerimonia de encerramento das comemorações do 25º Aniversário da Obra Social Nossa Senhora da Boa Viagem, (ver o post AQUI) fiquei encantada com aquelas pessoas envolvidas neste projeto iniciado pelo Sr. Domingos Gomes voltado a pensar no bem estar dos idosos carentes, nomeadamente da zona de Massarelos.
Fiquei curiosa em conhecer a Instituição e fui convidada pela Celeste Gomes, a filha do Sr. Domingos que hoje está a frente daquela casa para conhecer como é o dia-a-dia da Obra Social Nossa Senhora da Boa Viagem.


Conforme, o prometido, a primeira coisa que a Celeste, sabendo que eu sou uma apaixonada pelo Porto, fez, foi levar-me para o terraço de onde temos uma vista fantástica para o rio Douro...



 voltada para a Ponte da Arrábida, para a Igreja de Massarelos...



e para os jardins do Museu Romântico e da Casa Tait...


Conheci ali uma Instituição totalmente voltada para o bem estar dos idosos que por ali passam tanto no Centro de Dia e de Convívio, no Centro de Acolhimento, onde ficam internados para receber tratamentos continuados, e também aos que são atendidos em suas próprias casas.
Sente-se por ali, a vontade constante de dar continuidade ao que o Sr. Domingos Gomes, sempre quis.
Por isso, parecem todos de uma só família. Os idosos, os funcionários e os responsáveis pela Instituição.
Depois do almoço dos idosos, todos os que ali trabalham almoçam também, e tive o prazer de acompanhá-los...






Depois, por entre conversas muito emocionantes com a Celeste Gomes, conhecendo ainda mais a dedicação por aqueles idosos, conheci mais algumas das instalações, quase todas elas com vista para o rio...




Aqui, uma bonita e pequena capela com a imagem da Nossa Senhora da Boa Viagem.
Um local, que indiferente da crença religiosa de cada um, é usado para momentos de reflexão...




Há uma preocupação constante para que o ambiente dos quartos, seja o mais próximo dos seus próprios quartos, das suas próprias casas... com boas lembranças...




Achei por bem preservar a privacidade dos idosos que ali estavam, entretidos nas suas atividades ou tratamentos...



Mas escolhi para representá-los, a Dona Cândida "Jornaleira", uma senhora que lá passa o dia, e que tem uma história incrível! 
Ficou viúva muito cedo e criou os seus quatro filhos sozinhos, vendendo jornais (na época, o Jornal de Notícias).
Saía todos os dias de casa às 4 horas da manhã para buscar os jornais na distribuição, para depois vendê-los no elétrico e  na região de Massarelos. E assim o fez por muitos e muitos anos.
É uma pessoa muito querida por todos daquela Instituição...



E a linda história de amor, deste casal...
ela vive lá no Centro de Acolhimento, e ele vai todos, todos os dias sem exceção visitá-la e passar as tardes com ela. E a beija, como um eterno namorado...


ela, já não lembra quem ele é... mas ele sabe muito bem quem ela é. 



Emoções fortes que vão ficar para sempre na minha lembrança. 
E o respeito pelo outro, até os últimos instantes das suas vidas.

E mais uma vez sou grata, por conhecer nesta cidade, pessoas tão generosas e com valores tão importantes.
Saber que tudo vale a pena, se a alma não é pequena!






Nenhum comentário:

Postar um comentário