quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Transfumeiro. De Mirandela para o Porto e... não só.

Voltar às origens, dar valor as tradições e consumir produtos regionais, está cada vez mais em força.
No Porto, as lojas, as festas e as degustações deste genero de produtos, conquista não só os turistas mas também, os habitantes da cidade, que às vezes não tem a oportunidade de estar no campo, nas aldeias e nas terras onde estas maravilhas gastronomicas são produzidas.


A Transfumeiro, de Mirandela é uma empresa familiar que leva estes produtos tão únicos daquela região transmontana ao encontro dos centros urbanos, nos seus restaurantes e lojas gourmets, e também em festas, feiras e degustações.

É uma empresa que descreve a sua Missão assim...

Nas memórias da confecção na casa dos avós maternos, da avó Amelia Melo em Mascarenhas, demos continuidade aos aromas e sabores e à criação de produtos saudáveis para uma vida melhor e respeitando sempre o meio ambiente.



Foi uma surpresa muito agradável conhecer a  Transfumeiro.
A qualidade dos produtos é muito especial e a simpatia da Sandra Golias, que é a pessoa da "família" Transfumeiro que está no Porto para atender quem quer conhecer estas especialidades de Mirandela, conquista.
Um  destaque para a  alheira de excelente qualidade...


Para quem está lendo a partir do Brasil, a alheira pode ser um produto desconhecido, porque é um produto único da região de Trás-os-Montes, uma delícia:

Enchido tradicional, cujos principais ingredientes são a carne de porco seleccionada, a carne de aves (galinha e/ou peru) e pão de trigo, e o azeite, condimentados com sal, alho e colorau doce e/ou picante. Podem ainda ser usados como ingredientes a carne de animais de caça, a carne de vaca e o salpicão e/ou o presunto envelhecidos.
E ainda o azeite, os pães, o vinho...



E tantos outros produtos. Quem resiste?
Qualidade e tradição, através da Transfumeiro... de Mirandela... de Tras-os-Montes para o Porto e não só.
Conheça todos os produtos e informe-se como ou onde conhecer e comprar:
|publireportagem|

terça-feira, 27 de agosto de 2013

As cores e a alegria do Urban Market voltaram à Praça das Cardosas

A Praça das Cardosas e o Urban Market parece que foram feitos um para o outro.
Depois do sucesso da edição de Julho, (ver AQUI), as cores e a diversão do Urban Market votou para animar mais uma vez a nova Praça das Cardosas...


Numa espécie de sinergia entre o espaço e as pessoas, o Urban parece que se encaixa muito bem nas Cardosas. As cores e o movimento, chamam a atenção para subir as rampas de acesso à Praça...


E quem lá vai, acaba por ficar. Sem pressa de sair.
Para ver calmamente os  trabalhos lindos expostos pelos criativos na área do design...



Para beber e comer...



Para ouvir boa música...


Para mudar o visual com os hairstylists...


Ou simplesmente ficar por ali, aproveitando o bom ambiente...



Por entre as cores e a criatividade...
 



E a animação dos expositores que incansavelmente por 3 dias, trabalham assim...sempre bem dispostos...




Se vem ao Porto nos próximos meses ou vive na cidade, programe-se para as próximas edições:
20, 21 e 22 de Setembro
25, 26 e 27 de Outubro
22, 23 e 24 de Novembro

Cintia Woodcock e Filipa Moredo da Portugal Lovers, empresa organizadora do Urban Market, convidam...



Veja aqui: todas as foto: Facebook/OPortoencanta

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Os meninos e os saltos da Ponte D. Luis...

É assim todos os anos no Verão...


Rapazes e raparigas, moços e moças, juntam-se nas tardes quentes de Verão na Ponte Luiz I (ou D. Luis, como é popularmente conhecida), para darem espetáculo... saltarem para as águas do rio Douro...


Quem passa pelas ribeiras de Gaia e do Porto, fica ali um bom bocado a observar, a coragem daqueles miúdos...





Confesso que desde que cheguei ao Porto, todos estes anos que eu passo por ali e os vejo, sinto uma pontinha de medo, de desconfiança... achando que aquilo ainda pode correr mal. Mas resolvi mudar o pensamento e só o podia fazer, indo lá falar com eles.
E assim eu conheci o Nuno de 20 anos...


E o Fábio de 17...


O Nuno me disse que todos moram ali na Ribeira, e fazem aquilo simplesmente... porque gostam.
E começam ..quando ainda são pequenos...



Enquanto ficam todos ansiosos nas margens a espera de uma salto, eles não tem pressa nenhuma... porque como me disseram, eles saltam para eles, porque gostam, quando lhes apetece...


Muito bem, parece que já começou a lhes dar a vontade...



E lá vai o Fábio...


E logo a seguir, o Nuno...


E lá vão eles com a correnteza do rio, em direção á margem. Sãos, salvos e felizes...


E foi ali na margem que eu conversei com o Fábio, que lá no alto da Ponte parecia um super herói, mas já em terra, demonstrou-me  a inocência e a simplicidade de um adolescente (assim, como um verdadeiro super herói)...


E eu o enchi de perguntas, e ele tímido, mas muito tranquilo foi me respondendo uma a uma.
E então fiquei a saber, que eles adoram fazer aquilo, moram todos ali na Ribeira, começam quando ainda são miúdos, não tem medo, não aceitam dinheiro de ninguém para saltar, não fazem para se mostrar, fazem porque é divertido. É seguro, não há pedras aonde eles saltam e se fosse perigoso... eles não saltariam. Ponto final. (infelizmente, hoje em dia, em 2016 os meninos do rio, com o aumento de turistas no Porto, já pedem uns trocos para saltar )
Depois foi a vez do Fábio me encher de perguntas, sobre de onde eu era do Brasil, se eu preferia morar cá em Portugal e por que. Se eu vou de vez em quando ao Brasil para visitar as pessoas. Por que eu me casei com um português e não com um brasileiro :)

Enquanto isso, chegam dois pequenos felizes dos seus saltos e se estendem na margem para se secar...


E fui embora mais tranquila, a saber através do Fábio e do Nuno, que não há que se preocupar. Aquilo é uma tradição e portanto vai ser sempre assim... no Verão, lá vão eles para a ponte saltar.
Porque as tradições no Porto são para se seguir!

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Cidade com charme... cidade com chapéu!

Eles estão em toda a parte, ou melhor, em todas as cabeças...






Em vários estilos, cores e materiais.
Os  mais sofisticados estão nas lojas...



Mas há outros  a vender em toda a parte...





Todos usam, primeiro para se proteger do sol, e depois, porque gostam de fazer um pouco o gênero "tourist style"...




O certo é que a cidade fica ainda mais charmosa com toda essa gente andando por aí de chapéu!













Até os amigos/leitores do blog que vieram de Lisboa e do Brasil, passear no Porto aderiam...

Gesiane, João e Camila Paes
Porque o Porto é mesmo assim, uma cidade cheia de charme e de estilo!
Se vem passear no Porto no Outono/Inverno, não se preocupe... há outros modelos para aquecer.