sábado, 20 de outubro de 2012

Manuel António Pina... uma homenagem à Porto (encanta).


foto: jn.pt

Eu tenho orgulho em falar português.
Seja ele do Brasil ou de Portugal.
De qualquer uma das maneiras... é português. E é a terceira lingua mais falada no MUNDO!

E não posso deixar de homenagear Manuel António Pina, jornalista, escritor, poeta que foi um dos maiores representantes desta minha Lingua Portuguesa, que tanto me orgulha.
Ele não era do Porto, assim como eu não sou.. mas era à Porto, assim como eu sou.

Amante do cinema e dos gatos, escrevia para as crianças e para toda gente:

"Quem vive no Porto sabe que as suas cronicas são lidas por um público altamente eclético, que vai da professora universitária ao taxista ou ao empregado de café. E é bastante surpreendente que isto suceda com cronicas que são, como talvez nenhumas outras no atual panorama da imprensa portuguesa, textos cultos, pelos quais perpassa todo o legado cultural da humanidade, do Velho Testamento a Homero, ou ao budismo zen, de Aristóteles ao ursinho Puff, de Dante ao Tintin. Mas Pina nunca é meramente erudito e, tal como os seus livros para crianças, igualmente recomendáveis para adultos, as suas cronicas podem virtualmente ser lidas com proveito por qualquer pessoa." (público.pt)

Recebeu em 2011 no Rio de Janeiro, o Premio Camões,  que é considerado o mais importante premio destinado a galardoar um autor de língua portuguesa pelo conjunto da sua obra .

Morreu, ontem no Porto...

Manuel António Pina, a Lingua Portuguesa vai sentir a sua falta. E o Porto...também.


Nenhum comentário:

Postar um comentário