quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Quando a cozinha do restaurante é... ao sol.

As notícias sobre o restaurante de gastronomia solar "Sol em Sol", chamaram a minha atenção.
Fogões solares... era uma coisa nova para mim e claro que eu queria ver isto de perto e saber mais a repeito.
Aproveitei o último Domingo, quando os termômetros no Porto rondavam os 30 graus e o sol estava para aquele tipo de cozinha e fui ao Parque da Cidade, onde o restaurante que é nómada/e, está instalado até o fim de Setembro. Fui antes da hora do almoço porque o objetivo era ver a confecção dos pratos e entender como aqueles fogões funcionavam.
Já de longe, eles chamam a atenção. Parecem umas parabólicas. E de perto.. são incríveis. Com o reflexo da luz do sol, cozinham os alimentos como um fogão que temos nas cozinhas tradicionais,


Mas o mais incrível, foi encontrar lá a trabalhar um pessoal jovem, bonito e cheio de boa disposição, com idades entre os 23 e os 31 anos. Contrariando todo o cenário de um país em crise, eles não querem saber. Acordam cedo e investem no próprio trabalho.
O jovem chef José Pedro Moreno está no comando desta cozinha super diferente e especial.
E no agito da preparação dos pratos, foi atenciosamente me apresentando os fogões, o conceito da sua cozinha e como tudo isso surgiu.

o chef José Pedro Moreno sob o olhar atento da sua assistente, a Filipa
Estes fogões foram criados por um engenheiro alemão por volta de 1970, com a intenção de atender países subdesenvolvidos, principalmente em África, onde poderiam funcionar sem a utilização de gás ou energia elétrica, ou qualquer outro combustível. Só precisam da luz solar.
O chef José Pedro, que apesar de jovem, tem a experiência de já ter trabalhado em cozinhas bem conhecidas do Porto, como o Restaurante Sessenta Setenta, onde aprendeu muito com o seu mestre, o chef Francisco Meireles. E também no Restaurante Foz Velha com o chef Marco Gomes.
E é no "Sol em Sol" que está desenvolvendo como nunca a sua criatividade, porque depende muito da intensidade da luz solar, para criar os seus menus diários.
Menus estes, elaborados com produtos nacionais, biológicos, que vão de encontro a uma alimentação saudável. Tudo pensado na sustentabilidade e no bem estar. E claro, no bom sabor.


Nos Domingos de Setembro há sempre um chef convidado para confeccionar o Menu, e neste dia estava por lá o João Pimentel do Restaurante Patuá.



O chef João Pimentel, na confecção do prato principal: Moqueca de Peixe








O certo é que, sob o sol de Setembro, ao som do Seu Jorge, aquela gente jovem tatuada, com brincos e chapéus estava ali feliz, trabalhando com amor e dedicação... num autentico showcooking...




Concentradíssimos...



Curiosidade técnica: quando esta barra que está nos pés do fogão, está  com 100% de sombra, significa que o sol esta completamente sobre o fogão, ou seja a temperatura está em máxima força:


Tudo pronto para servir neste cenário especial, pratos especiais.


E na parte da tarde há mais:



Para quem vai estar no Porto em Setembro, o Sol em Sol no Parque da Cidade, é passagem obrigatória.
Pode ver toda a programação do mês na página do Facebook/solemsol

Restaurante Sol em Sol
no Parque da Cidade
de Quarta à Domingo das 12:30 às 19.00 h
www.solemsol.com

Todas as as imagens em Facebook/OPortoencanta

Nenhum comentário:

Postar um comentário